Páginas

sábado, 3 de dezembro de 2011

A MORTE NÃO É NADA



"A morte não é nada. Eu somente passei para o outro lado do Caminho. Eu sou eu, vocês são vocês. O que eu era para vocês, eu continuarei sendo.
Me dêem o nome que vocês sempre me deram, falem comigo como vocês sempre fizeram.
Vocês continuam vivendo no mundo das criaturas, eu estou vivendo no mundo do Criador.
Não utilizem um tom solene ou triste, continuem a rir daquilo que nos fazia rir juntos.
Rezem, sorriam, pensem em mim. Rezem por mim.
Que meu nome seja pronunciado como sempre foi, sem ênfase de nenhum tipo. Sem nenhum traço de sombra ou tristeza.
A vida significa tudo o que ela sempre significou, o fio não foi cortado.
Porque eu estaria fora de seus pensamentos, agora que estou apenas fora de suas vistas?
Eu não estou longe, apenas estou do outro lado do Caminho...
Você que aí ficou, siga em frente, a vida continua, linda e bela como sempre foi."
Enviado por Carlos Varoli do Blog
Carlos Espírita e foi aqui postado, por ser pertinente à proposta do Arca.

10 comentários:

Anjo meu... disse...

Olá saudades de vc!

Amo esse texto ,afinal não podemos perder a esperança e imaginar assim nos conforta o coração...
Um grande abraço no coração!

Cris Tarcia disse...

Que lindo! Não conhecia este texto, em novembro fez 19 anos que mnha mãe se foi, é tão bom ler uma mensagem assim.

Beijos

Cidinha disse...

Olá amiga. Maravilhoso texto Maria! È confortante saber que tudo continua. Apenas um outro plano! Obrigada pelo seu carinho que muito nos conforta. òtimo fim de semana! Bjos.

MOMENTOBRASILCOM.COM disse...

MARIA JOSÉ:

"Vocês continuam vivendo no mundo das criaturas, eu estou vivendo no mundo do Criador".
??????????????????????????????????.Nao entendí. Pensei que os dois mundos são do CRIADOR. Bjs. Roy Lacerda.
.

Meire Oliveira disse...

Muito lindo amiga! A morte é só uma passagem, quem foi não mudou o que tinha em seu interior.

beijokitas com muito amor pra vc.

VERDADE OCULTA disse...

MAS UMA VEZ VENHO AQUI
POIS FIQUEI ENCANTADO
O AMOR NOS TORNA ÚNICO
GRANDE ABRAÇO

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

A morte não é para quem vai,
mas para quem fica...

Penso que morrer,
é um modo
que a vida clama
de quem permanece,
viver...


Alegrias plenas
para ti,
e para o mundo.

Luís Coelho disse...

É assim que eu vejo a morte. As pessoas passam para o lado de lá.
Penso que continuam olhando por nós e sabendo de todos os nossos passos.
Não os vêmos nem sabemos a que distância estão de nós, mas continuam a ser anjos num mundo diferente que ninguém consegue ver com estes olhos mortais.

AugustoCrowley disse...

Eu também me sinto muito confortável ao ler esse texto, e imagino que as pessoas que convivem comigo possam ler ele quando eu partir de regresso ao mundo espiritual. Acho que sintetiza muito do que gostariamos de dizer.

Anônimo disse...

Linda mensagem.... Eu já conhecia... É um poema de Santo Agostinho. Acho interessante sempre revelar a fonte, afinal vamos dar crédito a quema escreveu...