Páginas

quarta-feira, 5 de março de 2014

AS BOAS COISAS DA VIDA



Uma revista mais ou menos frívola pediu a várias pessoas para dizer as “dez coisas que fazem a vida valer a pena”. Sem pensar demasiado, fiz esta pequena lista:
- Esbarrar às vezes com certas comidas da infância, por exemplo: aipim cozido, ainda quente, com melado de cana que vem numa garrafa cuja rolha é um sabugo de milho. O sabugo dará um certo gosto ao melado? Dá: gosto de infância, de tarde na fazenda.
- Tomar um banho excelente num bom hotel, vestir uma roupa confortável e sair pela primeira vez pelas ruas de uma cidade estranha, achando que ali vão acontecer coisas surpreendentes e lindas. E acontecem.
- Quando você vai andando por um lugar e há um bate-bola, sentir que a bola vem para o seu lado e, de repente, dar um chute perfeito – e ser aplaudido pelos  servente de pedreiro.
- Ler pela primeira vez um poema realmente bom. Ou um pedaço de prosa, daqueles que dão inveja na gente e vontade de reler.
- Aquele momento em que você sente que de um velho amor ficou uma grande amizade – ou que uma grande amizade está virando, de repente, amor.
- Sentir que você deixou de gostar de uma mulher que, afinal, para você, era apenas aflição de espírito e frustração da carne – a mulher que não te deu e não te dá, essa amaldiçoada.
- Viajar, partir…
- Voltar.
- Quando se vive na Europa, voltar para Paris, quando se vive no Brasil, voltar para o Rio.
- Pensar que, por pior que estejam as coisas, há sempre uma solução, a morte – o assim chamado descanso eterno.

7 comentários:

Beleza Sem Fim disse...

Olha,a coisa que vale a pena essa vida é o amor,veja,o nascimento de um filho é o momento de maior emoção na vida de uma pessoa, é um amor infinito...um amor de uma profissão,
No mundo a fórmula para se encontrar a felicidade sempre para mim é o amor!
Um beijo!

Ives disse...

Respeito o canto do poeta, com seu canto que ecoa no vento, que vai mais longe que o tempo! abraços

Rô... disse...

oi minha amiga,

estou vivendo um momento de tanta felicidade,
que tudo pra mim ganhou uma cor e um sabor diferente...
e acima de tudo o amor,sempre...

beijinhos

Bell disse...

Os pequenos momentos da vida são tão simples e bonitos que ali se focarmos podemos perceber toda a beleza, isso com certeza traz um novo gosto de viver.

bjokas =)

Mari Rehermann disse...

Tenho muitas coisas para listar, mas o importante é ser feliz na simplicidade da vida...

Beijinhos!!♥

Emília Pinto disse...

Vale muito a pena passar um fim de semana, com os meus dois netos ( Eduarda de 4 anos e Lucas de 6 aqui no meu apartamento e deixar tudo desarrumado até ao Domingo à noite; só brincar com eles e nem sequer cozinhar; um dia fomoa almoçar fora, nos outros fomos pegar a comida. No Domingo foi dia de pijama; lareira acesa e todo o dia a brincar com eles.Na casa da vóvó pode ficar tudo desarrumado, só não podes estragar nada. Assim foi dito a eles desde pequenininos e assim é até hoje; não estragam nada, mas andam à vontade. Coisa melhor que esta? Não há neste momento, a não ser pegar o avião amanhã e dar um pulinho a Guaratinguetá. S. P. onde vivem os meus pais e irmão.. Beijos
Emília

Lílian Neves disse...

Olá Maria José, estou chegando agora no seu cantinho, mas confesso que simplesmente estou adorando!!
Lindo esse seu poema, as mais belas coisas da vida, são as mais simples!!
Voltarei mais vezes, com certeza.
Bjs,
Lili

Palavras ao Vento...
http://lillyneves.blogspot.com.br/

&

Dicas da Lillie
http://lilianlilineves.blogspot.com.br/