Páginas

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

NATAL DE AMOR


É Natal!
Tempo de reflexão.
Tempo de paz.
Tempo de festas.
Tempo de tirar as diferenças
Tempo de estender a mão ao seu próximo.
Não esqueça que sempre haverá alguém à espera de uma palavra de carinho, de conforto e de paz para o seu coração.
Também não se esqueça que existe muita gente na completa solidão, e sem Natal.
Lembre-se do amigo que se encontra distante, daquele parente só e abandonado.
Lembre-se das crianças que padecem carentes nos orfanatos, e dos velhinhos que, à margem da sociedade, renegados pelos próprios familiares, anseiam por uma palavra de carinho, por um gesto de tolerância.
Você não pode consertar as injustiças do mundo, mas cada um de nós poderá contribuir com o que tem de mais sagrado: o AMOR.
Experimente fazer um Natal diferente! Doe um pouquinho de si! Realize algo novo! Deixe a sua marca de carinho!
Você dará ao seu Natal um significado mais abrangente: alguém ficará feliz com o seu gesto! E você verá que o seu Natal será completo.

6 comentários:

Mariz disse...

Querida
Venho pedir perdão pela ausência. Náo por esquecimento porque estás no meu coração sempre, mas sim, porque desde dia 5 Agosto mais propriamente - partida da minha mãe - que implicou a evolução de muitos problemas e muitas despedidas antecipadas fui "obrigada" a fazer. Tanto...que perdi a vontade de
vir para a blogosfera. E podes crer que faço um esforço heróico para "postar" algo; só o faço porque muitas pessoas seguem o blog e este tem como "serviço"/missão - tal como outros - que hajam outras almas que se sintam atraídas para ler o que vou escrevendo e tomem isso um apêndice ao seu "despertar". Porque se assim não acontecesse, já teria fechado os blogs.
Portanto, fecho apenas os comentários e muito raramente virei aqui. O meu computador é um tanto lento no tocante á parte da escrita e nem sempre a velocidade que imprimo no teclado, é a mesma com que as letras saltam para o écran.
Conclusão: levo horas intermináveis a corrigir gralhas! Ou seja: uma perda de tempo que me aborrece sobremaneira e que poderia utilizar com outras coisas que e dão prazer.
Quero portanto agradecer toda a amizade recebida, todas as palavras correctas, inteligentes e amorosas com que presenteaste os meus posts e desejo que o Céu te cubra das maiores Bençãos que algum filho/a de Deus jamais recebeu!
E vou ficar bem, embora pelo que venho passando seja demais para uma pessoa absolutamente sózinha, pois nem com filhos conto. Hà muito que eu para eles "parti" - desde que o céu pretendeu chamar-me a trabalhar mais para ELe do que para a matéria!
A derrocada deu-se, fatalmente e eu fiquei sem um único suporte a que me agarrar. Apenas a Fé e a certeza que estou bem Protegida e que, devo ultrapassar situações para que possa Voar mais....só não sei a que "altitude"!
Tens o meu mail no blog na faixa da direita. Espero que não percamos o contacto.Deixo-te um presentinho de Natal que elaborei para todos....
espero que gostes. Como estou sózinha nesta ou noutras Quadras, foi a pensar nisso que aquele texto foi feito - para que todos estivessem comigo com: "velas, almofadas, mantas, bolo de mel, vinho velho e....conversando até ás tantas"... ao som de....

Com o amor que sei dar....
Com as Bençãos que a Divindade em mim, te entrega....
Com o incenso que coloco a arder limpado a atmosfera que respiras....
Pego nas tuas mãos, e inclinando-me sobre a tua testa, pouso um suave beijo, e baixinho murmuro:
querida, até sempre! Onde estiveres, o que fizeres, ou pelo que passares, estarei contigo...
Sempre...

Mariz

Mariz disse...

Nota:
Clicka na frase: "ao som de..."

Jorge disse...

Maria José
É tempo de solidariedade e fraternidade.
Façamos um pouco mais do que fazemos e faremos algum coração mais feliz. Também é uma forma de, atraves do Natal, estender para todo o ano, esta vontade de ser útil.

Um beijo,
Jorge

Carmem disse...

Maria José!...

Fico imensamente agradecida pelo carinho recebido!...

Bela mensagem de Natal...são lindas, cheias de esperanças!

Bom Natal pra ti...

Beijos

Sonia disse...

Querida Maria José. Não comemoro o Natal desde que minha mãe se foi a 30 anos e a família se dissipou; Tenho um filho que vive a vida dele com a esposa, nem o vejo com frequencia. Acho mesmo que o Natal para mim, é um momento de lucros comerciais. Mss mesmo assim, doei brinquedos para família que eu conheço e que tem muitas crianças.

Para vocss um feliz Natal.

beijos.

Lucimar Sant`Ana disse...

Doação é algo importante.
Pense sempre que você pode doar.
Feliz Natal.
Beijos.

Lucimar