Páginas

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

TRANSFORMAÇÕES



"Disse a flor para o pequeno príncipe: é preciso que eu suporte duas ou três larvas se quiser conhecer as borboletas." (Saint Exupery em o Pequeno Príncipe)
Não se angustie se o dia de hoje
não lhe trouxe tudo o que você sonhou,
se precisou ficar até mais tarde no trabalho,
se vai ter que estudar até de madrugada para uma prova,
se te roubarem uma hora de sono na visita ao doente,
se a pessoa que você tanto ama ainda não te reconheceu,
se a promoção esperada não aconteceu,
se escolheram outro e você perdeu,
as vezes precisamos suportar algumas dores,
provas do caminho que parecem maiores do que nós mesmos,
para alcançarmos os nossos sonhos.
Mas é nessa prova, nessa luta diária que reside o prazer,
a certeza da vitória é a arma do vencedor,
é no dia a dia, no "suportar das larvas" que nos incomodam,
que deve crescer a certeza de que logo mais elas serão borboletas,
que serão belas e enfeitarão a vida que desejamos levar.
Todos precisam ter objetivos claros, definidos,
enxergar lá na frente o que hoje é apenas um projeto,
ver realizado logo ali o sonho que alimentamos,
e se não tivermos sonhos, de que valerá essa vida?
Se as tuas "larvas" estão te incomodando demais,
é porque a sua visão se estreitou,
você só está enxergando o problema,
nem percebe que seu sonho está próximo,
perdeu a beleza do voo das borboletas,
perdeu a magia da transformação.
Acredite, tudo se transforma,
em tudo existe a magia da vida,
fonte eterna do amor e de luz,
e para toda angústia, o apoio
do braço amigo de Jesus.
Eu acredito em você.
Autoria de Paulo Roberto Gaefke

www.meuanjo.com.br

2 comentários:

Jeanne Geyer disse...

vc continua com belos textos para reflexão, ótimo post! estou em novo endereço:
http://caoticossemrumo.blogspot.com.br/
bjs

Rita Sperchi disse...

Um texto para uma boa reflexão, estou saindo de férias e com saudade vim deixar meu abraço, de boas festas, que o ano de 2015 seja cheio de muitas realizações pra vc, abraços com meu carinho de sempre
Um bjão de saudade mesmo

Rita!!