Páginas

quarta-feira, 16 de julho de 2014

IDE POR TODO O MUNDO




Como poderei, eu, ir por todo o mundo e pregar o evangelho a toda a criatura sem sair da minha cidade, do meu país? Como cumprir minha missão se não estou preparada, se não recebi chamado especial, se não sei, como tanta gente, falar abertamente desse amor imenso que resgata nossa alma para todo o sempre?
Como, Senhor, se não conheço meus dons ou se eles me parecem tão insignificantes?
Por que muita gente se pergunta essas coisas é que não sai do seu lugar, não age. Sentam-se nos bancos das igrejas a cada domingo e quando se fala em missões, pensam nos inúmeros missionários espalhados pelo mundo, sem que um momento sequer passe pela suas cabeças que essas palavras de Jesus não foram dirigidas a uma classe especial de pessoas, mas a todos aqueles que compreenderam o plano da salvação. Não somos, por certo, responsáveis pela salvação de ninguém, nem mesmo dos nossos filhos, mas somos sim, responsáveis quando se trata de divulgar as Boas Novas.
Cada Cristão é um missionário por inteiro, com seus dons e maneira de viver. E mesmo se nossa condição de vida nos impede de sair de casa para gritar ao mundo que Jesus restabelece o contato do homem com Deus, podemos ainda assim, ser missionários.
Outras pernas irão no nosso lugar, outras bocas falarão, outras vidas testemunharão. Através das nossas orações e dons materiais para o sustento dos missionários que vão de um lugar para outro, estamos participando da pregação e divulgação do Evangelho por toda a terra.
A cada um de nós foi dado um dom diferente. E é a junção de todos os dons que completa conosco o trabalho que Cristo começou há dois mil anos.
Jesus não está mais fisicamente presente entre nós. E somos nós, como nossa vida e ações nos dias que hoje que falamos por Ele, que nos fez missionários independente da nossa condição de vida. Somos todos, por princípio, missionários de Deus na terra.
Diz a Bíblia que se não falarmos, as pedras clamarão. Se cada um fizer a sua parte, por mínima que seja, mas portanto, importante aos olhos de Deus, as pedras não terão necessidade de clamar.
Cada um de nós deve ser uma luz no mundo.
Viva de maneira que sua lâmpada esteja sempre acesa; aja de maneira que outros possam ser iluminados através de você.
Que Deus te abençoe!

4 comentários:

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida Maria José
Ser missionária na própria família já está de bom tamanho, muitas vezes...
Bjm fraterno de paz e bem

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Bom dia
Gostei de vir aqui hoje. Este texto mais me pareceu uma oração viva. Uma conversa com Jesus de Nazaré.
Ele disse:
- Ide e ensinai a Boa Nova e baptizai-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
Esta ordem foi para toda a Igreja onde todos e cada um somos pedras vivas. A nossa missão é cumprir a vontade do PAI.
A nossa vida tem de ser sempre de bons exemplos e de boas práticas.
Penso que será esta a forma de fazermos a nossa missão.

Rô... disse...

oi minha amiga,

palavras e atitudes que emanem luz aos que caminham ao nosso lado,
essa é a minha intenção...

beijinhos

Bell disse...

Acredito que levamos a palavra através da nossa vida, do nosso testemunho, das ações que fazemos.
Podemos evangelizar em qualquer lugar.
E que seja primeiro perto para depois podermos alcançar o longe.

Sejamos o sal da terra e a luz do mundo.

bjokas =)