Páginas

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

ETERNIDADE


O que eu tenho não me pertence, embora faça parte de mim.
Tudo o que sou me foi um dia emprestado pelo Criador, para que eu possa dividir com aqueles que entram na minha vida.
É isso... tente ver as coisas negativas que acontecem com você como algo que acontece por uma razão precisa.
E não se lamente pelo ocorrido, além de não servir de nada reclamar, isso vai lhe vendar os olhos para continuar seu caminho.
Quando não conseguimos tirar da cabeça que alguém nos feriu, estamos somente reavivando a ferida, tornando-a muitas vezes bem maior do que era no início.
Nem sempre as pessoas nos ferem voluntariamente.
Muitas vezes somos nós que nos sentimos feridos e a pessoa nem mesmo percebeu; e nos sentimos decepcionados porque aquela pessoa não correspondeu às nossas expectativas.
Às nossas expectativas!!!
E sabemos lá quais eram as suas expectativas?
Nós tanto nos decepcionamos quanto decepcionamos os outros.
Mas, claro, é bem mais fácil pensar nas coisas que nos atingem.
Quando alguém lhe disser que o magoou sem intenção, acredite nela!
Vai lhe fazer bem. Assim, talvez ela poderá entender quando você, sinceramente, disser que “foi sem querer.”
Dê de você mesmo o quanto puder!
Sabe, quando você se for, a única coisa que vai deixar é a lembrança do que fez aqui.
Seja bom, tente dar sempre o primeiro passo, nunca negue uma ajuda ao seu alcance, perdoe e dê de você mesmo.
SEJA UMA BENÇÃO!
Deus não vem em pessoa para abençoar.
Ele usa os que estão aqui dispostos a cumprir essa missão.
Todos nós podemos ser anjos.
A eternidade está nas mãos de todos nós.
Viva de maneira que quando você se for, muito de você ainda fique naqueles que tiveram a boa ventura de encontrá-lo!!!

Enviado por Roy Lacerda do blog MomentoBrasil (
http://momentobrasilcom.blogspot.com/)

11 comentários:

Eliane Gonçalves disse...

Lindo texto!

É verdade a unica coisa que levamos são as experiências que vivemos, os amigos que fizemos, o conhecimento que adquirimos.

Parabéns. Ótimo dia das crianças para você!

Eliane.

Jorge disse...

Maria José,

em primeiro lugar, agradeço pelo convite ao desafio proposto aqui. Não sei se vou conseguir, mas ler o seu "depoimento" mais te admiro, pela tua grandeza da alma.

Nós somos a somatória de todas as experiências que vivemos. Como estamos reencarnando há muito tempo, podemos imaginar as experiências adquiridas. Mesmo assim, temos certas tendências que ainda carregamos como algo a ser aprendidas. Assim são as nossas reações ante situações que nos testam. Sempre nos justificamos nos dando ao luxo de não aproveitarmos as oportunidades benditas que a vida nos oferece. E este teu texto vem nos mostrar a necessidade de buscarmos a nossa mudança interior através de uma maior aceitação do que somos e da nossa destinação. Ser feliz começa em nós. A vida mostra isso.

Beijo, grande Coração!

Julimar Murat disse...

querida Maria José

Todos somos suscetíveis de realizar muito, na esfera de trabalho em que nos encontramos.
Se há mais alegria em dar que em receber, há mais felicidade em servir que em ser servido.
Quem serve, prossegue...

Um grande beijo e muita luz

Julimar

alegria de viver disse...

Olá minha linda amiga

Acabo de ler tanta coisa linda tantos ensinamentos. Obrigada por me proporcionar tanta beleza.

Com muito carinho BJS.

Alma Aprendiz disse...

É isso mesmo amiga!
O que temos na verdade não nos pertence,até mesmo os nossos filhos,sabemos que tudo isso é esprestado por Deus,e que quando chegar a hora de partir,tudo isso ficará aqui.
Grande abraço carinhoso!

José Gonçalves disse...

Olá Maria José Rezende,

Mais um belo ensinamento que, não passando de um grãozinho na imensa massa que forma o Mundo, poderá germinar e produzir efeito no bem estar do próprio Mundo.

Sei que devemos desvalorizar e até esquecer certos acontecimentos ou atitudes.

Sei que seria tudo mais fácil e mais lindo.

Mas não sou assim! Infelizmente, reconheço!

A Vida talvez se tenha esquecido de me ensinar a esquecer, e não consigo esquecer os maus momentos vividos.

Não quero mal a quem me fez mal, não vivo pensando no mal que me aconteceu, mas não consigo esquecer!

E perco! Aí perco bastante, eu sei!

Mas que posso fazer se não tentar mudar algo que sou eu, a pouco e pouco?

Se o conseguirei? Não sei!

Mas tento seguir a mensagem implicita na reflexão que expões.

Sei que estou cá de passagem e de tudo o que deixarei será apenas recordado o bem que fizer.

Tentarei mudar.

Um abraço e até sempre,

José Gonçalves
(Guimarães)

Multiolhares disse...

Linda esta mensagem, é verdade quantas vezes ficamos tristes por alguém não corresponder ás nossas expectativas e essa pessoa nem o sabe.
temos de ser pacientes e tentar estender sempre a mão a quem precisa, o amor esta na base de tudo
Bj

Lulú disse...

Muito bonita mensagem, Maria José. Embora tenha aprendido muito neste curto tempo que estou aqui com vocês, ainda guardo tudo que me fez mal embora não sinta raiva das pessoas causadoras do mesmo.
Como já foi dito aqui, estou sempre lutando para apagar e viver bem com todos.
Beijo
Maria Luiza, (Lulú)

Lia Noronha disse...

Maria Jose; o seu cantinho é abençoado...obrigada por td d ebom que consegue transmitir atodos os visitantes!!!
Bjus carinhosos pr ati diretamente do meu Cotidiano.

Kelly disse...

Que texto maravilhoso, essa última frase diz tudo, temos que viver e deixar uma saudade gostosa de ser sentida, beijos

" ESSÊNCIA ESTELAR MAYA " disse...

Olá Maria José.
Sábias palavras ditas nesta mensagem.
O que importa é sermos nós mesmos, se ferimos ou magoamos alguém, se não foi esta a intenção: paciência (foi ela que se magoou, é um problema que ela precisa trabalhar com ela mesma).O que não podemos é mudar nossa personalidade para parecermos bonzinhos.
Em cada atitude nossa podemos ser firmes e fortes mas sem perder a delicadeza e o amor ao próximo.
Um grande beijo em seu coração!
Lú.