Páginas

segunda-feira, 7 de junho de 2010

O TEMPO NÃO VOLTA


Quantas vezes você estava com alguém e sua cabeça não estava ali?
Quantas vezes também, no momento em que não pôde senti-la em seus braços, sentiu sua falta?
Você já parou para pensar no que machuca mais;
a) Fazer algo e desejar que não tivesse feito, ou
b) Não fazer e desejar que tivesse?
Só você pode decidir.
A responsabilidade é muito grande.
Você já teve medo de começar um relacionamento e não ser a hora, ou a pessoa certa?
Seu coração não escolhe quem amar.
Ele faz por conta própria, quando você menos espera, ou mesmo quando você não quer.
Quantas vezes você deixou passar momentos importantes que não voltam mais?
Não tem aquela música que você não gosta de ouvir porque lembra algo que você fez enquanto ela tocava há algum tempo atrás?
Ou lembra alguém que você quer esquecer e não consegue?
Quantas vezes você quis esquecer uma história ou alguém, que permaneceu na sua cabeça por um longo tempo, que te deixou triste, e mesmo assim ela não saía?
Você já se sentiu sozinho mesmo cercado de um monte de pessoas?
Ou já beijou alguém que fez a multidão sumir?
Você já passou um dia sentindo muitas saudades do que viveu?
Você já viveu uma situação tão boa e feliz que até deu medo de tudo ser muito passageiro?
Alguma vez você sofreu por alguém e essa pessoa nem se deu conta disso, ou simplesmente não fez nada pra consertar?
Alguma vez você passou por cima do seu orgulho pra correr atrás do que queria?
Quantas vezes uma pessoa a quem você não dava nada, foi a primeira a te ajudar?
Quantas vezes aquela que você mais esperava gratidão, te deu as costas e te decepcionou sem você nunca saber o porquê?
Você já se achou bobo, ridículo, por insistir em algo que não valia a pena?
Teve algum dia que você acabou ficando com alguém apenas para não ficar sozinho?
Você já passou por um dia em que tudo deu errado, mas no final aconteceu algo maravilhoso?
E também já aconteceu algo em que tudo deu certo, exceto pelo final que estragou o que parecia perfeito?
Você já chorou porque lembrou de alguém que amava e não pode viver intensamente isso com essa pessoa?
Você já reencontrou um grande amor do passado e viu que ele mudou e que tudo também faz outro sentido pra você?
Para essas perguntas existem muitas respostas. Mas o importante sobre elas não é a resposta em si, e sim o que sentimos em cada uma dessas situações.
O sentimento e as lembranças que ficam de cada história.
Todos nós erramos... Julgamos mal... Somos bons e somos cruéis... Amamos... Sofremos...
Tivemos momentos alegres e outros às vezes mais tristes.
E todos, um dia não tiveram coragem ou ousadia - e hoje se arrependem – ou se arrependerão ou não.
Vocês todos já fizeram uma coisa quando o coração mandava fazer outra?
Então qual a moral disso tudo?
Vá à luta!
Antes que seja tarde, siga.
Não continue pensando nas suas fraquezas e erros. Quem manda na nossa vida somos nós. A única pessoa que pode mudar você é você mesma.
Os outros são meros coadjuvantes.
Persiga a sua felicidade.
Daqui por diante faça um acordo consigo mesmo, e lute bravamente contra os velhos paradigmas!
Não abaixe a cabeça!
Não deite com mágoas no coração e dúvidas na razão.
Não durma sem ao menos fazer uma pessoa feliz, e comece com você mesmo!
E, por mais que sinta falta das pessoas que passaram pela sua vida, lembre-se: Se foram embora porque quiseram, mesmo sendo pessoas especiais, não mereceram seu carinho – sua dedicação – seu amor – sua ternura – sua meiguice, apenas passaram pela sua vida, como uma nuvem. Coloque na sua cabeça, que você não mereceu aquela pessoa.
Façam tudo hoje, pois, a única coisa que deixarás aqui, será a lembrança das coisas boas e ótimas que fizestes!
O amanhã é incerto demais.
Só vivemos uma vez e temos um tempo muito curto para colher os louros de uma felicidade que não sabemos onde está.
Quando aparecer uma oportunidade, segure-a, pois, O TEMPO NÃO VOLTA!

Enviado por Roy Lacerda do blog MomentoBrasil (
http://momentobrasilcom.blogspot.com/)

17 comentários:

Elaine Barnes disse...

Sem dúvida alguma todos esses questionamentos passam por nós até amadurecermos e enxergarmos que podemos viver de um jeito ou de outro a mesma situação e aceitarmos que a realidade a gente cria e ninguém tem culpa. Só nós podemos mudá-la e isso requer esforço,consciência e realmente temos que ir a luta pela nossa felicidade. Amei seu texto. Montão de bjs e abraços

MOMENTOBRASILCOM.blogspot.com disse...

Maria Josè: "TO BE OR NOT TOBE"? Eis a questão! o grande arquiteto do universo, em sua infinita misericórdia nos deus o 'livre arbítrio', para que possamos exercitar o raciocínio, e a inteligencia. Deu-nos tb o benefício da dúvida, para estarmos em constante sintonia com ELE. Afinal o dom da vida, nos foi dado para que a vivamos intensamente e felizes. Abrçs. Roy Lacerda.

Pelos caminhos da vida. disse...

É uma pena mesmo o tempo não voltar, fui muito muito feliz.

beijooo.

Mari disse...

Ah Maria José...

Quantas perguntas sem respostas e quantas com tantas certezas.
Tudo que você disse faz muito sentido e todos nós com certeza já passamos e vamos ainda passar por estas situações.
Uma coisa que eu sei no fundo da minha alma Maria José, é que tudo quanto eu faço, quero, penso e ajo...faço com o meu coração. Porque eu acredito sinceramente que só quando a gente põe amor no que faz é que está fazendo bem feito!
Um beijo querida

SolBarreto disse...

Adorei o texto!
Poxa me fez viajar..ir paramomentos passados, situaçoes vividas, coisas que fiz e que nao fiz...Mas tambem veio a confirmar o que sempre acreditei...que o que vivemos e o que nos faz ser quem somos...escolhas que fiz e que não fiz me transformaram em quem sou hoje, entao tudo é valido, porque gosto muito de quem sou, da forma como percebo o mundo e as coisas ao meu redor...

Maria, Simplesmente disse...

Tem razão, Maria José... O amanhã é incerto demais.
Maria

angela disse...

Bom texto. Nossas escolhas nos levam a vida que temos hoje e a pessoa que somos.
beijos

elton disse...

"Se eu pudesse viver novamente minha vida, na próxima trataria de cometer mais erros.

Não tentaria ser tão perfeito, relaxaria mais.

Seria mais tolo ainda do que tenho sido, na verdade bem poucas coisas levaria a sério.

Seria menos higiênico.

Correria mais riscos, viajaria mais,

contemplaria mais entardeceres, subiria mais montanhas, nadaria em mais rios.

Iria a mais lugares aonde nunca fui, tomaria mais
sorvete e menos lentilha, teria mais problemas reais e menos problemas imaginários.

Eu fui uma dessas pessoas que viveu sensata e produtivamente cada minuto da sua vida: claro que tive momentos de alegria.

Mas, se pudesse voltar a viver, trataria de
ter somente bons momentos.

Porque, se não sabe, disso é feita a vida, só de momentos, não percas o agora.

Eu era um desses que nunca ia a parte
alguma sem um termômetro, uma bolsa de água quente, um guarda-chuva e um pára-quedas; se voltasse a viver, viajaria mais leve.

Se eu pudesse voltar a viver,começaria voltar a andar descalço no começo da primavera e continuaria assim até o fim do outono.

Daria mais voltas em minha rua, contemplaria mais
amanheceres e brincaria com mais crianças,
se tivesse outra vez uma vida pela frente.

Mas, já viram, tenho 85 anos e sei que estou morrendo."

Jorge Luís Borges

Sônia Silvino disse...

Não consigo ficar longe de você!!!
Vim matar as saudades!
Vou ficar esperando a sua visita!!!
Tenha uma ótima terça-feira!
Bjkas, muitas!
Sônia Silvino's Blogs
Vários temas e um só coração!

Mariana disse...

O tempo não volta.
Tem momentos que são únicos e deveriam ficar eternizados.
Vale sempre nós valorizar todos os que amamos e tudo o que Deus nos deu.

Rejane-Enajer disse...

Amiga, nunquinha que vc poderia ficar de fora viu?por muito te admirar , tem um selinho para vc no meu BLOG: Despertar da consciência

Um abraçãoooooooooooooooo

ValériaC disse...

Maria José, que mensagem lindaaaa... o tempo não para...e o meu lema é tentar tudo o que posso, pois se algo não der certo, ao menos não foi pelo fato de eu não ter tentado.
Creio que todos de alguma maneira já vivemos as diferentes situações que o texto traz...aprendamos com ele a viver de verdade, pois o tempo se esvai...
Beijos...
Valéria

PAKI disse...

O agora é que é vivo. O tempo é só uma referência. O instante presente é eterno. Vim te fazer uma visita. Bjs

manuel marques disse...

Depressa: o tempo foge e arrasta-nos consigo: o momento em que falo já está longe de mim ...

Beijo.

Crista disse...

Não tem um dia de minha vida que eu gostaria que voltasse...foram momentos lindos,maravilhosos,também situações nem sempre boas...mas,tudo valeu a pena...vivo o hoje, com o aprendizado do ontem, acrescido com o agora...e vou seguindo agradecida pela vida que tenho!

Sandra Portugal disse...

Nossa que texto e que blog! Obrigada por me apresentar ao Gentileza no Trabalho! venha me visitar! bj Sandra
http://projetandopessoas.blogspot.com//

SORAYA.SENTIMENTOS.REFLEXAO.DESABAFOS disse...

MARIA JOSÉ< TENHO QUE ME CURVAR PRA VC AMIGA. QTA COISA LINDA...QUE ALMA MARAVILHOSA! OBRIGADA POR COMPARTILHAR.
DEUS ABENÇOE SEU CORAÇAO!
ADORO TUDO AQUI!
BRIJOD

SORAYA