Páginas

sábado, 31 de julho de 2010

NAMORAR DEPOIS DOS CINQUENTA


Em nossa idade, depois do meio século, o amor já percorreu estradas, dobrou esquinas e optou em encruzilhadas.
Já errou, já acertou, já deslizou, já se arrependeu e, inevitavelmente, o tempo se foi.
Viveu-se o amor, perdeu-se o amor, alguns pelas mãos de Deus, outros pelo enfraquecimento do viver a dois.
Hoje o nosso olhar em direção ao amor continua mais lindo, pois na longa caminhada dos sentimentos, aprendemos a somar, a dividir e a multiplicar, sem chances de diminuir no conhecimento do sentimento do amor.
O amor maduro chega de mansinho e se aloja em nossa vida, sem tempo para acabar.
O caminhar a dois é mais sereno, a cumplicidade existe, o carinho é mais espontâneo, não nos inibimos diante do querer, a sintonia é completa e as lembranças são depositadas no álbum das saudades, que guardamos, de um tempo que não volta mais.
Namorar na nossa idade é carregar a ternura no olhar.
O brilho é mais intenso, a vontade de acertar é mais forte.
A construção do caminhar a dois é a soma do querer, é o encontro de duas almas aplaudidas por dois corações que dividem a emoção de amar.
As pequeninas atitudes, os gestos e os detalhes são os alimentos que sustentam este amor.
Viver a dois é a alegria da companhia, do chamego dengoso, dos beijos ainda calientes, dos insinuantes olhares quando o desejo se manifesta e a promessa no olhar de que em todo amanhecer, será o mais belo bom dia entre dois seres que encontraram o amor.
Amar nunca é demais.
Feliz daquele que tem um enorme coração, capaz de amar e acima de tudo saber ser amado.

Enviado por Roy Lacerda do blog MomentoBrasil (http://momentobrasilcom.blogspot.com/)

10 comentários:

manuel marques disse...

Amar é uma necessidade do coração...

Beijo.

Daniele O disse...

Oi!
Ah... Eu nos meus trinta e cinco anos, amo amar, sou casada há 8 anos e é muito bom.
E fala sério né, amor é amor ( não tem idade), nos faz feliz, bem, nos faz sentir, viver... voar!
Bjs!
Ser Estranho Ser

Liz Dantas disse...

Com toda certeza,o amor maduro é mais constante,mais firme,racional,aconchegante,sereno,enfim,é o ápise "amor"

Marcia disse...

Para amar nao tem idade. Ele chega de mansinho e se instala. E claro, nessa idade ele é mais tranquilo, sereno e confiante.
Passei para te deixar um abraco e desejar um fim de semana feliz.

ELIANA-Coisas Boas da Vida disse...

O AMOR MADURO Ñ TRAZ AFLIÇÃO SÓ TRANQUILIDADE!
BEIJO BOM SABADO!

ValériaC disse...

Bom saber disto querida...pra quando eu chegar nesta idade... alias desde já, creio que já mudei muito minha maneira de ver o amor e me sinto muito mais feliz agora...se aos cinquenta for melhor...ótimo! Viverei mais intensamente ainda!
Doce sábado florzinha...
Beijinhos
Valéria

Poeta del Cielo disse...

Lindo sentir... lindo amar.... el amor dizen nao sabe de edades...... nao sabe de cor... no sabe do tempo... cada minuto de amor e incomparavel...y falo do amor verdadeiro aquele que e pra a eternidade....sublime e amar.

Lindo Amiga Felicidades...

Abracos
Saludos
Otima semana

Lena disse...

Mary Jo,
Mary Jo,
Viver a dois, além de ser maravilhoso, é extremamente necessário, em qq idade. A cumplicidade da companhia, troca de beijos gostosos e experientes, o amor sem culpas, são coisas maravilhosas, que não têm preço. Amei o post. Aproveite suas férias!!!Beijo grande.

Jorge disse...

Seguir a vida a dois, olhando na mesma direção não tem idade. Necessitamos viver o Amor, com Amor, não é mesmo?

beijo, cheio de carinho!!!

REGINA GOULART SANTOS disse...

Maria José, minha querida amiga.
Que belo texto acerca do amor maduro.
Parabenizo nosso amigo Roy por este presente, e concordo com tudo.
Entendo que amor não tem idade, entretanto, após os 50, somando-se as experiÊncias anteriores, possui um sabor especial, uma cumplicidade mais sábia e entendimento maior do que a vida significa e o que buscamos num relacionamento sincero.
Adorei ler esse texto.

Muitos beijos de luz e outro especial ao nosso amigo Roy Lacerda.

Um lindo final de semana

Regina Goulart