Páginas

domingo, 6 de junho de 2010

O RELÓGIO DO CORAÇÃO


"Tudo tem o seu tempo determinado e há tempo para todo propósito debaixo do céu: há tempo de nascer e tempo de morrer; tempo de chorar e tempo de rir; tempo de abraçar e tempo de afastar-se; tempo de amar e tempo de aborrecer; tempo de guerra e tempo de paz."(Eclesiastes)
Há tempos em nossa vida que contam de forma diferente.
Há semanas que duraram anos, como há anos que não contaram um dia.
Há paixões que foram eternas, como há amigos que passaram céleres, apesar do calendário nos mostrar que ficaram por anos em nossas agendas.
Há amores não realizados que deixaram olhares de meses, e beijos não dados que até hoje esperam o desfecho.
Há trabalhos que nos tomaram décadas de nosso tempo na Terra, mas que nossa memória insiste em contá-los como semanas.
E há casamentos que, ao olhar para trás, mal preenchem os feriados da folhinha.
Há tristezas que nos paralisaram por meses, mas que hoje, passados os dias difíceis, mal guardamos lembrança de horas.
Há eventos que marcaram, e que duram para sempre: o nascimento do filho, a morte da avó, a viagem inesquecível, o êxtase do sonho realizado.
Estes têm a duração que nos ensina o significado da palavra “eternidade”.
Já viajei para a mesma cidade uma centena de vezes, e na maioria das vezes o tempo transcorrido foi o mesmo.
Mas conforme meu espírito, houve viagem que não teve fim até hoje, como há percurso que nem me lembro de ter feito, tão feliz estava eu na ocasião.
O relógio do coração, hoje descubro, bate noutra freqüência daquele que carrego no pulso.
Marca um tempo diferente, de emoções que perduram e que mostram o verdadeiro tempo da gente.
Por este relógio, velhice é coisa de quem não conseguiu esticar o tempo que temos no mundo.
É olhar as rugas e não perceber a maturidade.
É pensar antes naquilo que não foi feito, ao invés de se alegrar e sorrir com as lembranças do que viveu.
Pense nisso. E consulte sempre o relógio do coração: ele lhe mostrará o verdadeiro tempo do mundo.

O tempo“A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando de vê, já é sexta-feira!
Quando se vê, já é Natal...
Quando se vê, já terminou o ano...
Quando se vê perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê passaram 50 anos!
Agora é tarde demais para ser reprovado...
Se me fosse dado um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas...
Seguraria o amor que está à minha frente e diria que eu o amo...
E tem mais: não deixe de fazer algo de que gosta devido à falta de tempo.
Não deixe de ter pessoas ao seu lado por puro medo de ser feliz.
A única falta que terá será a desse tempo que, infelizmente, nunca mais voltará.”
(Mario Quintana)

23 comentários:

manuel marques disse...

Apenas se vê bem com o coração, pois nas horas graves os olhos ficam cegos ...

Beijo.

Jorge disse...

Maria José,
Quando olhamos com olhos físicos, o tempo é o que o relógio marca. Quando olhamos com o Espírito, o tempo é diferente.
A questão é qual damos mais valor.

beijo, Anjo!!!

momentobrasilcom.com disse...

Maria José: Estão nas entrelinhas do texto: não tenha medo da vida. VIVA-A! preocupe-se com a tua felicidade. Use sempre a razão, mas, escute mt o que diz o coração. Caminhe para frente, SEM MEDO DE SER FELIZ, pq as oportunidades não retornam. Abrçs. Roy Lacerda.

cantinho she disse...

Maria, querida, esse seu post está sensacional, cheio de verdades, adorei!
É tempo de ser feliz...
Bjinhos!
She

ESPERANÇA disse...

Que legal seu blog amei parabens espero você também lá no meu cantinho

Jeanne disse...

Adoro esta passagem de Eclesiastes, é uma das minhas preferidas.
Tem um selinho pra ti lá no blog. Beijos :)

Florentino disse...

essa é a vida rodeada pelo tempo.

angela disse...

Os gregos tinham duas denominações para o tempo. Cronus que seria o tempo linear, esse que a gente conta nas horas e nos dias da folhinha e o outro que seria Kairós que é o tempo do coração.
Bonito texto.
beijos

SolBarreto disse...

Lindo texto!
Realmente o tempo muda de acordo com nossos sentimentos, nossas sensações...a importancia que damos as coisas e que faz toda diferença...por isso ele é diferente para cada um de nós...

JIME disse...

"O tempo é muito lento para os que esperam
Muito rápido para os que tem medo
Muito longo para os que lamentam
Muito curto para os que festejam
Mas, para os que amam, o tempo é eterno."

(William Shakespeare)

alegria de viver disse...

Olá querida amiga

Com certeza quem nos comanda é o coração, sentimos o tempo de várias maneiras, depende do que estamos passando no momento.
Com muito carinho BJS.

Pelos caminhos da vida. disse...

Meu amigo internauta!

Você que é meu amigo,
você que sempre me socorre quando preciso,
você que fala de assuntos interessantes
às vezes coisas banais que para mim são tão importantes!
Você, que,
às vezes,
tão longe,
mas que sinto tão perto em meu coração...

Você, meu amigo,
que não vejo os olhos,
mas sinto a alma,
está sempre próximo,
bem mais perto do que a própria tela,
está mais próximo do que imagina...

Você meu amigo,
que invadiu minha vida,
fez-me gostar-te muito,
que não veio apenas através de um cabo telefônico,
mas veio do vento,
vento que nos leva para o encontro das nossas alegrias
para a proximidade dos nossos sonhos.

Você é especial,
e tudo o que se refere à você.

São tão importantes para mim:
as suas alegrias, as suas mágoas, as suas histórias e suas aventuras,
quero-te sempre próximo de mim!

Você meu amigo,
que é muito mais que um encontro virtual,
é a realidade dos meus dias!

Por você eu navego,
por você eu crio,
por você eu tenho suportado tantas coisas,
com tanta força...

A você meu amigo,
gostaria de fazer alguns pedidos:
Que você sempre permaneça,
em minha vida,
em meu coração.

Que seja meu eterno amigo;
além da tela,
além do tempo,
aqui dentro do meu coração...

(autor desconhecido).

Uma boa semana.

beijooo.

Mari disse...

Maria José...
Tem vezes que o relógio do meu coração para e não quer seguir adiante por nada neste mundo...
Um beijo

Sônia Silvino disse...

Boa noite!!!
Vim matar as saudades!!!
Que a tua semana seja maravilhosa!
"O valor das coisas não está no tempo em que elas duram,
mas na intensidade com que acontecem.
Por isso existem momentos inesquecíveis,
coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis".(Fernando Pessoa)
Bjkas, muuuitas!
Sônia Silvino's Blogs

Cigana do Oriente disse...

Olá amiga, Mário Quintana é tudo de bom né? nos faz viajar em emoções e sentimentos nobres.
Desejo á você uma ótima semana com muita paz, harmonia e muito trabalho como sempre rsss
beijos de luz pra você!

GEEL - Grupo Espírita Esperança e Luz disse...

Maria José,
primeiramente uma ótima semana.
Quando levamos em consideração que nossa existencia não passa de um simples relâmpago diante da eternidade, nos damos conta que, tempo é para cada um, contado de maneira diferente, num mesmo período.
Te admiro muito.
Bjs.

Ricardo Miñana disse...

Muy bello el texto Maria Jose,
un placer pasar por tu bonito blog.
feliz semana.

Graça Pereira disse...

O tempo tem um cadeamento diferente...não passa da mesma maneira...no mesmo tempo!
Há horas redondas partilhadas e outras compridas como os ponteiros de um relógio...Há momentos que valem uma vida... e outros, que nos levam a vida!
Como sempre, Maria José, um post belissimo!
Beijo carinhoso.
Graça

ValériaC disse...

Que mensagens mais lindas...tocaram meu coração...que bom...pois é sempre bom lembrar que tudo deve ser feito e vivido a partir do coração...
Uma semana cheia de Paz e alegrias pra ti...
Beijos...
Valéria

Myriam disse...

Olá Maria José, ou Mazé, ou Majú? rsrs brincadeiras a parte, antes de tudo fiquei muito feliz com tua visita ao meu bloguinho, vai lá mais vezes! rsrs Esse texto tem algo que me toca: o tempo... Nós o fazemos, nós criamos nosso tempo, cada qual tem dentro de si um reloginho..sei que na Terra não funciona assim..mas ás vezes eu teimo em ser diferente..rsrs Beijo grande!

Silvia disse...

Oi, Maria José
acredito também que tudo tem seu tempo. O problema é que às vezes queremos apressar os acontecimentos.
Abraço

feli disse...

Erase una vez una isla donde habitaban todos los sentimientos:
La alegría, la tristeza y muchos más, incluyendo el Amor.
Un día les fue avisado a los moradores que la isla se iba a hundir.
Todos los sentimientos se apresuraron a salir de la isla,
se metieron en sus barcos y se prepararon a partir,
pero el Amor se quedó,
porque se quería quedar un rato más con la isla que tanto amaba antes de que se hundiese.
Cuando por fin ya estaba casi ahogado, el Amor comenzó a pedir ayuda.
En eso venía la Riqueza y el Amor le dijo: Riqueza llévame contigo.
No puedo – le contestó – hay mucho oro y plata en mi barco,
No tengo espacio para tí.
Entonces el Amor le pidió ayuda a la Vanidad: por favor ayúdame.
La vanidad le dijo: no te puedo llevar tu estás todo mojado,
Vas a arruinar mi barco nuevo.
El Amor le pidió ayuda a la Tristeza: Tristeza me dejas ir contigo?.
Ella le respondió: Ay !! Amor estoy tan triste que prefiero estar solita.
También paso la Alegría, pero ella estaba tan alegre,
que no oyó el Amor llamar.
Allí fue cuando una voz le llamó; ven Amor yo te llevo, era un viejito, pero el Amor estaba tan feliz que se le olvidó preguntarle su nombre.
Al llegar a tierra firme le pregunto a la sabiduría:
Sabiduría, ¿ quién era el viejito que me trajo aquí ?
Ella respondió: era el Tiempo.
¿ El Tiempo ? preguntó el Amor,
pero, ¿ porqué solo el Tiempo me quiso traer ?.
La Sabiduría le respondió:
Porque solo el tiempo es capaz de ayudar a entender un gran Amor..

Anônimo disse...

Muito bem bonito