Páginas

sábado, 16 de novembro de 2013

TRACEM UMA NOVA ROTA



OS ELOHIM, canalizado por Vinícius Francis
Zerem o cronômetro do tempo e comecem de novo, hoje, agora.
A cada nascer de um novo dia, tudo se faz novo! A cada nascer de vosso Sol, é mais uma tela em branco que o Universo oferece a vocês. Simplesmente, não há passado e nem futuro. Vocês carregam muitas informações a respeito de vossa vida no passado, vocês carregam muitas impressões de tudo o que viveram e essas impressões estão formulando a vossa vibração.
Tais impressões estão determinando aquilo que vocês vibram agora e dentro da liberdade, não há nenhuma impressão, seja boa, ou ruim e sabem por quê? Porque dentro da verdadeira liberdade vocês não são obrigados a seguir nenhuma regra ainda que ela seja boa.
Ser livre é definir as próprias regras. Não estamos falando das leis porque as leis do Universo existem independente da vossa vontade ou concordância. Estamos falando de regras individuais, de padrões adotados por vocês na construção da vossa própria vida.
E tudo que dissemos, de fato, observamos em vocês! Vocês em sua maioria não estão vibrando num “Agora novo”, vocês não estão vibrando com base em vossas escolhas neste momento. Muitos de vocês estão vibrando com base em escolhas feitas no passado e isso se perpetua porque não se livraram de tais regras adotadas anteriormente.
E esta é a causa de nada se tornar “novo” para vocês. Parece que estão vivendo e vibrando em círculos e na verdade, estão. Vossas escolhas e vossas ideias acerca de tudo traçaram uma “rota” de criação e vocês estão indo por ela e continuam indo por ela e se não alterarem isso, irão por ela até o fim de vossos dias e o que acontecerá no desencarne é que sentirão um grande alívio. Este alívio estará dizendo a vocês: Finalmente, saí daquela rota repetitiva que nunca mudava!
Porém, em muitos casos, esse alívio dura muito pouco, tempo suficiente da vossa mente criativa reiniciar seu processo de criação em círculos. Até que, finalmente, estarão outra vez presos numa dimensão não física onde tudo é sempre repetitivo, velho e sem novidades. Portanto, não é a fonte que vos destina esse “fim”, são vossas escolhas.
A Fonte em vós não deseja que tenham uma vida após vosso desencarne numa dimensão sem cor, onde tudo é morno, não. Vossa fonte vos trouxe até aqui para que possam desfrutar de uma vida dinâmica, ousada e que flua constantemente em novidades.
A dimensão não física sem cor de que falamos está lá, vibrando numa frequência sem cor e atraindo para ela todos os que escolhem viver sem cor. E isso tudo, começa agora, em vossa vida física, no hoje. Vocês precisam se permitir o novo, se permitir a liberdade.
E muitos perguntam: O que faz uma pessoa viver uma vida morna ou desencarnar e prosseguir sua experiência numa dimensão sem cor?
E respondemos: As ideias! As vossas ideias e os resultados delas estão submetendo vocês a esta realidade específica que estão vivendo.
As ideias inspiram emoções, as ideias nascem dos pensamentos e eles quando mantidos tempo suficiente despertam emoções. E as emoções, se mantidas, despertam as crenças e crenças despertam novas ideias e assim por diante. E no meio de todo esse “mover”, as ações vão vindo, as atitudes vão sendo tomadas e seguidas no rumo das novas ideias.
As atitudes são consequências da adoção de ideias, ninguém pode mover-se sem as ideias, entendem? Porque as ideias movem vossas forças interiores em seu rumo e vocês sabem que muitas vezes, se pegam em atitudes que desconhecem em si mesmos, mas por quê fazem isso? Por causa das ideias.
Vocês estão agindo, atuando no palco da vida física conforme vossas “ideias” e por isso, dissemos certa vez a Vinícius: O ser humano está limitado em suas próprias ideias.
Vamos dizer mais: Quando vos falta atitude diante de uma situação é porque vossa ideia do “assunto” ainda não mudou. Vocês continuam agindo sobre o velho e o velho está se repetindo, pois quando vocês mudam verdadeiramente vossas ideias, mudam também as vossas atitudes e começam a pensar diferente sobre tudo. E se não houver mudança neste “pensar”, tão pouco haverá no “agir”.
Compreendem, amigos? Então, desejamos que observem isso! O que não segue adiante é porque está programado para fluir em círculos.
“Desprogramem”! Vocês são autores e podem! Mudem a frequência de vossas ideias. Pensem diferente!
Ousem ao menos tentar ser como nunca foram, agir como nunca agiram, pensar como nunca pensaram, sentir como jamais sentiram e crer como jamais conseguiram crer. O resultado disso será uma nova rota, traçada sob novas ideias e vivenciada numa nova vibração que certamente criará para vocês um novo destino, uma nova realidade.
Desejamos que sejam Livres!
Haja Luz em vós!

3 comentários:

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida Maria José
Desapegar é um dom para desprogramar...
Tenho sido muito mais feliz depois que Deus tem me dado a capacidade de esquecer velhos hábitos antes enraizados...
Lindo post!!!
Bjm de paz e bem

Nequéren Reis disse...

Olá!!!, Deus te abençoe bom dia,amiga amei temos que deixa o que não é bom para gente e viver só coisas boas S-U-C-E-S-S-O A-M-I-G-A.
Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis

Cidinha disse...

Olá, Maria. Traçar nova rota é um grande desafio! Libertar-se, viver o novo é importante. È bom pensar e ir mudando... obrigada pela partilha! Bjos e um bom fim de tarde e semana.