Páginas

sábado, 8 de agosto de 2009

PRINCÍPIO DO VAZIO


Tens o hábito de juntar objetos inúteis acreditando que um dia (não sabes quando) vais necessitar deles?
Tens o hábito de juntar dinheiro sem gastá-lo, pois imaginas que ele poderá faltar no futuro?
Tens o hábito de guardar roupas, sapatos, móveis, utensílios domésticos e outras coisas que já não usas há muito tempo?
E dentro de ti?...
Tens o hábito de guardar raivas, ressentimentos, tristezas, medos e outros sentimentos negativos?
Não faças isso!
Vai contra a tua prosperidade!
É preciso deixar um espaço, um vazio para que novas coisas cheguem à tua vida.
É preciso se desfazer do inútil que há em ti e em tua vida para que a prosperidade possa acontecer.
A força deste vazio é que atrairá e absorverá tudo o que desejas.
Se acumulares objetos e sentimentos velhos e inúteis, não terás espaço para novas oportunidades.
Os bens necessitam circular. Limpe as gavetas, os armários, o depósito, a garagem… A mente…
Doe tudo aquilo que já não usas…
A atitude de guardar um monte de coisas inúteis só acorrenta a tua vida.
Não são só os objetos guardados que paralisam a tua vida.
Eis o significado da atitude de guardar: quando se guarda, se considera a possibilidade de falta, de carência…
Acredita-se que, amanhã, poderá faltar e que não haverá maneira de suprir as necessidades…
Com esse pensamento, estás enviando duas mensagens ao teu cérebro e à tua vida: A de que não confias no amanhã. E que o novo e o melhor NÃO são para ti…
Por isso te alegras guardando coisas velhas e inúteis!
Até o que já perdeu a cor e o brilho...
Deixa entrar o novo em tua casa…
E dentro de ti…

3 comentários:

tereza disse...

Acredito realmente no seu texto.
largar - soltar o que não nos serve, e deixar o novo entrar,
abraço

Maria Izabel Viégas disse...

Oi querida maria José, tudo que postas é belo.
Mas vim aqui para te pedir para dar uma espiadinha no meu Viajantes na Linha do Tempo. Tem um selinho pra vc.
Na verdade quem te ofertou foi o Memórias, mas reuni tudo num post só rs
beijos neste lindo coração!

Adelia Ester Maame Zimeo disse...

Este é um princípio tão simples, porém ao mesmo tempo, tão esquecido ou desconhecido por muitos. Vale sempre, ser relembrado e reafirmado! Beijos.