Páginas

terça-feira, 12 de abril de 2016

SAUDADE




Saudade é um pouco como fome. Só passa quando se come a presença. Mas às vezes a saudade é tão profunda que a presença é pouco: quer-se absorver a outra pessoa toda. Essa vontade de um ser o outro para uma unificação inteira é um dos sentimentos mais urgentes que se tem na vida.

5 comentários:

Marta Moura disse...

E é um sentimento tão português, não é? Somos tão saudosistas.

Bell disse...

Vivo dela ultimamente e não posso mata-la....


bjokas =)

DE-PROPOSITO disse...

A saudade dói.
A saudade só existe se houver um afastamento da pessoa que se ama. Não se tem saudade de quem está presente.

Que a felicidade ande por aí
MANUEL

Jorge disse...

Maria,
A saudade dói...

(Tenho andado um pouco ausente, é verdade, mas a culpa é da excessiva carga de trabalho, a que tenho sido sujeito!)

Beijinho!

Maria Teresa Valente disse...

Ocupo tanto o meu tempo, que não tenho tempo de sentir saudade!
Ou será porque não tenho do que sentir saudade?
Posso afirmar, Maria José, essa dor não sinto!
Um doce beijo, minha linda amiga
Maria Teresa