Páginas

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

SER LIVRE É VIVER


A autoconfiança... que mediante o desenvolvimento de recursos e habilidades, leva à competência e tranqüilidade no decurso da vida.
A benevolência... que dispõe a praticar o bem, e leva à generosidade, gentileza e simpatia.
A caridade... que purifica a capacidade de amar, elevando-a à perfeição do amor divino, e leva a perceber a presença de Deus no outro.
A coragem... que inspira a agir com perseverança e determinação, e leva a enfrentar todas as situações e circunstâncias sem medo.
O desapego... que é o desapegar-se dos bens materiais e das coisas do mundo, e leva à consciência de que somos peregrinos e caminhamos rumo à eternidade.
A determinação... que permite progredir e ter sucesso nos empreendimentos, e leva à conquista e vitórias.
A disciplina... que mostra o que precisa ser corrigido, e leva a moldar e aperfeiçoar o caráter.
A esperança... que é a âncora da alma, e leva a ter alegria, mesmo na provação e perseverança na tribulação.
A ... que aliada à esperança e ao amor, nos faz testemunhas de Cristo, e leva à prática das boas obras.
A flexibilidade... que promove a harmonia nos relacionamentos, e leva a adequar-se às mudanças de vida.
A fortaleza... que dá segurança nas dificuldades, e leva à firmeza e constância na procura do bem.
A generosidade... que aprecia verdadeiramente os outros, e leva a prestar a ajuda necessária sem esperar nada em troca.
A honestidade... que suscita a necessária confiança entre as pessoas, e leva à nobreza do caráter.
A humildade... que mostra a simplicidade na forma de referir-se a si próprio, e leva à modéstia, mansidão e delicadeza.
A justiça... que consiste na vontade firme de dar a Deus e ao próximo o que é de direito, e leva a promover a paz.
A liberdade... que concede a oportunidade de fazer escolhas, e leva através da obediência a independência e a agir com justiça.
A misericórdia... que é o dom de perdoar e de compreender as fraquezas humanas, e leva à tolerância e à compaixão.
A paciência... que ensina a controlar os desejos e emoções, e leva à calma, serenidade e equilíbrio.
A prudência... que ordena a conduta, e leva a praticar o bem e evitar o mal.
A pureza... que é a presença de uma mente sã, plena de amor e justiça, isenta de máculas, e leva à liberdade de preconceitos e superstições.
A sabedoria... que confere o poder de controlar impulsos e reações. Reconhecer a verdadeira intuição, e leva a agir de forma correta, em todas as situações.
A temperança... que modera a atração dos prazeres, e leva ao equilíbrio no uso dos bens criados.

2 comentários:

Lucineia Silva... disse...

Verdade Maria...
Obrigada pela visita. Seu blog é jóia. Voltarei aqui sempre, já sou sua seguidora. Vamos trocar informação isso é chique...rsrsrs!

bjos

JULIMAR MURAT disse...

OI AMIGA OBRIGADA PELAS SUAS PALAVRAS. AO ACREDITARMOS QUE FAZEREMOS BEM A ALGUÉM, ESTAREMOS FAZENDO A NÓS COM CERTEZA
UM GRANDE ABRAÇO