Páginas

terça-feira, 14 de julho de 2015

O MEDO DA FELICIDADE



Alguém tem medo de ser feliz? Não! À primeira vista não.
Quando tudo nos direciona para a busca da felicidade, parece mesmo ridículo afirmar que as pessoas têm medo da felicidade. E então, por que essa estranha sensação que sentimos quando tudo vai bem demais nas nossas vidas? Por que o medo de falar, ou de falar alto demais, como se essa felicidade fosse algo tão frágil que pudesse nos escapar a qualquer momento?
É por isso que quando as pessoas recebem boas notícias, evitam compartilhar. Ou acreditar. Como se a felicidade fosse algo imerecido. Dizemos: "estou tão feliz que tenho até medo;" "nem vou falar, senão estraga;" "não conte pra ninguém que dá azar..." e coisas assim.
Dessa maneira acabamos estragando nossos momentos de felicidade com nossos temores. Uma coisa que poderia ser vivida a cem por cento, torna-se oitenta, pois o restante é transformado na angústia de perder o que tanto se desejou. Mas, pra que ter medo?
Agarremos nossa felicidade, nossa boa notícia com unhas e dentes! Os invejosos talvez nos olhem de lado, mas então olhemos para outro lado, onde existem certamente outros que podem compartilhar da nossa alegria. As pessoas que vencem na vida são as que se direcionam para as coisas positivas e não perdem tempo com negativismo.
Eu li que "enquanto a felicidade está na sua sala, a infelicidade dorme na sua cama." Se isso é mesmo verdade, então, só tenho uma sugestão: mudar de quarto, de cama, dormir na sala... mas guardar a preciosa felicidade! O que é nosso ninguém toma a menos que a gente permita.

Um comentário:

Nidja Andrade disse...

Olá Maria,
Belíssima mensagem!!! Li com muito carinho e deixo o registro da agradável sensação que sempre experimento ao passar por este belo blog!
AbraçO