Páginas

terça-feira, 8 de março de 2011

MEU LADO MULHER



Meu lado mulher incomoda-se de receber homenagens num dia do ano - 8 de março, enquanto meu lado homem se farta com 364 dias. Talvez se faça necessária esta efeméride, dor recente de uma cicatriz antiga. Porque vive-se numa sociedade machista: Matrimônio - o cuidado do lar; patrimônio - o domínio dos bens.
O marido possui a casa, o carro e a mulher, que incorpora ao nome o da família dele. A casa, ele exige que se limpe todo dia. O carro envia à oficina ao menor defeito.
À mulher, ser multifacetado, cabe o dever de cuidar da casa, dos filhos, das compras e do bom humor do marido, que nem sempre se lembra de cuidar dela.
Meu lado mulher nunca viu o marido gritar com o carro, ameaçá-lo ou agredi-lo. Nem sempre, entretanto, ela é tratada com tanto respeito. Na Igreja católica, os homens têm acesso aos sete sacramentos. Podem até ser ordenados padres e, mais tarde, obter dispensa do ministério e contrair matrimônio. As mulheres, consideradas pela teologia vaticana um ser naturalmente inferior, só têm acesso a seis sacramentos.
Não podem receber a ordenação sacerdotal, embora tenham merecido de Jesus o útero que o gerou; o seguimento de Joana, de Susana e da mãe dos filhos de Zebedeu; a defesa da mulher adúltera; o perdão à samaritana; a amizade de Madalena, primeira testemunha de sua ressurreição.
Meu lado mulher tem pavor da violência doméstica; do pai que assedia a filha, jogando-a nas garras da prostituição; do patrão que exige préstimos sexuais da funcionária; do marido que ergue a mão para profanar o ser que deu à luz seus filhos.
Diante da TV ou de uma banca de revistas, meu lado mulher estremece:
'Cala a boca, Magda!' Ela é a burra, a imbecil que rebola no fundo do palco, mergulha na banheira do Gugu, expõe-se na casa do brother, associa-se à publicidade de cervejas e carros, como um adereço a mais de consumo.
Meu lado mulher tenta resistir ao implacável jogo da desconstrução do feminino:
Tortura do corpo em academias de ginástica; anorexia para manter-se esbelta; vergonha das gorduras, das rugas e da velhice; entrega ao bisturi que amolda a carne segundo o gosto da clientela do açougue virtual; o silicone a estufar protuberâncias. E manter a boca fechada, até que haja no mercado um chip transmissor automático de cultura e inteligência, a ser enxertado no cérebro. E engolir antidepressivos para tentar encobrir o buraco no espírito, vazio de sentido, ideais e utopia.
Meu lado mulher esforça-se por livrar-se do modelo emancipatório que adota, como paradigma, meu lado homem. Serei ela se ousar não querer ser como ele. Sereia em mares nunca dantes navegados, rumo ao continente feminino, onde as relações de gênero serão de alteridade, porque o diferente não se fará divergente.
Aquilo que é, só alcançará plenitude em interação com o seu contrário.
Como ocorre em todo verdadeiro amor.

Enviado por Alzira do “Bloguinho da Zizi

17 comentários:

Bloguinho da Zizi disse...

Maria José
Nos incomodamos muito, porque somos realmente MULHER.
Beijinhos

Juliana Dias disse...

Arrebentou no texto querida! Um dos seus melhores textos. Infelizmente nosso lado mulher revolta-se com esse mundinho machista e cruel para nós.

Elaine Barnes disse...

Cacetadaaaaa!!!!Texto excepcional! Os valores se confundiram e o que era pra igualar virou disputa. Infelizmente se a energia feminina não entrar na Terra com muito amor,essa guerra não deixará de existir nunca!Homens machões ou afeminados, mulheres submissas ou masculinizadas. Vamos caminhando para o meio, quem sabe com amor encontramos. Montão de bjs e abraços

Vitor disse...

Teus textos são um ícone ao bom entendimento e partilha...dá gosto passar por aqui,sério que dá!

Bj*

Lena disse...

Mary Jo,
Este texto do Frei Betto é de "botar pra quebrar",extremamente verdadeiro!
Triste esse mundo de machões e machistas que não conseguem ainda entender, respeitar, valorizar, se encantar com a mulher...
De qualquer forma, amiga, parabéns pelo texto e pelo "nosso dia". Bjs.

Pelos caminhos da vida. disse...

Parabéns pelo dia de hoje e pelo texto tb amiga.

beijooo.

Silvia disse...

Maria José
o texto é ótimo para nos fazer refletir sobre o que é ser mulher nos dias de hoje. E vejo com tristeza que muitas ainda sofrem humilhações, porém, muitas desprezam toda a sensibilidade que a mulher possui, fazendo do "ser mulher" apenas um objeto de consumo.
Abraço

" ESSÊNCIA ESTELAR MAYA " disse...

Maria José querida,

Palavras muito bem ditas!
E olha só esta: A Lei Maria da Penha que não funciona para nada.
(Porque enquanto muitas mulheres são ameaçadas por seus ex, que fazem isto na cara dura e a justiça não faz nada mesmo diante de vários B.O., os ex ficam soltos aterrorizando a vida delas).
Fiquei impressionada com uma notícia, quando ela realmente funcionou para proteger um homossexual contra a perseguição de seu parceiro.
Deixo bem claro que não tenho nada contra eles, mas achei um absurdo, sem lógica... enquanto para as mulheres ela não funciona, para os homens ela está sendo muito bem aplicada.
Enfim, estamos perdendo cada vez mais espaço.
Parabéns para todas nós.

Um grande beijo em seu coração!!!

LUCONI disse...

Brilhante menina como sempre, adorei ler isto, beijos Luconi

alegria de viver disse...

Olá querida amiga

Que belo texto.

PARABÉNS pelo nosso dia.

Com muito carinho BJS.

sonia disse...

Maria José,

Eu já sofri muito na mão de homens machistas, e ainda sofro porque tem homem que não dá para descartar.

Bom seria se eles ficassem expostos numa vitrine, e levaríamos para casa com certificado de garantia.

Se apresentar defeito troca, se a loja não quiser, vai no Procon.

Voce traduziu no seu texto o peso do FARDO de uma mulher. Pesa hein?

Não acertei nenhum homem legal na minha vida, desde a adolescencia.
O último disse que sou histérica, então entendi "louca".

Devo ser mesmo, meu ouvido faz tempo que virou "pinico". Eu tenho o dever de ouvir, falar não, sou cortada no inicio da conversa, e desisto do que iria falar.

De repente, após alguns dias amargando esses episódios, tenho um ataque de "pixxi" e aí sou criticada pra caramba.Sou louca!

Vida de mulher.

beijinhos, sonia.

Beatriz Prestes disse...

SIMPLESMENTE UM TEXTO SENSACIONAL!!
TEM QUE SER COMENTADO EM MAIÚSCULO!
Beijo carinhoso minha amiga!Obrigada por um blog tão lindo...em todos os sentidos!
Beijo carinhoso
Bea

JFS disse...

Para o 'Dias da Mulher' lembrei de frases que escrevi, dedicadas a um ser belo reprimido durante o passado e presente. Todo o seu feminino deve ser respeitado porque é mais elevado, em especial quando não copia as qualidades masculinas.


QUATRO T’s
A fascinante intocável simplicidade da vida,
Longe ou perto impagável na memória ...
Assim como o olhar feminino da mulher pode ser,
Tão profundo, Tão transparente, Tão simples,Tão apaixonante!

Com carinho
JFS

Mafalda S. disse...

Dá que pensar Maria José...
Gostei muito do texto!

Adriana Alencar disse...

Conheço o Bloguinho da Zizi, um dos meus preferidos na blogsfera! Esse texto é supreendente, contém inúmeras verdades em relação a exploração da mulher por sua suposta fragilidade, a ponto de pensarmos como um ser pode aguentar tantos maus tratos e ainda ser considerado frágil. A mulher é a mais forte criação de Deus, tanto que este a escolheu para dela vir ao mundo!
Beijo
Adri

Mafalda S. disse...

Cá estou eu de novo, a passear por este cantinho de que tanto gosto, isto para te dizer que tenho um SELINHO para ti, lá no meu blog.

Espero que gostes!

Beijinhos

Alma Aprendiz disse...

Olá amiga!
Explodiu na mensagem heim?
Maravilhoso e muito verdadeiro.
Como se diz num trecho da musica de Erasmo(dizem que a mulher é sexo fragil, mas que mentira absurda)
Parabéns a nos mulheres que somos realmente FORTES!
Beijosssss