Páginas

sábado, 30 de novembro de 2013

APRENDENDO A SER FELIZ



Às vezes penso que não somos mais felizes porque não queremos. Ou não nos esforçamos o suficiente. A mínima coisa pode mudar nosso humor e, se isso acontece de manhãzinha, para muitos o dia inteiro fica triste.
Talvez, ficando adultos, a gente se torne adulto demais. Perdemos a capacidade de nos alegrar com as coisas pequenininhas, ficamos, talvez, guardando o riso para as grandes ocasiões, como as roupas bonitas, fechadas em armários. E se essas ocasiões tardam, então passamos boa parte da vida sem ter aproveitado. Uma pena...
A felicidade é um exercício diário de levantar a cabeça e seguir em frente, apesar dos pesares. É não deixar que as tristezas dominem o dia, não deixar que as mágoas sejam mais fortes que as boas lembranças.
Felicidade é reconhecer-se pequeno e dizer: agora estou assim, mas nada me impede de abrir a janela e deixar que o sol penetre e traga luz para a minha vida. É sempre possível fazer um esforço. E geralmente são as coisas pelas quais lutamos com nosso coração que dão razão à nossa vida.
Faça da sua felicidade a sua luta. Seu riso será a sua vitória!

3 comentários:

Carla Fernanda disse...

Isso:
"A felicidade é um exercício diário de levantar a cabeça e seguir em frente, apesar dos pesares"
É lindo!

Beijos!!

Samuel Balbinot disse...

Boa noite Maria José.. temos tudo isso em nós.. somos almas antigas, sabemos tudo, se não somos felizes ainda é pq não nos permitimos.. pq o aprendizado já esta dentro de nós latente.. bjs e uma linda noite

VITORNANI disse...

O importante é não depender de ninguém para ser feliz. Boa semana, Maria José! Bjs!