Páginas

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

EDUCAÇÃO DA ALMA


São de conhecimento geral os benefícios que a educação pode trazer para os indivíduos e para a sociedade.
Não se cansam os dados estatísticos de nos provarem que a escolaridade de um povo está vinculada à sua saúde, expectativa de vida, bem-estar.
Todos os estudos na área comprovam que, a cada ano de estudo, de instrução que um indivíduo se submete, corresponde a uma proporção em seu ganho salarial médio.
Pessoas mais instruídas, com mais estudo, têm condições de melhor realizar opções, de mais claramente fazer suas escolhas e tomar efetivamente o leme de sua vida.
Não é por outro motivo que há um fenômeno mundial onde cada vez mais as pessoas se escolarizam. A cada década, maior é o número de pessoas que elege a instrução como prioridade no seu planejamento de vida.
Busca-se com entusiasmo o enriquecimento da mente, o investimento cultural, fazendo-se com que as capacidades intelectuais sejam incentivadas à exaustão.
Pais matriculam seus filhos em escolas de idiomas, em aulas de reforço escolar. Jovens recém-saídos da faculdade buscam a pós-graduação, cursos de aprimoramento, de complementação da formação.
Nada obstante essa preocupação com o intelecto, justa e adequada, poucos são aqueles que buscam outra educação.
Embora educar a mente e intelectualizar-se constitua progresso e conquista valiosa, educar o coração é tarefa desde sempre adiada.
Sabemos muito bem como buscar a melhor escola, como traçar o melhor plano de carreira, como investir na formação intelectual.
E esquecemo-nos de como fazer com que o coração aprenda valores nobres, como fazer com que a alma se exercite nas virtudes do bem e do belo.
Somos incentivados a ser o mais inteligente. Poucas vezes nos preocupamos em ser o mais bondoso.
Buscamos ser tecnicamente o mais preparado em nossa profissão. Porém, não nos preocupamos em ser moralmente o mais íntegro em nossa sociedade.
Vivemos em função da instrução do intelecto e esquecemos de educar os sentimentos.
Por consequência, somos uma sociedade altamente tecnológica e progressista, mas moralmente comprometida e abandonada.
Se hoje políticos se permitem a corrupção e o desvio do seu compromisso público, é pela falta de valores morais consistentes.
Se tantos se mostram intolerantes com o seu próximo, chegando às raias da violência física e verbal, é porque lhes falta a educação da alma.
Nesses dias de intensa conquista intelectual, faz-se urgente que iniciemos, com o mesmo afinco e apreço, o processo de educarmos nossa alma.
Analisar os valores que hoje carregamos para, aos poucos, substituí-los por outros, melhores e mais saudáveis. 
Nossa sociedade será mais justa, pacífica e nobre, quando cada um de nós iniciar o processo, individual e urgente, de educar a alma, com a mesma energia que até hoje temos empregado na educação do nosso intelecto.

9 comentários:

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

Começas o ano com um tema EXCELENTE e importantíssimo. Somos de facto uma sociedade com grande formação e as nossas crianças têm que ser super bem formados, quando, na minha opinião só deveriam ser crianças, estudando e brincando nos tempos livres que agora nem sequer existem por causa de todas as actividades em que são inscritos pelos pais. Também somos uma sociedade em que crianças enchem os consultórios de psicólogia e a maioria dos adultos e até adolescentes toma anti depressivos. Esquecemo-nos da educação do nosso coração, da nossa alma. Não creio na mudança de mentalidades precisamente porque não estamos a saber educar o coração das nossas crianças. Hoje elas são espertas, avançadas nas novas tecnologias, dominando computadores, ipads e iphones, mas a alma delas vai crescer sem essência e não vão ser adultos felizes. Um beijinho, amiga e parabéns pelo tema. Desejo que o novo ano te traga muito momentos felizes e já sabes que estarei sempre por aqui.
Emília

Hermínia Nadais disse...

Muito correto este texto!
Obrigada pela partilha, abraço com desejos de bom 2013

Rô... disse...

oi minha amiga,

você sempre escolhe a dedo os textos que posta,
me enriquecem a alma,
obrigada por sua gentileza em dividir...

beijinhos

Sandra Portugal disse...

Que mensagem!!!
Amiga, vim te contar que amanhã, 15/01, participo da Blogagem Coletiva Blog Retrô e citarei a Entrevista que você concedeu ao Projetando Pessoas como um dos destaques do ano passado!
Adorarei receber sua visita.
bj Sandra
http://projetandopessoas.blogspot.com.br//

Simone Lima disse...

Adorei a mensagem e concordo com você plenamente,quisera todos comecem a ver esse pensamento, e passá-lo adiante ,plantando sempre uma nova semente,para que no futuro todos,possam ver um mundo de amor e paz entre todos.Que Deus a ilumine sempre.Bjs

Mariangela disse...

Que tema maravilhoso, adorei a mensagem!
A alma de todos nós precisa urgentemente ser educada, para que
possamos semear coisas boas ao nosso redor, e para que as nossas crianças aprendam com esse exemplo, e sofram menos num mundo um pouco melhor melhor.
Beijos e uma ótima terça!
Mariangela

Ilca Santos disse...

Olá minha amiga,
Texto precioso, reflexivo e enriquecedor!
Que o Pai nos dê a sabedoria necessária, para que possamos cultivar em nossos corações sentimentos mais nobres.
Maravilhosa partilha!
Beijos.

Denise disse...

Isso porque nossa sociedade é altamente materialista. Atrelam a felicidade à posse. O dia em que compreendermos que felicidade é um estado de espírito, daremos mais valor à educação da alma. Muita paz!

Denise disse...

Isso porque nossa sociedade é altamente materialista. Atrelam a felicidade à posse. O dia em que compreendermos que felicidade é um estado de espírito, daremos mais valor à educação da alma. Muita paz!