Páginas

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

UM POUCO DE SARAMAGO


- Gostar é provavelmente a melhor maneira de ter, ter deve ser a pior maneira de gostar.
- Se tens um coração de ferro, bom proveito. O meu, fizeram-no de carne, e sangra todo dia.
-
Todos sabemos que cada dia que nasce é o primeiro para uns e será o último para outros e que, para a maioria, é só um dia mais.
- Não sou um ateu total, todos os dias tento encontrar um sinal de Deus, mas infelizmente não o encontro.
- Dirão, em som, as coisas que, calados, no silêncio dos olhos confessamos?
-
Para temperamentos nostálgicos, em geral quebradiços, pouco flexíveis, viver sozinho é um duríssimo castigo.
- Não tenhamos pressa, mas não percamos tempo.
- De que adianta falar de motivos, às vezes basta um só, às vezes nem juntando todos.
- O que as vitórias têm de mau é que não são definitivas. O que as derrotas têm de bom é que também não são definitivas.
- Se podes olhar, vê. Se podes ver, repara.
- Dentro de nós há uma coisa que não tem nome, essa coisa é o que somos.
- O espelho e os sonhos são coisas semelhantes, é como a imagem do homem diante de si próprio.
- Cada dia traz sua alegria e sua pena, e também sua lição proveitosa.
- Sempre chega a hora em que descobrimos que sabíamos muito mais do que antes julgávamos.
- Fisicamente, habitamos um espaço, mas, sentimentalmente, somos habitados por uma memória.
- Os lugares-comuns, as frases feitas, os bordões, os narizes-de-cera, as sentenças de almanaque, os rifões e provérbios, tudo pode aparecer como novidade, a questão está só em saber manejar adequadamente as palavras que estejam antes e depois.
- O talento ou acaso não escolhem, para manifestar-se, nem dias nem lugares.
- Quem acredita levianamente tem um coração leviano.
- Há ocasiões que é mil vezes preferível fazer de menos que fazer de mais, entrega-se o assunto ao governo da sensibilidade, ela, melhor que a inteligência racional, saberá proceder segundo o que mais convenha à perfeição dos instantes seguintes.
- Costuma-se dizer que as paredes têm ouvidos, imagine-se o tamanho que terão as orelhas das estrelas.
- A única maneira de liquidar o dragão é cortar-lhe a cabeça, aparar-lhe as unhas não serve de nada.
- Há esperanças que é loucura ter. Pois eu digo-te que se não fossem essas já eu teria desistido da vida.
- O homem deixou de respeitar a si mesmo quando perdeu o respeito por seu semelhante.
- (...) as velhas fotografias enganam muito, dão-nos a ilusão de que estamos vivos nelas, e não é certo, a pessoa para quem estamos a olhar já não existe, e ela, se pudesse ver-nos, não se reconheceria em nós.
- Somos a memória que temos e a responsabilidade que assumimos. Sem memória não existimos e sem responsabilidade, talvez não devamos existir.
- Todos somos escritores. Só que alguns escrevem, outros não.
- O único progresso verdadeiro é o progresso moral. O resto é simplesmente ter mais ou menos bens.
- No interior da grande cidade de todos está a cidade pequena em que realmente vivemos.
- Mesmo que a rota da minha vida me conduz a uma estrela, nem por isso fui dispensado de percorrer os caminhos do mundo.

Enviado por Roy Lacerda do blog MomentoBrasil (http://momentobrasilcom.blogspot.com/)

11 comentários:

" ESSÊNCIA ESTELAR MAYA " disse...

Olá Maria José, que blog maravilhoso. Aonde temos sempre certeza que iremos encontrar mensagens tão fortes e profundas. É uma excelente reflexão.
Um grandíssimo abraço!
Lú.

Pelos caminhos da vida. disse...

Mesmo que a rota da minha vida me conduz a uma estrela, nem por isso fui dispensado de percorrer os caminhos do mundo.

Fim de semana de luz.

É muito bom estar aqui com vc amiga.

beijooo.

Nana disse...

Ótima postagem Maria José!

Eu me tornei fã de Saramago a pouco tempo. Ele era uma pessoa que sempre teve o que dizer. E eu sou uma pessoa que tenho muito a aprender.

bjs e bom fim de semana

Adriana

Juci Barros disse...

É um prazer imenso visitar esse blog. Aqui cada post é proveitoso. Obrigada.
Beijos.

TRIBUNA-BRASIL.COM (O Indignado) disse...

Maria José, msm desiludido com o termino da fila, nao posso me furtar a te dar novos parabéns! Texto sensacional! pelo autor; Pela amizade do Roy e, por tua inteligencia e sensibilidade. Parece que a dupla com o amigo Roy Lacerda, está mais que afinada, guria. vai em frente. Abraços.

diariodumapsi disse...

Que bom ler mais coisas de Saramago!
Muito bom o texto, verdadeira lição!
Gd beijo

Sônia Silvino disse...

Grande Saramago, amiga!
Vim retribuir o seu carinho e a sua presença que me faz tão feliz!

PRIMAVERA...


“No balé das cores,
Desfilando orquídeas
Vejo minha vida
Como reprise...

Olhos brilhantes
De sonhos tantos...
Mágico instante
Doce release...

Fui primavera
De harmonia , beleza
Tantas certezas...

Bela estação é esta!
Mas, de certo, agora
Sei apenas que chega... E vai embora...” (Rose Felliciano)

Desejo um final de semana cheio de alegrias pra você!

Beijinhos, muitos!

Sônia Silvino's Blogs

Vários temas & um só coração!

Kelly disse...

Adorei esse texto não conhecia, principalmente da frase final!! beijos e ótimo fim de semana

Malu disse...

- Mesmo que a rota da minha vida me conduz a uma estrela, nem por isso fui dispensado de percorrer os caminhos do mundo.

Que profundo isto, Maria...
Um bom fim de semana!
Beijinhos, amiga

Vitor disse...

Pensamentos Elevados,os teus...parabéns!

Bj*

alegria de viver disse...

Olá querida amiga

Não podia deixar de comentar sobre este senhor SARAMAGO, aprendi a gostar deste autor lendo um livro chamado O EVANGELHO SEGUNDO JESUS CRISTO, a partir deste todos os outros, recomendo vale a pena.

Com muito carinho BJS.