Páginas

domingo, 4 de outubro de 2009

REFLEXÕES SOBRE A ALMA


Maria de Lourdes Baptistella, a partir do poema Eros e Psiquê, de Fernando Pessoa, faz a seguinte reflexão sobre a alma: “Entre os meus afazeres do dia-a-dia tenho refletido sobre o que tem sido dito, em nossas reuniões e fora delas, sobre a alma. De repente, como por mágica, esta belíssima poesia de Fernando Pessoa vem parar em minhas mãos. Encantada, leio-a várias vezes e resolvo escrever sobre minhas reflexões.
Descubro, ao mesmo tempo fascinada e triste, que esta “princesa adormecida” é minha alma. Está em mim e não a reconheço. Ela espera pacientemente que eu a desperte, mas estou tão envolvida pelo mundo externo, pelo meu trabalho, minhas preocupações, minha sobrevivência, que me esqueço de que a tenho comigo e que todo dia ela clama por ser ouvida. O que acontece? Por que não a ouço? Por que a desprezo tanto se é a única que pode me ajudar a sair da minha mesquinhez, do meu egoísmo? Ela sabe dos meus segredos, dos meus sonhos, dos meus anseios e das minhas alegrias, mas eu simplesmente a ignoro. Como despertá-la? Como deixar que ela guie a minha vida e a torne plena? Quem é este infante que a procura sem nunca a encontrar?
Vejo em minhas anotações: Alma, Atma, Anima quer dizer Vida. Ela é o sopro divino em mim. É o fogo dentro de mim que me leva à ação. Sem a alma sou corpo inerte, sou Nada. E, nas minhas indagações, deparo com uma frase de Omraam Mikhaël Aivanhov, que diz: “Sem a Alma, sem as possibilidades da Alma, o Espírito nada pode fazer sobre a matéria, sobre o corpo físico”. Ah! Vejo aqui uma dica. Alma e Espírito. Um não vive sem o outro. Eros e Psiquê! Que bela dupla em um Único Ser! Começo a perceber, então, que um precisa do outro para que a vida realmente aconteça e que é o Espírito, esse grande aventureiro, que sai à procura de sua amada. Ele é o infante a quem Fernando Pessoa se refere; é o guerreiro que não mede esforços, que transpõe muros, que abre caminhos para chegar até sua amada e despertá-la do sono eterno! E Psiquê, a deusa Ísis que habita o nosso peito, a Grande Mãe, Nossa Senhora, a curadora de todos os males e de todos os nossos sofrimentos, aguarda tranqüilamente seu príncipe. Eu, na minha infinita pequenez, me esqueço de que é ela, a alma, que me acolhe quando estou perdida; é ela que me consola quando estou triste, é ela que me faz sorrir, que me conecta com o Divino. Ela é, sem dúvida nenhuma, a minha ligação com o Mais Alto, e me transporta da Terra para o Céu, assim como me traz do Céu para a Terra, em uma luta perpétua entre estar aqui ou Lá, como muito bem disse Goethe: “Duas almas habitam dentro de meu peito. E lutam ali por um reino indiviso. Uma com órgãos nela agarrados adere à terra. A outra aspira com ardor às mais altas esferas.” O que fazer, então, para que Céu e Terra, Eros e Psiquê, Corpo e Alma se unam e vivam harmonicamente? Buscar o SILÊNCIO, porque é Nele que vou “ouvir” minha alma, é Nele que vou me reconciliar comigo mesma, é Nele que vou voltar às minhas origens. Conquistar a alma, encontrá-la, é ver-se a si mesmo como a “Princesa que dormia”, é reconhecê-la como minha única possibilidade de crescimento. Como nos lembrou Paulo Raful, o caminho da espiritualidade “é um despertar para a existência da alma”. (o que não pode ser confundido com o mental, o emocional e o corpo físico), é uma aspiração perene por conhecer, sentir e reconhecer a realidade imensa que penetra todo o Universo que habita nosso ser. “Estar em contato com a alma”, como disse Baruch Spinosa, filósofo judeu-cristão nascido em 1632, é “ter um conhecimento adequado da essência eterna e infinita de Deus”. “Ter um conhecimento adequado” é estar no centro de si mesmo, é seguir a orientação vinda desta “inteligência superior” dentro de mim, é estar em contato constante com Deus, com o Universo e comigo mesma.
Que missão maravilhosa a minha, a sua, a de todos nós: encontrar – e se conectar com – a Psique, a Alma, a Princesa Aurora, a Bela Adormecida, que permanece em todo o seu esplendor dentro de nós à espera de seu Príncipe, o Espírito, o Amor que venha despertá-la, que a faça brilhar com toda a sua força, que a faça crescer em toda a sua plenitude e que a torne o Guia Maior no retorno ao PAI!

17 comentários:

Marcos Takata disse...

Sempre Eros e Psiquê, desperta em nós o melhor. Bj

Jeanne disse...

nas psicografias, os espiritos estão sempre nos alertando para silenciar para os sons externos, para que possamos ouvir Deus que se manisfesta no intimo da nossa alma...
Beijos

Carmem L Vilanova disse...

Cheguei aqui através de outro blog que sigo e deparei-me com muitos textos e temas interessantes e que tanto me agradam, como me atraem muito...
Temos algumas coisas em comum... sou de Brasilia, embora viva no exterior ha bastantes anos... nao sou psicóologa mas sou casada com um :o) e já fui Evangelhisadora espírita e hoje guardo em minh'alma o melhor que ali aprendi...
Vou seguir este novo espaço com tanto de bom para ver, saber e conhecer...
Parabéns!
Beijos, flores e muitos sorrisos para uma linda semana que se inicia!

Rejane disse...

Oi Maria José, como gostaria de ter mais tempo para dar conta de meu blog e visitar tantos maravilhosos outros.Amo receber suas visitas e ler seus comentários.Sinto o mesmo prazer em visitar e ampliar mais ainda o meu conhecimento através do seu.
Estarei sempre por aqui te visitando.Bjos

stutghost stut disse...

Maria José,
Obrigada pelo comentário.
Sua amizade é uma dádiva.

Elizabeth disse...

Olá Maria José,
Para mim isto é Presente e Futuro.
Abraços.

Meu Cantinho disse...

Olá querida,obrigada pela visita.
Estou adorando seu blog.
Bjs e uma linda semana

alegria de viver disse...

Olá querida
Esta é uma das mais belas reflexões sobre a alma.
Bem aventurado FERNANDO PESSOA, um génio da alma humana.
Com muito carinho BJS.

Adelia Ester Maame Zimeo disse...

Que bonita reflexão! Seu blog é um encanto. Gosto de tudo que tem postado. Beijos.

MOMENTOBRASILCOM.COM disse...

Olá Ma. José:PARABÉNS! p/ blog e postagens. O caminho está correto. Em frente! MUITA PAZ! Roy Lacerda.

Antonio Paulo disse...

Fernado Pessoa sabia como ninguém desvendar os mistérios d'alma. E coloca-los em forma de poemas. Eu penso que isso acontece quando a mesma manifesta-se através da junção da caneta e uma folha de papel.

Stella Tavares disse...

Realmente "O despertar da Alma" é uma maravilhosa missão. Leva-nos a um constante enriquecimento. Belíssimo post!
Bjs

Rener Brito disse...

Dentro de cada um há uma criançinha que quando não cuida e amada, passa a ser carente e a mendigar nos outros o cuidado e o amor de que é privada.
Por isso muitos relacionamentos que não dão certo – quando deveria os dois se unir por amor um se uniu por carência.

seu gordo disse...

passando e deixando um beijo carinhoso desse gordo atrevido mais olimpico saude e paz sempre

Elizabeth disse...

Olá Maria José,

Passei para deixar-te um abraço.
Voce anda sumida.
Abraços.

Maria José disse...

Gostaria tanto de ter tempo para responder a cada um de vocês, meus amigos queridos de blog, mas infelizmente com tantos afazeres no dia-a-dia, fica difícil demais. Agradeço a cada um, as palavras aqui deixadas, deixando um beijo muito carinhoso a todos.

Julimar Murat disse...

Quantos ensinamentos nos são passados por estes textos.
Despertemos para esse sublime convite, aproveitando melhor as horas e os minutos do dia, sendo o melhor presente da nossa vida.

Obrigada por mais este presente

beijos

julimar