Páginas

sábado, 14 de agosto de 2010

UMA JANELA NOS CÉUS


As etapas que atravessamos na vida nada mais são que degraus que subimos ou descemos, segundo os caminhos que nós mesmos escolhemos, os atalhos que preferimos e onde decidimos deitar nossa cabeça.
Padecemos? Sim... de vez em quando precisamos dessa parada que nos dá a consciência que nada somos aqui além de filhos em busca de uma terra prometida.
Porém sabemos que nosso maná nunca faltará, seja qual for o caminho percorrido e o quanto falta ainda pela frente.
Depositamos demais nossa confiança naquilo que somos e no que nos cremos capazes e vez ou outra precisamos dessa ducha fria que nos faz acordar para que tenhamos a humildade de orar de cabeça baixa e a grandeza de abandonar nosso mais profundo eu aos pés da cruz.
Damos importância demasiada a certas coisas como se a própria razão da vida dependesse delas. É assim com um pequeno corte no dedo ou uma ferida na alma que fica doendo as vinte e quatro horas do dia.
Não importa se o sol brilha, se a chuva sacia, se a comida está boa ou a saúde perfeita. Isso prova nossa insaciedade diante da vida.
Não há ninguém para quem tudo dá sempre errado e ninguém para quem dá tudo certo.
Tudo são fases que atravessamos, caminhos às vezes que parecem longos e intermináveis, principalmente quando é o lado dolorido da vida que se apresenta.
Mas... O importante não é não se perder, nunca errar, não pecar, não tomar decisões erradas e ser alguém exemplar. Essas coisas são objetivos que tentamos alcançar e quanto mais degraus subimos, mais nos aproximamos da perfeição.
O importante mesmo é saber levantar, erguer a cabeça, olhar para a frente; é ter coragem de admitir as falhas, a humildade de pedir perdão, calar na hora certa e falar quando o silêncio parecer insustentável; o importante é deixar as lágrimas caírem e nem por isso se sentir diminuído.
Deus não conta os degraus que subimos ou descemos. Nossa vida é que conta, sofre ou se alegra. Deus é Aquele que está no mais alto degrau estendendo a mão e é o mesmo que está na terra com os braços eternamente abertos e prontos.
Há e haverá sempre uma janela aberta nos céus para nos acolher e o caminho talvez não seja o mais fácil, mas é certamente aquele que vai ter feito nossa vida valer a pena.

13 comentários:

Rute disse...

Concordo com essa frase: Há e haverá sempre uma janela aberta nos céus para nos acolher e o caminho talvez não seja o mais fácil, mas é certamente aquele que vai ter feito nossa vida valer a pena.

Nada é por acaso, tudo que acontece em nossa vida há um grande significado;
Beijinhos a vc

Kelly disse...

"degraus que subimos" é isso que me conforta, grande beijo

MOMENTOBRASILCOM.blogspot.com disse...

MARIA JOSÉ: O amor e humildade são duas das condições para que continuemos nossas caminhadas evolutivas. Alem de :"FORA da CARIDADE, NÃO HÁ SALVAÇÃO". Abrçs. Roy Lacerda.

alegria de viver disse...

Olá querida amiga

Nada é fácil, estamos sempre subindo e descendo, por isso estamos aqui.
Mas somos totalmente saúdaveis.

Com muito carinho BJS.

Graça Pereira disse...

QUANDO AQUI VENHO...LEVO UM BALÃO DE FÉ E CONFIANÇA NAQUELE QUE TUDO PODE...
a TUA TRANQUILIDADE...TAMBEM AJUDA A PASSAR A MENSAGEM.
bEIJOCAS~gRAÇA

Rose disse...

Olá!
Gostei muto de visitar seu blog, e seria um prazer para mim ter vc como amiga no meu blog:
rose-brytto.blogspot.com
Vivendo a Fé,

José de Araujo Madeiro disse...

Estimado Roy Lacerda,

Agradecemos a sua visita ao nosso blog Brasil Republicano.

Sem dúvidas, além de ser preciso que alertemos os nossos patrícios brasileiros dos riscos de uma ditadura no Brasil, da República Bolivariana do Lula, devemos estar atentos e fazendo o trabalho que nos designou o Grande Arquiteto do Universo, o de sempre produzir o bem, para progresso da humanidade.

Nestes momentos, precisamos de trabalhar, de reunir forças para desarticular o Foro de São a maior conquista dos homens, a democracia.

Sòmente através deste sistema de governo, podemos garantir às liberdades individuais. Quando o homem só pleno quando garante à sua cidadania. E esta é de ser sempre livre e produtivo.

Para você, a trindade do abraço costumeiro.

Madeiro

Elaine Barnes disse...

Olá amiga! Melhorei e estou de volta!
Muito importante vir aqui e ler suas palavras,estava precisando me centrar mais,crer mais,sei que não há salvação fora da fé. Obrigada viu! Adorei!
Postei também no bloggirls amiga,se puder,dá uma passadinha.
http://chega-junto.blogspot.com/
Montão de bjs e abraços e excelente domingo

Daniele O disse...

Oi!
Como podemos seguir sem a esperança de ser o que somos, e os erros fazem parte desta vida, nós meros humanos contamos os degraus, mas o essencial é invisível aos olhos, por isso não tenho medo do que posso encontrar, simplesmente vivo, e se cair levanto, se magoar peço desculpas, e assim vou seguindo, sempre sendo melhor a cada dia e evoluindo.
Bjs
Ser Estranho Ser!

Carlos Varoli disse...

Oi amiga Maria José. Realmente a vida física é uma escola permanente. Ora estamos tranqüilos, outras vezes enfrentando provas ou expiações. O importante é termos a consciência que desta vida só levaremos dois tipos de bagagem: 1- As reações das boas ações praticadas e os amigos, ou 2- As dividas ou inimigos que produzirmos pela inconsciência das leis de Deus.
Tenha um bom domingo e uma linda semana.
Beijos,
Carlos espírita

Sonia disse...

A vida é uma escola, mas eu sempre digo: "Jesus eu confio em vos..."; penso que DEUS sempre abre portas quando uma se fecha, mesmo que as portas sejam apertadinha, mas, com pequeno e humilde esforço ´podemos transpassá-las.

Beijos.

analice disse...

sabe, as vezes me pego desanimada, e vejo isso, o quanto é importante,

Anônimo disse...

Hurrah, that's what I was looking for, what a information! existing here at this webpage, thanks admin of this web site.

Here is my blog :: How To Remove Static From Clothes