Páginas

sábado, 21 de agosto de 2010

A VELHA RABUGENTA


Quando uma velha senhora morreu na seção para o tratamento de doenças da velhice em uma pequena clínica perto de Dundee, na Escócia, todos estavam convencidos de que ela não havia deixado nada de valor.
Então, quando as enfermeiras verificaram seus poucos pertences, elas encontraram um poema. Sua qualidade e conteúdo impressionaram todas as pessoas, e todas as enfermeiras queriam uma cópia do mesmo.
Uma delas levou uma cópia para a Irlanda.
A única herança que a velha deixou a seus sucessores foi publicado na edição de Natal da notícia da União para a Saúde Mental na Irlanda do Norte. Este poema simples, mas eloquente, também foi apresentado com slides. Portanto, esta velha senhora da Escócia, sem posses materiais para deixar o mundo, é a autora deste poema "anônimo" que circula na Internet.
Que veem amigas?
Que veem?
Que pensam quando me olham?
Uma velha rabugenta, não muito inteligente, de hábitos incertos, com seus olhos sonhadores fixos ao longe?
A velha que cospe comida, que não responde ao tentar ser convencida “De, fazer
um pequeno esforço?"
A velha, que vocês acreditam que não se dá conta das coisas que vocês fazem e que continuamente perde a sua escova ou o sapato ?
A velha, que contra sua vontade, mas humildemente lhes permite a fazer o que queiram, que me banhem e me alimentem só para o dia passar mais depressa...
É isso que vocês acham?
É isso que vocês vêem?
Se assim for, abram os olhos, amigas, porque isso que vocês veem não sou eu!
Vou lhes dizer quem sou, quando estou sentada aqui, tão tranqüila como me ordenaram.
Sou uma menina de 10 anos, que tem pai e mãe, irmãos e irmãs que se amam.
Sou uma jovenzinha de 16 anos. Com asas nos pés, e que sonha encontrar seu amado.
Sou uma noiva aos 20, que o coração salta nas lembranças, quando fiz a promessa que me uniu até o fim de meus dias com o AMOR de minha vida.
Sou ainda uma moça com 25 anos, que tem seus filhos, que precisam que eu os guie.
Tenho um lugar seguro e feliz!
Sou a mulher com 30 anos, onde os filhos crescem rápido, e estamos unidos com laços que deveriam durar para sempre.
Quando tenho 40 anos meus filhos já cresceram e não estão em casa. Mas ao meu lado está meu marido que me acalenta quando estou triste.
Aos 50, mais uma vez, comigo deixam os bebês, meus netos, e de novo tenho a alegria das crianças, meus entes queridos junto a mim
Aos 60 anos, sobre mim nuvens escuras aparecem, meu marido está morto; e quando olho meu futuro me arrepio toda de terror.
Os meus filhos se foram, e agora tem os seus próprios filhos...
Então penso em tudo o que aconteceu e no amor que conheci.
Agora sou uma velha.
Que cruel é a natureza.
A velhice é uma piada que transforma um ser humano em um alienado.
O corpo murcha. Os atrativos e a força desaparecem.
Ali, onde uma vez teve um coração, agora há uma pedra.
No entanto, nestas ruínas, a menina de 16 anos ainda está viva.
E o meu coração cansado, ainda está repleto de sentimentos vivos e conhecidos.
Recordo os dias felizes e tristes.
Em meus pensamentos volto a amar e a viver o meu passado.
Penso em todos esses anos que se foram, ao mesmo tempo poucos, mas que passaram muito rápido, e aceito o inevitável... Que nada pode durar para sempre...
Por isso, abram seus olhos e vejam: diante de vocês não está uma velha mal-humorada. Diante de vocês estou apenas “EU”. Uma menina, mulher e senhora, viva!... E com todos os sentimentos de uma vida...

Enviado por Rosani do blog Fragmentos de uma alma perfumada (http://rosani22.blogspot.com/)

16 comentários:

orvalho do ceu disse...

Olá, excelente post!
Vamos pisando em todos os que não damos valor sem medir consequências... um dia quem sabe caiamos na real de nossas impensadas atitudes?
E só teremos o arrependimento como companheiro(a)...
Tenha ótimo fim de semana junto aos seus familiares.
Paz e Bem!

ELIANA-Coisas Boas da Vida disse...

MUITO TRISTE FICAR VELHO E SOZINHO DEPOIS DE TER TIDO UMA VIDA INTEIRA...E TUDO ESTÁ LÁ DENTRO DE NÓS TRANCADO SEM PODER SAIR!
PORQUE A MAIORIA DAS PESSOAS NUM ATO IMPENSADO ABANDONAM SEUS VELHOS?
BEIJO

Glória disse...

Eu, dentre outras coisas, ainda guardo o meu sorriso de menina.
O tempo passa, ele é cruel, mas o importante é o que ele faz em nossa alma.
Se ele, o tempo, nos tornar pessoas mais bonitas, internamente, então, valeu a pena cada ruga em nosso rosto.
Seu post mexeu muito comigo, Maria José. Você é uma pessoa muito sensível. Parabéns!
Beijos

Kelly disse...

Olá MAria José, a idade chega um dia para todos nós...beijos

ONG ALERTA disse...

Amiga Marcela fez 27 anos talves não em nosso presença mas em algum lugar ela continua sua história, sabemos que não é fácil o tempo talvez amenise alguns dias mas aquele aperto no peito, aquela saudade vamos levar em nosso coração sempre, paz para vocês e luz para Marcela, beijo Lisette.

Gislene disse...

OLÁ AMIGA,

SOMOS TODOS FEITOS DE RECORDAÇÕES...
QUE JAMAIS SE APAGARÃO...
NÃO IMPORTA O TEMPO, NÃO IMPORTA A IDADE...

QUERO TE DEIXAR UMA BELA FRASE, AMIGA,
" SOMOS, CADA UM DE NÓS, UMA MULTIDÃO. DENTRO DE NÓS EXISTE UM PEQUENO UNIVERSO."
Carl Sagan

BEIJO NO CORAÇÃO,
COM CARINHO.

Rute disse...

Já conhecia esse texto, parabéns por compartilhar com amigos aqui. Beijos, ótimo domingo a vc!

Luís Coelho disse...

Postagem já repetida, porem sempre agradável de ler e com um fundo moral muito eloquente.

valéria disse...

Maravilhosa mensagem, de uma sensibilidade imensa. Lembrei de minha avó, que morreu aos 92 anos.

ⓣⓔⓡⓔⓢⓐ ⓒⓡⓘⓢⓣⓘⓝⓐ disse...

Oiee Maria José, linda mensagem, ainda não conhecia. Desconhecemos a história que cada um carrega... no semblante de olhar duro e mãos calejadas nos trabalhos da vida...Respeito é tudo!
Bjss e bom fds.

Alma Aprendiz disse...

Olá amiga

gostei do seu espaço
Quanto o texto achei maravilhoso

O mais importante que envelhecer é envelhecer com sabedoria
Não é mesmo? Um grande abraço

LUCONI disse...

Ah como eu queria ter tempo para vir aqui com frequencia, este teu canto é repleto de luz, veja esta postagem, veja ninguém dava valor a senhora, a sua aparência em nada chamava a atenção dos olhos tão materialistas da terra, mas descobriu-se um tesouro, uma alma poética e sábia, o poema que ela deixou é para ser lido e refletido, mais uma vez você compartilha ensinamentos valiosos para a alma, sempre saio daqui sentindo-me muito bem, beijos Luconi

Jorge disse...

Devemos valorizar sempre os idosos. Tratamos eles como se nós não envelhecessemos. Será que gostaríamos de ser tratados como os tratamos?

Uma mensagem profunda e a dor de quem não é mais valorizada.

Repensemos a nossa maneira de ser!!!

Anjo, beijo de luz!!!
E uma ótima semana!!!

Cantinho She disse...

Minha querida... excelente, embora tenha me dado uma enorme tristeza... recordando... enfim...
Beijo, beijoooo! ;)
Excelente semana!
She

Talita disse...

Linda mensagem, nos proporciona muita reflexão... O que temos na vida? O que somos? O que proporcionamos àqueles que estão ao nosso redor?

Tenha uma ótima semana... Paz...

Multiolhares disse...

Hoje em dia quase não se olha não se presta atenção aos idosos, simplesmente os ignoramos, não nos preocupamos em os acompanhar seja em conversas em afectos, mas os idosos são só isso idosos pessoas com muita sabedoria que atravessaram uma vida e tem tanto para partilhar o o seu coração continua a sentir a amar, quem somos nós seres viventes que nos alheamos dos idosos
Bj