Páginas

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

EU DESISTO


É isso mesmo, entreguei os pontos, não dá mais, acabou.
Essa frase soa com tanta força, não é?
Mas é verdade, eu desisti mesmo. De um monte de coisas.
Desisti de reclamar de quem não quer aprender. Decidi me concentrar em quem quer.
E se você olhar bem direitinho, perto de você tem um monte de gente sedenta de conhecimento.
Desisti de tentar emagrecer para ser igual a todo mundo. Resolvi ter o peso que eu devo ter, por uma questão de saúde, por uma questão de bem estar. Só isso.
Desisti de tentar fazer com que as pessoas pensem do jeito que eu gostaria que elas pensassem.
Achei melhor buscar respeitar o outro do jeito que ele é.
Imagina se o mundo fosse feito de milhões de pessoas iguais a mim. Ah, isso ia ser um tormento!
Desisti de procurar um emprego perfeito e apaixonante. Achei que estava na hora de me apaixonar pelo meu trabalho e fazer dele o acontecimento mais incrível da minha vida, enquanto ele durar.

Desisti de procurar defeito nas pessoas. Achei que estava na hora de colocar um filtro e só ver o que as pessoas têm de melhor.
Defeito todo mundo acha, quero ver achar qualidades em quem parece não tê-las.
Desisti de ter o celular mais “psico-tecno-cibernético” do mercado. Agora eu só quero um telefone, pra falar. É muito frustrante comprar o mais novo modelo e dias depois ver que ele já foi superado. É pra isso que a indústria trabalha.
Aproveitei o gancho e apliquei o conceito também a outros produtos: relógio, computador, máquina fotográfica, carro.
Desisti de impor minha opinião sobre tudo. Decidi que de agora em diante vou ouvir todas as opiniões, mesmo as contrárias, e vou tentar tirar proveito de cada uma delas.
É mais barato compartilhar as opiniões do que brigar pra manter só uma.
Desisti de ter tanta pressa. Tudo na vida tem seu tempo, e se não acontecer, não era pra acontecer.
Não quer dizer que eu vou “deixar a vida me levar” e parar de correr atrás do que eu acredito, mas não vou me desesperar se eu perder o vôo. Sei lá o que vai acontecer com o avião...
Desisti de correr da chuva. Tem coisa mais bacana que tomar banho de chuva?
Há quanto tempo você não sente aquele cheiro de terra molhada?
E se o resfriado chegar, qual o problema? Não vai ser o primeiro nem o último.
Desisti de estudar por obrigação. Agora eu faço da leitura um momento de prazer...
Cadeira confortável, pezão pra cima, um chocolate quente, minha gata ronronando do lado. Os livros agora ficaram menores e mais fáceis, mesmo que seja a CLT ou a NBR 9004.
Desisti de buscar uma planilha de indicadores toda verdinha.
Os índices são assim mesmo, às vezes melhoram, às vezes pioram. Isso é o mundo real.
Eu não vou deixar de fazer a gestão sobre eles, mas decidi que não vou mais sofrer por isso. Bons ou ruins eles devem gerar aprendizado e isso é o mais importante.
Desisti de trabalhar para fazer o meu sistema da qualidade ser perfeito. Eu prefiro mantê-lo sob controle, funcionando, ajudando as pessoas, ajudando os processos, dando resultados, mesmo que aos poucos.
Com essa filosofia eu ganhei um monte de parceiros, ao invés de cultivar inimigos.
Se eu fosse você, desistia também...
Tem um monte de coisas que você faz, carrega e sente, que não precisa.
Pense nisso!!!

19 comentários:

Berdades disse...

Só nunca desistirei de SER EU PRÓPRIO, de resto o futuro dirá!

Pelos caminhos da vida. disse...

Dos meus sonhos nunca vou desistir.

Ótima sexta-feira pra vc amiga.

beijooo.

JFS disse...

Desisti de ler e ver aquilo que alguns desejam que eu veja e leia. Desisti de olhar o mundo através de um espelho com pó. De ver o mundo do modo que alguns desejam que eu o veja. Desisti de tanto e no fim de tão pouco. Em troca aprendi a limpar o meu espelho todos os dias. A ouvir o cantar dos passarinhos, a adorar o vôo da borboleta, ouvir o ruido da cidade, o ruido dos pinheiros dançando.

angela disse...

Quanta desistencia boa, Gostei muito. Vou desistir
também.
beijo

Senhor da Vida disse...

É isso ai amiga, vamos desistir de seguir os padroes impostos pela industria, pelas pessoas que nos julgam pelo verbo ter enquanto o ser fica de lado, porque nem elas sabem que são, quanto mais os outros.
Amei esse texto, uma excelente reflexao, a unica coisa que nao se desiste e da felicidade, o resto fica pra la.
Beijos e otimo findi pra você!

Rejane disse...

Maria José , que texto maravilhoso !! eu desisti de uma de minhas profissões para investir na minha qualidade de vida -o preço era muito alto-foi a melhor decisão que tomei na minha vida.

Bom final de semana

Cris Tarcia disse...

Maria Jose, lindo texto, eu desisto de ter o peso que os outros querem, estou feliz como sou, estou aprendendo isso com alegria

Beijos

GENINHA disse...

Hum ... mesmo a calhar este seu texto. Maravilhoso e a fazer-nos mesmo parar e pensar, como todos os outros.

Um grande abraço e votos de bom fim de semana

sua amiga portuguesa

Adolfo Payés disse...

Un gusto siempre leerte..

Perdón por mi ausencia siempre es un gusto visitarte..

Un abrazo
Con mis
Saludos fraternos de siempre..

Que tengas un buen fin de semana...

Lú Silva disse...

Maria acredito que é preciso lutar, porque nada é perfeito e tal.
Olha obrigada pela visita, to sumida, é a correria e as redes sociais hehehe

Amiga tem selo para vc no mundo da lua. O selo, a dona deste blog é uma fofa é seu hehe

bjos

RENATA PIRES disse...

Oi Querida. Bom fim de semana pra vc tbm.
Tem um selo pra vc no meu blog.
beijo

ONG ALERTA disse...

Na verdade não desistiu de nada apenas resolveu viver com sabedoria e paz no coração grande beijo Lisette

manuel marques disse...

O futuro deve ser de tal maneira, que nenhuma criança ao nascer ,se sinta torpedeada pela vida, de maneira que julga que tem que desistir de ser para existir, apenas como aquilo que a vida obriga a ser .

Agostinho da Silva.


Beijos.

maximumforma disse...

Meu seu blog é espetacular, show, not°10 desejo muito sucesso em sua caminhada e objetivo no seu Hiper blog e que DEUS ilumine seus caminhos e da sua família
Um grande abraço e tudo de bom
Ass:Rodrigo

Josy Nunes disse...

Oi,
Zezé,
passando para uma visitinha e li mais este texto maravilhoso. Eu não desisto nunca, apenas procuro contornar os obstáculos
Bom final de semana
Bjos no coração e fica com Deus

Antonio Campos disse...

Temos que nos contentar mais conosco do modo que somos. Ajudar quem quer ser ajudado amar que quer ser amado. A perfeição a se buscar incessantemente é a que vem do espírito. Um abraço Maria José bom final de semana grato pela visita.

Cris França disse...

que texto lindo minha amiga, muito inspirador, vamos desistir de não lutar para ser feliz. bjs

Juliana Dias disse...

Verdade! Seu texto é muito reflexivo.

Adorei!

Anônimo disse...

adorei, eu também necessito desistir de muita coisa assim, talvez me ajude.
Tive um fim de semana tristissimo por não ter desistido de tentar ser aquilo que se pretende que eu seja.