Páginas

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

VIDA DENTRO DO CORAÇÃO


A passagem da vida fora do coração para a vida dentro do coração é realmente um novo nascimento.
Quando a consciência se estabiliza no coração o mundo muda, o seu olhar para o mundo muda, a sua percepção do mundo muda e o mundo realmente muda pra você.
A vida dentro do coração é uma vida nova, uma vida onde a distância e a separação são abolidas; uma vida onde o mental não pode mais lhe enganar.
Chegando nesse nível, a maior parte dos véus da ilusão e da separação se dissolvem.
É a descoberta de um estado que faz com que você descubra de maneira verdadeira,
além da alegria, a serenidade, a pureza e a ausência de conflitos interiores.
A vida se desenrola com novas normas, o mundo externo muda, porque seu olhar muda, porque você percebe no outro/nos outros, os jogos da ilusão, e então todo julgamento desaparece.
Uma nova vida começa então para você. Vida onde não há lugar para dúvidas, para interrogações.
Você se dá conta da vaidade, da inutilidade das construções mentais, dos jogos de poder, de domínio, dos próprios jogos de sedução. Nenhum dos jogos do ego, da personalidade, lhe interessa mais.
Os questionamentos se calam, o sentido da vida lhe aparece na sua majestosa simplicidade.
Você não tem mais nada a defender, você não tem mais nada a provar, você não tem mais nada a demonstrar, você simplesmente É.
Sai da ilusão de pertencer a esta realidade para entrar na sua própria Divindade.
A visão torna-se penetrante.
O tempo que flui lhe parece como a suprema ilusão que ele é.
Tornam-se capazes de viver múltiplas realidades de uma só vez.
Os véus da separatividade lhes foram irremediavelmente retirados.
Percebem a multiplicidade e o jogo das dimensões que participam todas da mesma Unidade.
Estar no coração não é uma palavra em vão.
Estar no coração não é mais definir o coração com a cabeça; é definir o coração com o coração.
Vive-se a Unidade e também um sentimento de profunda unificação com a Divindade.
Vive-se na humildade, agradecendo à Fonte reencontrada.
Esse estado precisa que algumas crenças sejam abandonadas.
Precisa de uma neutralidade bondosa e produz uma serenidade permanente.
Assim, instala-se a Paz.
que é Beleza,
que é LUZ,
que é AMOR.
Um estado vibratório no meio do peito assinala a abertura do seu Templo Interior. E o contato do seu Interior com a Fonte.
Toda alma se direciona para esse objetivo, não por uma vontade, mas por uma tensão de serviço em direção à Luz.
Nestes tempos e nesta época, as circunstâncias de vida na terra facilitam o acesso a esse nível, à realidade da sua divindade e do seu coração.
Não basta acreditar no coração para se colocar vivendo nele.
Isso necessita de um impulso, uma tensão total da consciência em sua direção.
A tensão vem junto com o soltar-se.
Não se trata também de uma resistência a ser vencida, mas muito mais de um estado de aceitação, de submissão e fidelidade à verdade da Luz.
A esse nível a vida é gratuita.
A abundância da vida, a abundância da Luz.
Um Servir espontâneo e não criado.
Amor espontâneo e não ditado.
Viver no coração não é uma idéia nem um conceito, nem um comportamento, mas uma vibração da consciência que está nascendo no meio do seu peito.
A vida no coração manifesta-se por uma vibração.
Somente você pode penetrar no santuário!!!

9 comentários:

angela disse...

M.Josè
Obrigada pelo selo, eu já o guardei e vou posta-lo assim que possivel. Meu micro está com problemas e ~por isso estou meio ausente.
beijos

Julimar Murat disse...

Oi Maria José

É exatamente isso. Que tem a oportunidade de passar por essa experiência se identifica totalmente com esse texto.
Muda os nossos valores,despertamos para um mundo novo sem sofrimentos, pois a consciencia lhe faz ver um mundo mais real.

Um grande beijo

Julimar

Marcia disse...

Oi Maria José, bom dia!!!
Lindo post! Interessante que, com o corre corre das nossas vidas, nao podemos acessar todos os nossos amigos virtuais para ler seus posts... Eu faco o possível para revesar sempre, procurando deixar de vez em quando um comentáriozinho em cada um. Entretanto já percebi que que a cada visita que faco, tem sempre um post especial. E você foi feliz no post, pois a vida dentro do nosso coracao é a verdadeira, é quando nos desligamos um pouco de tudo o que nossos olhos vêem e nossas maos podem pegar....É sentir a nossa alma...É por isso que é importante um pouco de silêncio interior.
Bem fico por aqui, desejando-te um dia de paz e de alegrias!
Abracos,
Márcia

Unknown man disse...

Maria José, bom dia!!!

Belo texto. Disse tudo!

Obrigado pelo selo, minha amiga. Passarei mais tarde para pegar.

Com carinho!

Marcia disse...

Maria José,
Quem deixou este recadinho acima é Márcia de comprrendereevoluir.blogspot.com,
Beijos
(ainda naoi estou de acertando mexer com a ndo se vai caixa de comentários, quando se vao comentar) :(

Norma Villares disse...

Que beleza mais um selinho. Fiquei feliz em vir visitar seu blog e me presentear duplamente.
Irradiações de luz para seu dia.
Abraços estrelados

ONG ALERTA disse...

Sabe as pessoas chegam neste estado sim, pena que para isso precisamos passar por momentos duros na vida, mas realmente nossa vida muda é i mínimo que podemos fazzer mudar para sermos melhores, saber usar o coração não é difícil basta sentir de verdade...paz no seu coração.

Marco disse...

Qué suerte poder alcanzar esa vida dentro del corazón... Los que aún estamos fuera de él tenemos q sufrir el precio de la realidad.

Un beso!

Pelos caminhos da vida. disse...

Tem Declaração de Amizade nesse blog pra vc amiga.

http://anasique.blogspot.com/

beijooo.