Páginas

sábado, 2 de novembro de 2013

IMORTALIDADE



Buscamos todos a imortalidade. Não somente a nossa, mas a de todos os que são caros ao nosso coração. Por isso sofremos tanto quando um dos nossos fica doente ou acontece algo na sua vida que traga a possibilidade que essa pessoa se vá.
Nós fomos preparados para a vida, não para a morte. Nós fomos preparados para vermos coisas surgirem, não desaparecerem. Fomos preparados para receber, não para ceder.
Controlamos muitos dos nossos atos, mas não a vida. Não temos esse poder. Colocamos, com a graça de Deus, vidas no mundo; podemos até tirá-las... infelizmente! Mas não temos o poder de guardar o tempo todo perto de nós todas as pessoas que amamos, aquelas às quais prometemos amor eterno ou mesmo às que nunca dissemos nada, mas a ternura que sentimos por elas é palpável e real.
A imortalidade que devemos buscar, para nós e para os outros, é a da alma. Por isso é importante ser bom, amar e amar e amar!... dar das nossas horas e nossos gestos, do nosso pão e da nossa atenção, até que todos os nossos atos sejam frutos desse amor, ele, imortal.
Imortal não é quem não morre, é quem fica depois da morte, acima dela. É o resultado do que fazemos e do que deixamos.
Nunca antecipe sofrimentos. Eles já são cruéis o bastante quando estão presentes.
Só o amor torna imortal uma pessoa. O que damos e o que recebemos. E o que somos aqui na terra, enquanto temos essa casca da aparência para nos representar, é o que vai nos levar adiante, ao encontro das promessas do Deus-Pai.

Marcela, minha filha. Esse imenso amor que nos une transcende tempo e barreiras e, mesmo morando em mundos diferentes, estamos, a cada dia, mais unidas por este lindo laço afetivo. Mamãe te ama.

4 comentários:

Rô... disse...

oi minha amiga,

nem sei o que escrever,
melhor deixar me levar pela emoção...
lindo!!!

beijinhos

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida marai José
Que vc se sinta reconfortada pela pessoa que vc se tornou pela vida afora: uma mãe saudosa que nunca vai deixar de amar à sua filha... o amor transcende...
Bjm de paz e bem

Cidinha disse...

Olá, Maria. Não existe morte! Apenas uma passagem, que nos leva para Deus. O amor e a fé que nos une, nos faz compriender os mistérios da vida. Que seja sempre uma saudade boa! Estarão sempre unidas no amor e a certeza de uma nova vida para todo o sempre. Viva com alegria!! Não está só. Bjos e bom domingo!

ONG ALERTA disse...

Este amor é infinito....lindo o que escreveste...
Beijo Lisette, paz.