Páginas

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

OS CIUMENTOS SEMPRE OLHAM PARA TUDO COM ÓCULOS DE AUMENTO


Resolvi publicar um outro texto sobre ciúmes, sob nova abordagem, tendo em vista a diversidade de opiniões nos comentários do post intitulado “O amor não pode ser ciumento”.
"Os ciumentos sempre olham para tudo com óculos de aumento, os quais engrandecem as coisas pequenas, agigantam os anões e fazem com que as suspeitas pareçam verdades." (Cervantes).
Assim, o parceiro torna-se um objeto e a pessoa ciumenta seu vigilante diário, que vasculha todas as suas coisas a fim de encontrar uma prova de infidelidade, para justificar o sentimento avassalador de vazio e medo.
Ciúme na dose certaHá um lado positivo desse sentimento. “Ele protege o amor". Nos relacionamentos em que os sentimentos de ciúme são moderados e ocasionais, ele relembra ao casal que um não deve considerar o outro como totalmente conquistado e submisso. Pode encorajar casais a fazer com que se apreciem mutuamente e façam um esforço consciente para garantir que o parceiro se sinta amado.
O ciúme potencializa e aumenta as emoções - o amor fica mais forte e o sexo oposto mais apaixonado. Em doses pequenas e manejáveis, o ciúme pode ser um estímulo positivo num relacionamento.
Quando o ciúme vira doençaMas quando é intenso ou irracional, a história é bem diferente, o outro torna-se o foco principal de sua vida e há a necessidade incontrolável de descobrir uma suposta traição, entramos então no campo do ciúme patológico:
A pessoa telefona para a outra diversas vezes por dia, de forma compulsiva, implica com roupas, a vaidade do outro é questionada o tempo todo.
O passado do parceiro(a) é constantemente colocado à prova, tenta encontrar nele motivos que justifiquem as acusações que faz.
Segue o parceiro(a), contrata detetives, fuça em computadores, cadernos pessoais do outro, tenta descobrir senhas pessoais, rouba números telefônicos e faz ligações para “possíveis” amantes.
Observa o tempo todo para onde o outro está olhando, sempre imaginando que há um rival próximo.
Acusa, agride, ameaça se matar e pode chegar a matar a vítima desse ciúme obsessivo.
(O uso de álcool e drogas pode potencializar o ciúme, além de distúrbios paranóicos e problemas mentais.)
O ciumento exagerado coloca na cabeça que o outro o está enganando e pode até chegar a ter delírios e sintomas paranóicos, angústia, depressão e inquietação, buscando provas de uma possível traição como se essa fosse fato. Dessa forma, o ciumento irá buscar provas até justificar que está correto.
O ciumento estará sempre em um estado de constante vigília, ansioso, estressado e aflito, é exagerado nas atitudes que toma, podendo se tornar agressivo, acusador, desconfiado, o que causa grandes problemas no relacionamento. Esse descontrole pode levar os ciumentos a protagonizar cenas ridículas e constrangedoras em público
“O ciúme é um fenômeno intrínseco". Muitas causas são desconhecidas e muitas vezes não existem motivos, mas o ciúme existe em todos nós, mesmo que em pequenas proporções.
O que difere um ciúme normal de um patológico?Logo, o ciúme é uma emoção humana comum e universal, por isso, é mais difícil diferenciar o ciúme normal do patológico. Porém, enquanto o ciúme normal é passageiro e desencadeado por fatos reais, o ciúme patológico seria uma preocupação infundada, exagerada e absurda. No ciúme não patológico o maior desejo é preservar o relacionamento, no ciúme patológico haveria o desejo inconsciente da ameaça de um rival (KAST, 1991).
Sintomas de um ciúme saudável:1. Não há necessidade de controlar o outro o tempo todo;
2. O pensamento constante de que está sendo enganado é muito esporádico;
3. A pessoa sente ciúme por algo real e não imaginário;
4. Mesmo enciumado (a), o parceiro percebe quando está indo longe demais;
5. O outro é visto como pessoa amada (por isso o ciúme) e não como objeto e propriedade a ser controlada.
Sintomas de um ciúme patológico:1- Fantasia e delírios sobre uma possível traição de forma obsessiva (pensa nisso o dia inteiro);
2- Sintomas de cansaço, fadiga, ansiedade e depressão;
3-Sintomas de raiva, vergonha, humilhação, insegurança;
4- Sintomas de raiva , ódio e desejo de vingança.

Enviado por Rosani Gomes do blog Fragmentos de Uma Alma Perfumada (
http://rosani22.blogspot.com/)

15 comentários:

Pelos caminhos da vida. disse...

Já passei por isso, lendo esse texto amiga, pude ver que meu ciúmes era patológico, mas graças a Deus eu mudei e, mudei tanto que não sinto mais nem um tiquito de ciúmes, a gente vai amadurecendo, aprendendo... eu aprendi.

beijooo.

Carla disse...

Ótima postagem. Hi, já passei por isso...vindo do meu parceiro. Pior que isso acaba se tornando um ciclo vicioso. Porque o parceiro desconfia tanto de nós que acabamos nós também entrando na mesma situação. Com que roupa está, te segue na rua, até para saber quem anda te cantando pela rua e se você está retribuindo cantadas por aí.
O passado é o grande foco também do ciumento, isso quando não começa a te comparar com outros amores do passado dele. ´´E uma salada de emoções, uma montanha russa.
bjssssssssssss

ValériaC disse...

Li o post anterior e agora este, ótimo tema querida...para mim...temos que cultivar o relacionamento com atitudes carinhosas, em ser atencioso, amoroso um com o outro, respeitar, enfim...tudo isso requer um cultivo.
Já ter ciúme, reflete imaturidade, insegurança, e é negativo, vã ilusão acharmos que podemos controlar verdadeiramente o outro. Impor restrições em tudo, é absolutamente destrutivo.
Doce dia querida...beijinhos...
Valéria

MOMENTOBRASILCOM.blogspot.com disse...

MARIA JOSÉ: Valeu a tentativa de ampliar ou explicar o texto, mas, continuo discordando frontalmente. Td e qq tipo de ciumes É PATOLÓGICO SIM. È sinônimo de INSEGURANÇA e POSSESSÃO. E que desmintam-me aqueles que passaram ou passam por este DILEMA. BJS. Roy Lacerda.

Isa mar disse...

Oi amiga de alma, li a postagem anterior e agora essa e como é um assunto bastante polêmico não sei se conseguirei exprimir a contento o que penso a respeito.
Vou concordar com o Roy que todo e qualquer tipo de ciúmes é patológico sim, apesar de muitos afirmarem que se não tem ciúme é porque não ama e não se importa.
Se existe um ciúme moderado ou como se diz dentro dos "padrões normais" é porque a pessoa já adquiriu um certo equilíbrio emocional,mas ainda não está "totalmente" equilibrada.

Eu cheguei á conclusão que até hoje nunca amei ninguém verdadeiramente, porque também senti ciúmes, de uma maneira moderada como falam, mas senti...

Então... tenho dentro de mim um ideal do que seja o amor, mas ainda não o encontrei e só vou saber quando esse dia chegar... e se alguns desses sentimentos de posse, de controle ou qualquer outra coisa pintar, terei achado um companheiro, uma alma afim e não um verdadeiro amor!
Se não entenderem não me peçam pra explicar, porque quanto mais eu tento mais me enrolo, não consigo exprimir, só sentir!
Beijos nos corações de todos!

José Gonçalves disse...

Olá Maria José Rezende,

Antes de chegar aqui, ao interior do texto, e apenas com o título exibido, me deu um sorriso imenso pelo tema escolhido. Achei bastante piada à escolha, no seguimento das anteriores.

Lido o tema, estou como que o teu Amigo Roy Lacerda, não acredito muito em ciume!

Também não sei a escala que pode ser usada para medir a intensidade do ciume. E nesse aspecto, sou muito pouco pragmático.

Ou é ou não é.

E no ciúme em concreto, entendo que pode virar uma doença com desenvolvimento imprevisivel!

Daí que não o entenda ou teime em não o aceitar.

Eu creio que o ciúme só pode desenvolver-se quando o Amor enfraquece e a confiança se esfuma numa qualquer nuvem passageira.

E mais não posso comentar, minha Amiga Maria José Rezende.

É muito dificil comentar algo em que não se acredita.

E, confesso, espero nunca vir a conhecer esse sentimento que entendo prejudicial numa relação inter-pessoal.

Um abraço e até sempre,

José Gonçalves
(Guimarães)

Manuela Freitas disse...

Olá Maria José,
Já tive um relacionamento que teve que acabar por um ciúme exacerbado, doentio mesmo, é de facto muito mau para quem o sente e para quem é vitima do mesmo, porque acabam por ser dois a sofrer e isso quase sempre leva à ruptura.
Obviamente que concordo com tudo que diz.
Beijinhos,
Manú

Malu disse...

Ah! Maria
E o ciúmes estraga muitos relacionamentos de bobeira...
Realmente, os óculos de aumento são companheiros inseparáveis dos ciumentos...
Beijos

ONG ALERTA disse...

Ciúme é um vício...beijo Lisette.

Sinais no Mundo... disse...

No coração da Igreja, minha mãe, eu serei o amor!

Santa Teresinha do Menino Jesus...

" ESSÊNCIA ESTELAR MAYA " disse...

Olá Maria José.
Lí as duas mensagens e para mim a lição que sempre ficou à respeito deste assunto(porque já comentei uma vez para você do que ocorreu na minha família, devido à apego e ciúmes) é que devemos sempre nos colocar em primeiro lugar. Esta é a chave de tudo.
Amor e Respeito pela pessoa que somos.
Se falta isso, devemos sempre procurar ajuda.
Beijo enorme em seu coração!
Lú.

Talita disse...

Olá Maria José

As pessoas que fazem parte de nossas vidas não nos pertencem, ter sentimento de posse e controle não é saudavel nem para a pessoa, nem para a relação.

Acredito que o ciume está relacionado com insegurança. Cabe a pessoa que tem esse tipo de sentimento muito exacerbado refletir sobre seus sentimentos e medos, buscando ajuda quando necessário.

Paz

Talita disse...

Olá Maria José

Gostei muito da maneira como você explicou sobre mediunidade eu não tinha essa visão de disciplinar a sensibilidade espiritual.

Eu pensava que as pessoas desenvolviam sua mediunidade e "tinham" que trabalhar constantemente no centro espirita incorporando ou psicografando e isso me assustava um pouco.

Mas com sua mensagem eu consegui ver um outro lado, disciplinar para utilizar da melhor forma possível com finalidades elevadas.

Já estou pensando com muito carinho.

Obrigada

Paz

Maysa disse...

oi colega legal a continuação da postagem, acredito eu que o ciúme é verdadeiramente uma enfermidade mesmo das pessoas ,
abraço
elisa

Anônimo disse...

Olá. Faz uns dos meses que passei por uma situção chata. Na ocasião rece bi um sms da minha namorada. No texto ela disse que recebeu uma mensagem no facebook de uma mulher de nome Mércia, de um local próximo aonde eu moro, e de 41 anos. Fiquei muito chateado com a falta de crédito dela em mim, já que não sou ciumento, naõ fico no pé de nunguém. Incrível, mas é verdade, o relacionamento esfriou por causa de uma simples mensagem. Ela por ciúme e insegurança e eu por achar que era um lixo, pelo fato dela ter me tratado com tanta desconfiança. Entreguei na mão de Deus. Ele é o justo juiz. Quanto ao post sobre o ciúme: Parabéns. Aproveito para te informar que vou postá-lo na página do grupo: "Eu odeio o CIÚME". Merece ser publicado, pois vai ajudar muita gente, inclusive eu. Veja o link, e entre para o grupo. Deus é Fiel.
http://www.facebook.com/groups/322349467852084/

Alexandre.