Páginas

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

APARÊNCIAS CONTAM




Aparências contam? Contam sim. Nós é que não gostamos de admitir para não parecermos artificiais. Mas sejamos honestos e vamos analisar a realidade das coisas. Se duas pessoas vão se candidatar ao mesmo emprego e uma está arrumada, cabeça erguida, segura de si e a outra mal vestida, cabisbaixa, com jeito de quem está se humilhando para merecer um favor, qual delas tem mais chances de conseguir a vaga? É evidente que é a que tem melhor apresentação.
Isso não significa que ser artificial é importante para vencer na vida. Muito pelo contrário. As pessoas artificiais não vão muito longe, elas podem até ir a algum lugar, mas como não há consistência, cedo ou tarde acabam caindo.
Tudo o que somos interiormente se manifesta no nosso exterior. Todas as nossas dores e alegrias são visíveis, assim como nosso desejo de vencer, chegar a algum lugar. Tudo transparece nas nossas atitudes, na nossa maneira de olhar, de falar, mesmo de andar e no porte do corpo.
Assim, se quisermos mudar a maneira como o mundo nos vê, precisamos desabrochar, como as flores, num abrir de mão, de dentro pra fora, lentamente. Precisamos sarar nossas feridas de dentro, cuidar da nossa alma e da nossa saúde física e mental.
A sociedade não vê sempre o que dizemos, mas nos julga pelo nosso comportamento. Baixe a cabeça e os olhos e diga: "estou muito feliz, eu sou a pessoa mais feliz do mundo..." Não, isso não convence, porque não é real, porque a atitude e o tom de voz dizem todo o contrário.
Precisamos ser autênticos, mas por inteiro. Falamos tanto e tanto em mudar nosso comportamento de maneira positiva, falamos em pensar positivo, em sermos melhores, mas continuamos os mesmos. Desistimos com facilidade, choramos com facilidade, nos desesperamos com facilidade.
As aparências contam sim... quando elas vêm de dentro pra fora. Não é a cor dos olhos que conta, mas o brilho que os acompanha, o sorriso deles no canto do rosto... que refletem o que há no coração.
Ninguém precisa sair dizendo: "eu sou o melhor, o mais bonito, o mais feliz, o mais inteligente." Só de olhar para uma pessoa assim o mundo reconhece.
Não se compare a ninguém, defenda seus direitos, seja alguém.
Vista-se para a vida do seu melhor eu. Mas vista, primeiro, seu eu interior. Encha-se de coisas boas, que farão de você um excelente candidato a um cargo, a uma bolsa de estudos, a uma vida a dois. Para convencer os outros, convença-se a si e viva em função disso.

terça-feira, 25 de novembro de 2014

PERDAS NECESSÁRIAS




Perca a batalha, mas não desistas da guerra.
Perca a coragem, mas não perca a vontade de lutar.
Perca a paciência, mas não perca a sua dignidade.Controle-se.
Perca o amigo, mas nunca amizade.
Perca o medo, mas não a prevenção diante dos perigos.
Perca o sono, mas não o desejo de repousar.
Perca até as esperanças, mas não a confiança em Deus.
Perca o bom-senso, mas não fique ridículo.
Perca o humor, mas não a vontade de rir.
Perca o caminho, mas não a a direção da sua vida.
Perca o emprego, mas não a vontade de trabalhar.
Perca o medo de amar, errar é aprender.
Perca o medo de falar, alguém vai te ouvir.
Perca o medo de ser feliz, arrisque-se mais.
Perca o medo de dizer o que sente, ninguém vai descobrir se você não falar.
Perca até mesmo a fé, mas nunca a certeza de que Deus existe e é seu amigo sempre.
Perca o rumo de sua vida, mas encontre-se em si mesmo.
Perca um dia de sua vida,
mas nunca a sua vida inteira num dia apenas.
Autoria de Paulo Roberto Gaefke
www.meuanjo.com.br

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

O TAMANHO DAS PESSOAS...




Os tamanhos variam conforme o grau de envolvimento...
Uma pessoa é enorme para ti, quando fala do que leu e viveu, quando te trata com carinho e respeito, quando te olha nos olhos e sorri .
É pequena para ti quando só pensa em si mesma, quando se comporta de uma maneira pouco gentil, quando fracassa justamente no momento em que teria que demonstrar o que há de mais importante entre duas pessoas: a amizade, o carinho, o respeito, o zelo e até mesmo o amor.
Uma pessoa é gigante para ti quando se interessa pela tua vida, quando procura alternativas para o seu crescimento, quando sonha junto contigo. E pequena quando se desvia do assunto.
Uma pessoa é grande quando perdoa, quando compreende, quando se coloca no lugar do outro, quando age não de acordo com o que esperam dela, mas de acordo com o que espera de si mesma.
Uma pessoa é pequena quando se deixa reger por comportamentos da moda.
Uma mesma pessoa pode aparentar grandeza ou miudeza dentro de um relacionamento, pode crescer ou decrescer num espaço de poucas semanas.
Uma decepção pode diminuir o tamanho de um amor que parecia ser grande.
Uma ausência pode aumentar o tamanho de um amor que parecia ser ínfimo.
É difícil conviver com esta elasticidade: as pessoas se agigantam e se encolhem aos nossos olhos. O nosso julgamento é feito não através de centímetros e metros, mas de ações e reações, de expectativas e frustrações.
Uma pessoa é única ao estender a mão, e ao recolhê-la inesperadamente torna-se mais uma.
O egoísmo unifica os insignificantes.
Não é a altura, nem o peso, nem os músculos que tornam uma pessoa grande... é a sua sensibilidade, sem tamanho... (Willian Shakespeare)

domingo, 23 de novembro de 2014

ANJOS




Quem nunca se sentiu sozinho e desamparado?
Quem nunca sentiu em algum momento que havia a impressão que tinha chegado ao fim do caminho e que não tinha mais solução?
Que seja por uma causa grave, ou por outras menos graves, todos já nos sentimos assim. Quando adolescentes, mesmo a dor de amor perdido pode nos dar essa impressão. Pensamos que nunca mais vamos encontrar outra pessoa, que nunca mais vamos amar outro alguém. Tudo toma uma forma tão grande e exagerada que toma conta da gente.
Muitas vezes nos desesperamos e sofremos antecipadamente por coisas que colocamos na nossa cabeça, mas que na realidade nunca chegam na nossa vida.
Nesses momentos sentimos uma sensação de solidão profunda, de abandono. Tudo parece opaco, sem vida.
Mas sabem de uma coisa? Mesmo nos momentos mais difíceis da nossa existência, nunca estamos sozinhos. Mesmo quando não vemos ninguém ao nosso lado, Alguém certamente está lá e nos olha com os olhos cheios de amor, simplesmente esperando que a gente se entregue.
Alguém que prometeu que levaria todas as nossas dores. Não só as físicas, mas também as existenciais, que são ainda mais profundas e difíceis de curar, pois não encontramos solução numa farmácia.
Acho um grande reconforto saber e reconhecer que nunca estamos sozinhos. Poder reconhecer que estamos fracos e frágeis, mas saber que existe uma Mão Invisível segurando a nossa, um Colo confortável e um peito cheio de amor e compaixão.
Há uma grande verdade, mas que poucas pessoas sabem: Deus ama mesmo aqueles que não acreditam nEle, Ele cuida mesmo daqueles que não sabem que não estão sozinhos; Ele está sempre presente, mesmo quando olhamos à nossa volta e tudo parece vazio.
Há pessoas que acreditam em Deus, mas não em Anjos. Mas segundo a Bíblia "O Anjo do Senhor acampa-se ao redor dos que O temem e os livra". Então, por que não acreditar?!
De qualquer maneira, a verdade é que a solidão não existe. O que existe é a sensação de estar sozinho e abandonado. Nem existem as dores que doem eternamente. Se você um dia se sentir assim, abra os olhos da sua alma e tenha certeza que ao seu lado Alguém vai estar cuidando de você. Deixe-se amar e acalentar. Durma tranquilo e se repouse. Tenho certeza que quando você acordar vai ter uma outra visão do seu próprio mundo.
Deus te abençoe!