Páginas

quarta-feira, 24 de julho de 2013

NEM TUDO, NEM SEMPRE




Nem tudo ganhei na vida,
Nem sempre fui perdedor;
Nem tudo gozei na vida,
Nem sempre chorei de dor.
Nem tudo que já sonhei,
Nem sempre foi conquistado;
Nem tudo que conquistei,
Nem sempre me foi sagrado.
Nem tudo se prova e fala,
Nem sempre se faz de mudo;
Nem tudo é o que se fala,
Nem sempre se fala tudo.
Nem tudo se faz correto,
Nem sempre se é negligente;
Nem tudo que é muito belo,
Nem sempre faz bem a gente.
Nem tudo que diz é certo,
Nem sempre diz tudo errado;
Quem disse tudo correto
Só foi nosso Mestre Amado.

Um comentário:

Pedro Luis López Pérez (PL.LP) disse...

No somos Perfectos, sino no seríamos Humanos. Somos un conjunto de contrastes y contradicciones que van con nuestro envoltorio.
Abraços.