Páginas

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

NEUROPEPTÍDEOS



«Qual é o seu pensamento, e em seu coração, como ele é?»Imagine como o sistema imunológico tem que se defender ante o ataque constante a que se vê acometido.
Se lhe parece que as bactérias assassinas, as enfermidades gerais e as gripes malignas são perniciosas, você se surpreenderá quando souber que as pesquisas médicas e científicas concluíram que o inimigo mais temido pelo organismo não são os micróbios… mas os pensamentos e as palavras de cada dia.
Quer mais? Há um nutriente de efeitos terapêuticos mais eficaz que as vitaminas, os minerais, as enzimas, os remédios naturais e as ervas medicinais. O AMOR.
O cérebro trabalha constantemente, todos os dias do ano e a toda hora, não fecha nos feriados nem tira férias.
A princípio, é o computador que dirige o organismo, e regula praticamente cada uma das funções do metabolismo e seu equilíbrio químico.
Desde o sistema nervoso até a atividade sexual passando por mil atividades que você não tem nem idéia, o cérebro é quem manda, e está constantemente criando, automatizando, regulando, equilibrando e mantendo todo o organismo a cada momento do dia.
A ciência já descobriu que quando se tem um pensamento o cérebro produz substâncias que abrem o que se poderia chamar de janela para a atuação dos sentimentos.
Quando o pensamento é concluído, a janela se fecha. Por exemplo, quando vê a pessoa amada, essa sensação incrível que percorre o corpo não é outra coisa que uma substância química. Quando se excita sexualmente, o seu corpo é levado a liberar outra substância química, e quando um alguém tenta lhe assaltar, e vem a vontade de reagir, de ter consigo uma arma para desintegrar esse safado, esta ira que sente, esse ácido corrosivo que aparece no sistema circulatório, no estômago, essa sensação, é outra substância enviada pelo cérebro.
Essas substâncias segregadas pelo cérebro se chamam neuropeptídeos.
A biologia levou anos pesquisando este campo e ainda continua.
O que sabemos até agora é que quando se tem um pensamento, o cérebro produz substâncias que afetam a pessoa, e o que ela sente é produzido pela assimilação desses neuropeptídeos.
E é aqui que a coisa se torna inquietante. A ciência médica fez uma descoberta transcendental na última década que passou praticamente inadvertido.
Já era sabido que as células do sistema imunológico, como todas as demais, têm compartimentos de descarga em sua membrana para assimilar diversas substâncias.
O que se descobriu foi que na membrana de cada um dos linfócitos que defendem o corpo de bactérias, vírus, fungos, parasitas, câncer e de todas as enfermidades existe um ponto concreto de carga que recebe dos NEUROPEPTÍDEOS.
O que importa ao sistema imunológico é aquilo que pensamos, por isso a importância dos pensamentos!
O cérebro só cria a doença que conhece e nosso temor em ter uma doença é o precursor da criação dela.
Somos responsáveis pelos nossos sentimentos mais interiores. As palavras nos afetam mais do que armas. Uma ofensa pode nos matar, porque tudo isso deprime nosso sistema imunológico.
Isso não é tudo
Já temos visto que o sistema imunológico fica algum tempo escutando nossos monólogos internos, raivas, mágoas, as ofensas que escutamos, o amor que nos negamos, enquanto nenhuma célula ou órgão do organismo monitore e responda com uma ação concreta a estas pragas danosas as quais vão se acumulando no órgão que estiver mais fraco.
A resposta do sistema imunológico está condicionada ao pensamento!
O sistema imunológico não só escuta, mas reage de acordo com o pensamento a este diálogo emocional.
As células que defendem nosso organismo tem pontos receptores de neuropeptídeos, as substâncias que produzimos no cérebro com cada pensamento.
E a resposta do nosso organismo aos germes patógenos ou ofensas, varia dependendo de que se fortaleça ou debilite o amor por nos mesmos que dará força a nosso sistema imunológico para nos defender e nos manter saudáveis.
Tudo o que fazemos ou deixamos que nos façam, tem consequências físicas
Portanto, ame a si mesmo e viva positivamente!
(Tirado do livro Common Sense Health and Healing, pelo Dr. Richard Schulze).Texto enviado por Roy Lacerda do blog MomentoBrasil e foi aqui postado, por ser pertinente à proposta do Arca.

3 comentários:

Giovanna disse...

Maria José, você nos trouxe uma mensagem poderosa, como tratar nossos pensamentos e nosso coração - são passos simples e fáceis, onde muitos pacientes, pessoas criam um nova vida saudável... eu tenho alguma experiência nessa etapa, uma vez por mês eu vou ministrar palestras numa uma clinica de mulheres com cancer terminais e hoje eu vejo os resultados alcançados por muitas mulheres, porque simplesmente mudaram sua atitude de pensar e sentir...onde cada uma delas mudou totalmente sua maneira de encarar os fatos, prevenir e até curar doenças apenas fazendo mudanças simples em sua rotina diária,mudando seus pensamentos, deixando seu coração entrar o AMOR, espalhar o AMOR, e ele se espalha por todas as células comprometidas...

Conheço esse livro que vc mencionou, um médico que passou mais de 20 anos na prática clínica ajudando dezenas de milhares de pacientes se curarem, Dr. Schulze descobriu que há certos hábitos de saúde básica que pode ajudar alguém a recuperar a sua saúde apenas com idéias simples, com pensamentos simples, palavras simples, AMOR, e concluiu seus estudos em idéias muito simples e pos em pratica sua ferramenta poderosa em ajudar as pessoas a mudar sua rotina de vida, curar sus doenças e criar um estimulo maior de vida
são etapas que podemos adquirir desde já, e não esperar para ficarmos enfermos, depressivos... no dia a dia podemos prevenir e alterar nossas palavras e nossos pensamentos e viveremo longo tempo com uma vida saudável.
Obrigada pelo artigo que nos faz refletir e mudar.
Um grande abração pra ti e um lindo fim de semana.
Giovanna

VERDADE OCULTA disse...

adoreiiiii o teu blog
e as fotos também rsrs
parabéns querida

abraço

bruno

AugustoCrowley disse...

Viva positivamente, ótima dica, grande beijo!