Páginas

terça-feira, 27 de julho de 2010

VIDA SEM PRESSA



Você já parou para olhar crianças brincando num parque ou para ouvir o som da chuva quando chega ao chão?
Já parou para ver o vôo errante de uma borboleta?
Já ficou simplesmente observando o sol sumir dentro do escuro da noite?
Melhor ir mais devagar... Não corra tanto...
Vá mais lentamente pela vida: ela não é tão curta quanto nos fazem acreditar.
Você voa apressado o tempo todo? Vá mais devagar... Flutue no ar...
Quando você pergunta “como vai?” você escuta a resposta?
Quando acaba o dia você se deita pensando em mil coisas para o dia seguinte? Durma em paz.
Você já disse a uma criança “vamos deixar pra depois” e na sua pressa não notou sua inocente tristeza?
Você já deixou de conservar a vida de uma amizade, sabendo depois que um amigo deixou este mundo sem seu adeus?
Uma amizade perdida no tempo porque na sua pressa deixou de lembrar de um “olá”?
Quando você corre para chegar a algum lugar, perde metade da alegria de poder chegar lá.
Quando você se preocupa e se apressa o dia todo, é como deixar um presente embrulhado e depois jogá-lo fora.
A vida não é uma pista de corrida. Cuide-se e vá mais devagar.
Sinta cada instante seu, dance calmamente a música da alma e sinta a força da sua canção.
Vá mais devagar. Dance... dance... mas dance devagar.
Calma! A música vai continuar!

13 comentários:

serpai disse...

Hola Maria José!

Como siempre me encanta lo que escribes, aunque ni siempre te comente!

Es verdad cuanto se pierde porque vamos demasiado deprisa!!!

Lo que perdemos cuando no miramos una golondrina volando... o la lluvia caendo...!

Gracias por compartir.

Te dejo saludos argentinos,

Sergio.

TRIBUNA-BRASIL.COM (O Indignado) disse...

Maria José querida: O homem só pensa no objetivo de conseguitr os bens materiais e que tragam a satisfação pessoal. Enquanto nao atinge as metas por ele msm traçadas, esquece-se de valorizar a vida e td que há de belo na natureza, ofertado pelo PAI. Abraço apertadiiinho.

cantinho she disse...

Muito bom!
Beijo, beijooooo Queridona!

Talita disse...

Nos dias de hoje as pessoas dão valor a dinheiro, bens materiais, poder, e muitas vezes se esquecem das coisas simples que realmente dão sentido à vida, e só se lembram delas quando não as possuem mais...

Sentem saudade e arrependimento quando nada mais se pode fazer. Muitas vezes o que sobra são os bens materiais, e a pessoa percebe então que de nada adianta chegar ao topo se estiver sozinho.

Gostei muito do seu blog, Parabéns!

ELIANA-Coisas Boas da Vida disse...

SABE QUE JÁ OBSERVEI ALGUMAS DESSAS COISAS ,MAS JÁ FAZ MUITO TEMPO DESDE ENTÃO!
ADOREI O TEXTO PEÇO LICENÇA PARA QUALQUER DIA LEVA-LO NO MEU BLOG!

BEIJO

Elizabeth disse...

Oi Amiga,
Que delícia tudo isso.
Boa noite, beijo.

MARIANGELA BARRETO disse...

Lindo texto amiga, muito lindo... precisamos aprender a ir mais devagar, a deixar a vida fluir e confiar que tudo está sendo muito bem cuidado..

boa noite
beijos.

Jorge disse...

Vamos curtir mais a vida, observando e sentindo a natureza tão pródiga em beleza. Abrindo o coração, estaremos sentindo o perfume da vida. Um convite à paz e a alegria íntima.

Maria José, deixo mais um beijo no coração!!!

Nana disse...

Oi Maria José,

O problema ttodo é que nos esquecemos que estamos aqui de passagem, temos pressa, metas mas... morremos e a vida continua, aos poucos esquecemos os que se foram.

abçs

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá, belo texto...Espectacular....
Cumprimentos

manuel marques disse...

"«Love me little, love me long». Há muita verdade neste lindo provérbio inglês. O que é violento é perecível. O que é calmo é duradouro. Um amor brusco e irreflectido, e com natureza de chama participaria da essência dessa primeira ilusão de que eu falei há pouco, e estaria condenado, como toda a chama, a consumir-se a si mesmo. É necessário que as coisas cresçam devagar e lentamente — para que durem muito ."

ValériaC disse...

Que texto emocionante querida...
É preciso termos calma, paciência de admirar mais, saborear , sentir mais...tudo o que nos cerca, as pessoas que fazem parte de nossos dias, de nossas vidas...
Beijinhos pra ti...
Valéria

ivvy disse...

Ultimamente estamos mesmo sem tempo para nada,tudo corrido e marcado no relógio,me indentifiquei muito com o texto,porque vivo
correndo...e quando vejo foi mais um ano e
não aproveitei quase nada.....vou me policiar
mais concerteza.....na questão do tempo!bju maria josé!!!!!!