Páginas

segunda-feira, 15 de março de 2010

A MASSACRANTE FELICIDADE DOS OUTROS


Ao amadurecer, descobrimos que a grama do vizinho não é mais verde coisíssima nenhuma..
Estamos todos no mesmo barco.
Há no ar um certo queixume sem razões muito claras.
Converso com mulheres que estão entre os 40 e 50 anos, todas com profissão, marido, filhos, saúde, e ainda assim elas trazem dentro delas um não-sei-o-quê perturbador, algo que as incomoda, mesmo estando tudo bem.
De onde vem isso?
Anos atrás, a cantora Marina Lima compôs com o seu irmão, o poeta Antonio Cícero, uma música que dizia: "Eu espero/ acontecimentos/ só que quando anoitece/ é festa no outro apartamento".
Passei minha adolescência com esta sensação: a de que algo muito animado estava acontecendo em algum lugar para o qual eu não tinha convite.
É uma das características da juventude: considerar-se deslocado e impedido de ser feliz como os outros são – ou aparentam ser.
Só que chega uma hora em que é preciso deixar de ficar tão ligada na grama do vizinho.
As festas em outros apartamentos são fruto da nossa imaginação, que é infectada por falsos holofotes, falsos sorrisos e falsas notícias.

Os notáveis alardeiam muito suas vitórias, mas falam pouco das suas angústias, revelam pouco suas aflições, não dão bandeira das suas fraquezas, então fica parecendo que todos estão comemorando grandes paixões e fortunas, quando na verdade a festa lá fora não está tão animada assim.
Ao amadurecer, descobrimos que a grama do vizinho não é mais verde coisíssima nenhuma.
Estamos todos no mesmo barco, com motivos pra dançar pela sala e também motivos pra se refugiar no escuro, alternadamente.
Só que os motivos pra se refugiar no escuro raramente são divulgados.
Pra consumo externo, todos são belos, sexys, lúcidos, íntegros, ricos, sedutores.
"Nunca conheci quem tivesse levado porrada; todos os meus conhecidos têm sido campeões em tudo".
Fernando Pessoa também já se sentiu abafado pela perfeição alheia, e olha que na época em que ele escreveu estes versos não havia esta overdose de revistas que há hoje, vendendo um mundo de faz-de-conta.
Nesta era de exaltação de celebridades - reais e inventadas - fica difícil mesmo achar que a vida da gente tem graça.
Mas tem.
Paz interior, amigos leais, nossas músicas, livros, fantasias, desilusões e recomeços, tudo isso vale ser incluído na nossa biografia.
Ou será que é tão divertido passar dois dias na Ilha de Caras fotografando junto a todos os produtos dos patrocinadores?
Compensa passar a vida comendo alface para ter o corpo que a profissão de modelo exige?
Será tão gratificante ter um paparazzo na sua cola cada vez que você sai de casa?
Estarão mesmo todos realizando um milhão de coisas interessantes enquanto só você está sentada no sofá pintando as unhas do pé?
Favor não confundir uma vida sensacional com uma vida sensacionalista.
As melhores festas acontecem dentro do nosso próprio apartamento.

17 comentários:

Mari disse...

Perfeito Maria José, a Martha te essa coisa de falar exato o que acontece com a gente.
Muitos valores estão invertidos e alguns foram perdidos...principalmnete no que diz respeito a este exagero em relação à aparência..
Mas o importante ainda é o que vai por dentro!
Beijos

angela disse...

É isso aí.
boa semana
beijos

Bloguinho da Zizi disse...

Ah.... o ser humano .......... sempre preocupado com o outro, sempre na comparação pra ver onde seu prato da balança está.
Se o Homem olhasse mais pra dentro de si, se descobrisse, visse sua Essência, veria sim, a grama verde no jardim do vizinho, mas descobriria que esse jardim também é dele.
Bom dia Maria José.
Beijinhos

*Adriana disse...

Bom dia !

Só mesmo Martha Medeiros para conseguir expor sentimentos nossos que não percebemos ou não entendemos. Ela é maravilhosa.

Bjs
Adriana

Cláudio J. Gontijo disse...

Maria José.

Belo texto. Seu espaço é muito generoso.


Sou um Professor, Biólogo e Químico, que busca divulgar o Verde Vida. São imagens ricas e textos simples, dedicados à causa ambiental/humanística. Visite-o e opine, se puder.


Felicidades em sua jornada!

Espírito Azul disse...

Maria José, Bom Dia! Tem um lindo selo para você na Página de Selos Oferecidos no meu blog. Um lindo dia de muita paz! Um beijo!

Mel Redi disse...

Belíssimo texto, adorei! Um grande abraço, querida Maria José!!

cantinho she disse...

Oi queridaaaaaa tem selinho pra vc lá no meu cantinho de comentarista excelente, é uma pequena homenagem à vcs que agregam positividade, carinho e sinceridade ao meu blog.
Pega lá!
Bjo, bjo! ;)

Mariana disse...

Como sempre os textos da Martha são magníficos.

Enajer disse...

Maria José tem um selinho para vc no meu BLOG-simmm , no meu Blog 1( Quando a vida dentro...) (rsrs)
Um xerãooooo

seu gordo disse...

concordo com o texto ! a vida e a gente q faz assim como os afluentes de sentimentos que sao nossas emoções e realizações e nossa grama e a mais verde do planeta com esse pensamento podemos ajudar o vizinho .beijo do gordo minha querida

alegria de viver disse...

Olá querida amiga
Isto é o que chamamos de tomar conta da vida dos outros.
Com muito carinho BJS.

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga.

Vivemos um tempo de tanto individualismo,
que já não temos tempo de sentir.
O outro é então o nosso espelho.
Sua vida.
Seus projetos.
Seus bens.

Mas aprendemos com o tempo a nos ver.
E quando isto acontece,
descobrimos o amor em nós.
Então entendemos como são felizes
e a alegria faz festa em nós.

Que teu coração seja sempre casa de alegria.

GENINHA disse...

Olá boa tarde, minha amiga brasileira !

Este texto é tão verdadeiro, que até dói interiormente, pelas lembranças que traz... senti tantas vezes que faltava algo e que não chegava para mim. Minha mãe costumava e costuma dizer o famoso ditado "achamos que a galinha da vizinha é mais gorda que a nossa, mas não é" para me animar. Com a idade (já tenho 46 anos!), veio a compreensão. E preparo-me para explicar o assunto á minha filhinha de 5 anos.

Um abraço de sua amiga portuguesa

Alma disse...

Como Você não disponibiliza Contato, tivemos que utilizar Comentários.



Cara Publisher deste Site / Blog.


Estamos desenvolvendo um Portal de Relacionamento com a Mulher.
Seu nome é Ganhei da Balança. ganheidabalanca.com.br

Durante 2 anos, através de Softwares e Ferramentas especialmente formatadas, Rastreamento dos Melhores Agregadores e Monitoramento dos Maiores Institutos de Pesquisas; buscamos o que a Mulher Brasileira mais vê na Internet.

Nossa Mineração inclui o Número de Acessos / Comentários, Análise de Parcerias / BlogRoll e uma infinidade de Variáveis que são mastigadas e filtradas de maneira que apontem uma tendência de Navegação.

Os resultados são entregues à Feeling Research Company, 1ª Empresa da América Latina e 4ª no Mundo a se especializar em Pesquisas de Sentimentos e Emoções relacionados ao Consumo de Produtos e Serviços.

Após a aplicação de Pesquisas à Internautas especialmente selecionadas, a Feeling Research aponta os Sites e Blogs que deverão fazer parte de nosso Portal.

O motivo deste Email é para comunicar que seu Site / Blog estará sendo LinKado ( não permanente, mas em rodízio com Blogs do mesmo segmento ) ao nosso Portal.

Apesar de estarmos gerando tráfego para Você, a recíproca só será verdadeira se assim Você o desejar.

A Seleção de seu Site / Blog deve-se ao mérito do trabalho que Você produz,e queremos ressaltar que, mesmo não nos colocando como seu Parceiro, Você continuará sendo LinKada em nosso Portal.
Nosso Portal possui 12 Plataformas e Você estará sendo LinKada na Label Auto Conhecimento.

Para finalizar desejamos que continues produzindo o excelente material responsável por sua Seleção e esperamos que nosso Portal contribua para que Você, cada vez mais, tenha um maior número de acessos.
Best Regards.

Alma de Mulher.

publisher@ganheidabalanca.com.br

*Teresa Cristina* disse...

Maria José, td bem??
Que texto hein??
As vzs me param e perguntam...o q vc tem hj....parece que viu passarinho verde?
As alegrias em que as vzs somente eu posso me proporcionar, a alegria intima de viver a vida é incomparável, tem conquistas minhas que tenho ctz q não vai ser um carro zero quilometro, uma casa no campo ou dinheiro no mundo que vai me dar o encanto de se sentir viva apesar que se fizer parte do contexto tbém será uma ótima idéia....mas tem pequenos prazeres que tbém são somente meus.....tem cheiro, tem cor, tem textura....é bom demais!!
Bjss e fica na Paz

Anônimo disse...

Every weekend i used to visit this site, for the reason that i want
enjoyment, since this this web site conations really pleasant funny information
too.

Review my weblog - how to stop static shocks