Páginas

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

O TEMPO DO TEMPO



Mesmo com toda a pressão do mundo, não se cobre tanto, faça o que é possível.
O possível, por vezes, é quase nada, então, não se culpe, nem perca o juízo, apenas, espere.
O agricultor olha para o tempo e sabe que se lançar as sementes e não chover, perderá todo o seu trabalho e o dinheiro. Se chover demais no mesmo dia, as sementes serão jogadas para fora das covas. Tempo, dinheiro e trabalho perdidos.
Por isso, não acredite que esse tempo de espera é inútil, às vezes o chamado do emprego não veio, pois virá outro melhor, talvez o relacionamento acabou, pois não era esse o seu amor.
Quem sabe, esse concurso deu errado, pois você não estudou o suficiente, e às vezes, nem gostaria de trabalhar nessa vaga.
Quem garante que esse avião que você perdeu a hora, vai chegar ao destino sem turbulências horrorosas, ou até mesmo chegar?
Por que essa preocupação com a próxima terça-feira, se ainda estamos na quinta e nem sabemos se chegaremos lá?
Preocupe-se com o dia de hoje!
O Universo não anda com relógio, não marca o tempo. Para ele, e para nós, só o agora é o infinito.
Viva bem este momento, pois só ele é o seu “tempo”, o resto é aventura, sonho ou pesadelo, depende das suas expectativas e emoções.
Crie a paz, respire, envolva-se pela paz.
Este é o melhor dia da sua vida, todos os dias.
Autoria de Paulo Roberto Gaefke

6 comentários:

Alice disse...

Lindo, lindo, lindo!

Maria Izabel Viégas disse...

Querida amiga Maria José,
Apesar de andar aqui bem preocupada, tenho total certeza de que depois que passamos por revezes, vem à luz os porquês de tudo.
Nada acontece por acaso.
Mas, mortais que somos sempre tememos pelos que amamos.
Texto lindo. Grata pela partilha.
Agradeço carinhosamente sua visita no meu blog, desejando um Natal pleno de paz e que 2016 seja doce e próspero!
Meu beijo,
Maria Izabel

Maria Izabel Viégas disse...

Querida amiga Maria José,
Apesar de andar aqui bem preocupada, tenho total certeza de que depois que passamos por revezes, vem à luz os porquês de tudo.
Nada acontece por acaso.
Mas, mortais que somos sempre tememos pelos que amamos.
Texto lindo. Grata pela partilha.
Agradeço carinhosamente sua visita no meu blog, desejando um Natal pleno de paz e que 2016 seja doce e próspero!
Meu beijo,
Maria Izabel

Guaraciaba Perides disse...

Oi, Maria José...um feliz texto para nos acalmar quando às vésperas do Natal ficamos ansiosos
por tanto a fazer...é verdade, basta abrirmos o nosso coração e o sorriso e o tempo se resolve de dar tempo. Um abraço e um Santo Natal com Paz e Amor!

villa disse...

Mis mejores deseos para estas Navidades, para ti, tu familia y amigos.

Un saludo desde Salamanca.

Dilmar Gomes disse...

Cara amiga Maria, estou plenamente de acordo com o teor deste post. Agradeço aqui os votos deixados lá no meu modesto espaço. Tenhas um lindo Natal e maravilhoso 2016.