Páginas

sexta-feira, 27 de abril de 2012

A VIDA A DOIS



A vida a dois é difícil. Quando as pessoas são bem jovens, ela pode destruir a ilusão de namoro eterno, com o desgaste do dia-a-dia. E quando as pessoas resolvem passar a viver a dois depois de uma certa idade, alguns hábitos se instalaram nelas e tudo o que é novo vem perturbar isso. Daí tantos choques. Daí casamentos que não dão certo quando o namoro caminhava maravilhosamente bem.
Quando a gente sonha, nunca sonha problemas. Provavelmente é por isso mesmo que são chamados de sonhos. Quando se trata de amor, sonha-se com namoros, momentos a dois, uma harmonia perfeita. Mas chega a vida a dois... e dona realidade entra em cena.
Ai!... dona realidade! A gente começa a ver o outro exatamente como é quando se levanta, quando se deita, quando está de mau-humor, cansado. A ilusão do perfeito vai se desfazendo aos poucos. De tanto ver o outro, não há mais espaço para a saudade. Tudo vira tão comum!...
Quando atingimos um objetivo, deixamos de lutar por ele. Não passa pela nossa cabeça que é preciso, a cada dia, conservar essa conquista. Um namorado que vira esposo esquece-se do quanto é bom namorar, esquece-se que a Cinderela está ainda bem viva no interior daquela que seu coração escolheu. Uma namorada que vira esposa esquece-se muitas vezes que precisa estar bela para o seu querido.
Cada qual consagra mais do seu tempo a outras coisas porque pensa que o que foi adquirido é definitivo. Mas não é. O amor, por mais forte que seja, se desgasta também. Viver a dois é viver a dois e não somente dormir a dois. Se cada um vai procurar satisfações em outros lados, a relação se termina.
É preciso guardar-se um pouco para o outro. É preciso conservar um pouco de mistério, não ser tão comum. É preciso continuar namorando, mesmo se os meses e anos passam. É preciso não estar distante demais para que o outro perceba que pode escolher outros caminhos, nem junto demais para que o outro não se sufoque.
É preciso muita maturidade para se viver essas situações. É preciso guardar-se de envolver as famílias nos problemas do casal.
Se você se encontra numa situação assim e precisa conversar com alguém, tenha sabedoria para escolher essa pessoa. Pais e mães, com todo o amor e respeito que devemos a eles, estão emocionalmente envolvidos demais para que possam ajudar e dificilmente não vão tomar partido, o que ao invés de ajudar, só atrapalha.
O próprio nome diz: vida a dois. Problemas a dois. Soluções a dois. Porque a felicidade ou infelicidade é a dois também.
E Deus, que é Pai dos dois, saberá dar orientação. É preciso, nesse caso, olhar para Ele, que sabe perfeitamente onde colar os pedaços e dar unidade onde nossos olhos humanos só vêm duas metades separadas e sangrando.

11 comentários:

josenaide coelho disse...

Nossa mãe do céu!
Telepatia pura!!!
kkkkkkkk........
Amei o teu texto.

josenaide coelho disse...

Nossaaaaaa
estou parada,
estática!

AugustoCrowley disse...

Perfeito!! Realmente uma grande lição do que realmente é amar e ser amado!

TRIBUNA-BRASIL.COM disse...

Amiga Ma. José, tudo indica que o Roy perdeu msm o espaço. BAH! não é sem motivos que deixou de comentar, guria. Abraço dO INDOGNADO.

Dilmar Gomes disse...

Amiga Maria, realmente não é fácil manter acesa a chama do amor depois de tantos anos de vida em comum, quando, por momentos, ficamos com a impressão de que a outra parte é um irmão ou uma irmã ao invés de ser aquilo que havíamos projetado num passado distante. Necessário ter paciência, humildade, compreensão e amor para superar a banalidade que muitas vezes parece querer invadir o espaço do casal...
Um abração. Tenhas um lindo fim de semana.

Adriana disse...

Gosto muito do seu blog, é uma fonte de inspiração pra mim.
Em relação ao que foi escrito acima, achei tão bonito e concordo, claro!
Mas quero abrir um parênteses, até o namoro hoje está complicado, tem que ter muita paciência!
Um abraço de quem vê seu blog todos os dias!

Marie disse...

Oi Zezé, tudo bom? A vida a dois realmente é muito complicada estabelece muita tolerância e paciencia de ambas às partes... É fundamental impor suas necessidades, mas também aceitar a do parceiro ou companheiro. Mas na pratica Zéze... hum! Amei a parte que diz: vida a dois. Problemas a dois. Soluções a dois. Porque a felicidade ou infelicidade é a dois também.
Passando aqui para te desejar um bom fim de semana, um ótimo feriado! Fica com DEUS e um forte abraço!!
http://cmari.blogspot.com.br/

ELIANA-Coisas Boas da Vida disse...

UM TEXTO BEM APROPRIADO PARA O DIA A DIA DAS PESSOAS ,MUITO DIFÍCIL VIVER JUNTO... ONTEM MESMO FALAVA SOBRE ISSO COM UMA AMIGA UM CASAL JOVEM QUE NÃO SABE LIDAR COM OS PERCALÇOS DO DIA A DIA JUNTO!
PEÇO LICENÇA VOU ENVIAR ESSE TEXTO PARA O CASAL!
BOM SÁBADO E OBRIGADA POR TANTOS TEXTOS LINDOS!
BEIJO

sonia disse...

Olá Maria José,

Diz-se: " Quer conhecer um homem, dá o PODER a ele".

Eu lhe digo: " Quer conhecer um homem, separe-se dele".

Deus criou a mulher para ser a companheira do homem, mas muitos tanto faz, que nos afasta, e na hora de reconhecer nossos direitos, aí...

como dói, no bolso dele, e no coração da gente.

Daí voce vê, que anos de dedicação foram para o lixo.

sonia.

Pelos caminhos da vida. disse...

Qdo há amor, confiança, cumplicidade, fidelidade a vida a dois se torna maravilhoso.

Bom fim de semana querida amiga.

beijooo.

THIAGUINHO NICO disse...

gostei muito, é fato...