Páginas

terça-feira, 30 de novembro de 2010

FELICIDADE



Quando pensamos na nossa própria felicidade, a felicidade foge de nós.
Quando pensamos na felicidade dos outros, a felicidade se aproxima de nós.
Eu tenho percebido que as pessoas mais felizes são aquelas que não vivem para si, que não estão “nem ai” para os próprios anseios, porque não possuem orgulho.
São aquelas que se doam, que se dedicam aos seus semelhantes. Que ocupam parte do seu tempo a cuidar dos que lhe são caros, e dos que nada são. Essas pessoas são as mais felizes. Porque não buscam a própria felicidade.

18 comentários:

analice disse...

é verdade, o simples preenche o completo tras duvidas, muitas incertezas, muitos questionamentos... o ficar sozinho,,, te isola, te faz achar o proprio umbigo ... enquanto os que vivem juntos aos outros desloca o olhar e faz fluir a energia com os proposito dinamico e de crescimento... muito fofo essa reflexão...
uma boa semana!!1
bjs

Poeta del Cielo disse...

grande verdade amiga e ai a maior felicidade esa que nos faz ser quem somos saver que vivemos felices ajudando....

saludos
linda semana
abracos

J. disse...

O jeito mais cativante de se sentir feliz e se doando aos outros.

orvalho do ceu disse...

Olá, querida
A nossa felicidade é construída em fazermos os demais felizes também...
Abraços fraternos e bjs de paz.

MOMENTOBRASILCOM.blogspot.com disse...

MARIA JOSÉ: Desprover-se de egoismo. Colocar o outrem em primeiro lugar. Ter a humildadede de sempre ajudar sem esperar o retorno. Faz parte da tão buscada felicidade pelo ser humano. O oceano é grande por colocar-se em nivel inferior para receber as águas dos rios. "É DANDO QUE SE RECEBE"(sempre em dôbro)não é, AMOR da MINHA VIDA? Bjs. Roy Lacerda.

Myriam disse...

Má, essa verdade é tão comovente que nos faz refletir e relembrar de momentos singulares! Obrigada por proporcionar tudo isso! Beijão

Adriana disse...

Maria José, nesse momento, ao ler esta mensagem me senti egoista e pequena. Sacudiu´me hoje.

abçs
Adriana

Mari disse...

Maria José querida....

Eu concordo plenamente com você.
Tenho observado à minha volta e a mim também, e te digo...assim é!
Beijos

Mafalda S. disse...

Desculpa, mas desta vez vou ter de discordar contigo. É tão importante preocuparmo-nos com a felicidade alheia, como com a nossa felicidade. Acontece é que ser solidário com os outros nos traz muito felicidade a nós mesmos (e isso não é egoísmo). Temos de amar aos outros como a nós mesmos, significa amar os outros e amarmos também a nossa pessoa.

Como sabes, tenho estudado muito sobre este assunto, e os estudos científicos em torno da felicidade têm comprovado este aspecto.

Beijinhos

Alma Aprendiz disse...

Texto com um conteudo verdadeiro,que nos faz refletir.
Muito legal!
Beijosss

HELENA AFONSO disse...

é verdade amiga,só NOS SENTIMOS FELIZES DE VER OS OUTROS TAMBÉM, DAR É UM DOM só isso nos enche a alma de felicidade....
bjº
HELENA

Jorge Nectan disse...

Maria José,

devemos levar felicidade às pessoas, sim, mas com consciência. Conheço tantas pessoas tão bondosas que vivem para os outros, amando-os, mas que sofre quando as pessoas as decepcionam. Por isso, devemos fazer o bem, apenas por fazer. Assim não haverá decepção pois nada se espera da pessoas que se ajuda.

Minha amiga, beijo, de coração!!!

Malu disse...

Realente a felicidade partilhada é a melhor.
Um grande abraço Maria e beijinhos também...

Denise disse...

Maria José, vim te visitar. E tenho q concordar contigo. Aquele q só pensa em sua felicidade é egoista e as pessoas, cedo ou tarde, acabam se afastando deste ser. Os q pensam nos outro são felizes pq recebem as boas vibrações dos q recebem sua preocupação. E as boas vibrações nos dão a sensação de felicidade. bjs

Simone Anjos disse...

Olá amiga,

Quão verdadeiro é esse texto, quanto mais nos doamos, mais felizes somos. A doação de cuidar de outras pessoas com altruísmo nos dá coragem e nos fortalece interiormente. É sempre bom vir aqui ler as suas sábias palavras.
Como o tema é felicidade, deixo o poema do Fernando Pessoa:

A Felicidade
(Fernando Pessoa)

Só a leve esperança em toda a vida
Disfarça a pena de viver, mais nada
Não e mais a existência resumida
Que uma breve esperança malograda

O eterno sonho dalma desterrada
Que a traz ansiosa e embevecida
E uma hora feliz sempre adiada
E que não chega nunca em toda vida

Essa felicidade que supomos
Arvore milagrosa que sonhamos
Toda arreada de dourados pomos

Existe sim, mas nunca a encontramos
Porque ela esta sempre apenas onde a pomos
E nunca a pomos onde nos estamos.

Beijos na alma,

Carmem L Vilanova disse...

Amiga de minh'alma!
Acabei de descobrir porque sou tão feliz... meu primeiro pensamento quando me acordo é de como fazer feliz aos meus queridos durante o dia, meu último pensamento antes de dormir, é como fazê-los feliz ao dia seguinte e quando menos espero, dormi e me esqueci de mim...
E sabe de uma coisa? Duvido que no mundo haja alguém mais feliz que eu! (risos)
Beijos, flores e muitos sorrisos, minha querida!

" ESSÊNCIA ESTELAR MAYA " disse...

Olá querida Maria José.
Que linda mensagem.
Realmente quem já está completo (se amando em primeiro lugar), automaticamente esta Felicidade já transborda naturalmente para todos.
Um grande beijo em seu coração!
Lú.

Marcos disse...

Oi Maria José! Tudo bem?

Achei interessante o texto. No entanto, creio que a felicidade parte da manifestação interior de nossos dons e qualidades naturais. Penso que temos uma missão natural e nela um papel que, além de não individual, por si só tem uma finalidade construtiva para a natureza e todos os seus seres. Assim, a felicidade não nasce de um condicionamento externo ao que somos, mas sim, da liberdade para a espontânea e natural expressão interior. Em outras palavras, não podemos ser felizes por ajudar alguém a ser feliz, o que quer dizer: minha infelicidade interior me condiciona a ajudar alguém a ser feliz. O natural é ajudarmos alguém pelo fato de já sermos felizes, reconhecendo a importância deste ato para com todos os seres da natureza, independente de qualquer coisa. Nossa felicidade não tem e nem deve depender a nada que seja externo ao que somos. Ela é incondicional.

Abraços