Páginas

domingo, 23 de outubro de 2011

PROIBIDO, IMORAL E ENGORDA



Ando me perguntando do que adianta um céu cheio de estrelas para aqueles que olham apenas para seus próprios pés, preocupados com a segurança de cada passo. Pisar em terra firme não significa nada para quem quer voar. Deixe o vento despentear seu cabelo, deixe a chuva molhar sua roupa, deixe que te olhem sem entender seu sorriso.
Viver é muito mais do que ir vivendo, abafando seus sonhos e se escondendo atrás de medos, ou quem sabe daquele bezerro de ouro, idolatrando algo que te parece sólido, palpável, e que principalmente, é estático, lhe dando a segurança que você acha que precisa. E um dia a felicidade virá, quem sabe quando?
Talvez você precise mesmo de umas férias, férias disto que você virou. De tudo que você aprendeu até agora sobre ser socialmente correto. Esqueça um pouco esta história de que segunda-feira é chata, que tempo nublado é feio e que tudo que é bom é proibido, imoral ou engorda.
O fato é que seu espelho não consegue mais te enganar, por mais que ele tente a sua imagem sempre reflete algumas rugas marcadas na alma, e diante disto tanto faz a pele lisa de seu rosto ou não. Marcas de vitórias, derrotas, sonhos sonhados, sonhos guardados, e quase nada de sonhos vividos. E pior, a conformidade de não vivê-los.
Será que aquela criança com tantos planos, capaz de mudar o mundo e enfrentar qualquer desafio envelheceu? Ou será que ela está guardada ai dentro, bem escondida onde ninguém possa vê-la, nem mesmo você? E você, que pensava que a realidade era a ilusão dos tolos, agora cobra a si mesmo cada vez que deseja algo bom com um “cai na real, a vida é dura”. Duro é isto que anda fazendo com você.
Mas de tudo, algo não muda. A labareda diminui, a chama não se vê e nem se sente mais, mas a brasa do fogo da vida não se apaga enquanto houver vida. Essa aí, tenha certeza, às vezes precisa ser oxigenada. Talvez por isso seja hora de você respirar fundo e ir adiante, buscar sua felicidade. Não, sem pensar. Até agora pensar foi o que você fez. Vá. É tempo de ir.
Apenas não se engane buscando algo que não seja você para ser feliz. Não. Você deve buscar a você, só a você. Buscar a criança que você escondeu e não sabe onde. Buscar aquilo que você era antes de te convencerem que o mundo é cruel e que a felicidade é uma utopia. No fundo você vai perceber que, na verdade, reprimir seus sonhos sim, é proibido, imoral e engorda.
Enviado por Cynthia do blog
Astroterapia Junguiana e foi aqui postado por ser pertinente à proposta do Arca.
Fonte: http://www.ricardobarreira.com.br/

4 comentários:

Hermínia Nadais disse...

Que texto maravilhoso , cehio de sentido!
Gostei muito de ler!

cidinha disse...

Querida Maria, obrigada por esse belissimo texto que nos ensina a viver, não importa qual seja o momento que vivemos. Estár diante de nós mesmo nos aceitar e ser feliz. Linda semana de paz e luz! Bjos.

borboleta psique disse...

Ótimo texto. Bastante verdadeiro e reflexivo.


Beijo

ValeriaC disse...

Perfeita palavras querida...quanto tempo podemos perder na vida, por conta de medos, inseguranças, em não acreditar em como somos capazes de ser e realizar muito mais do que aquilo que nos aprisionamos e nos obrigamos a ser...
Boa semana amiga...beijos
Valéria