Páginas

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

REPETIÇÃO



Cada dia é diferente, e, se algumas vezes você não puder perceber a diferença entre um dia e um outro, isso simplesmente significa que você não está percebendo corretamente.
Nada jamais se repete. A repetição não existe. A existência é sempre nova, completamente nova. Mas, se olharmos através do passado, de pensamentos acumulados, da mente, poderá parecer repetição.
Por isso, a mente é a única fonte do tédio. Ela o deixa entediado, porque ela nunca permite que o frescor da vida se revele a você. Ela insiste em perceber as coisas no mesmo padrão.
Se parecer que a vida está se repetindo, lembre-se sempre de que isso não é a vida, mas a sua mente. A mente torna tudo monótono, plano, unidimensional; a vida é tridimensional, é muito colorida.
A mente é apenas preto e branco; a vida é como um arco-íris. Entre o preto e o branco existem milhões de nuanças de luz, cor e sombra.
A vida não está dividida entre o sim e o não; a mente está. Ela é aristotélica; a vida não é.

4 comentários:

Pintura em Tecido disse...

Q texto excelente!!!
Adorei , querida , vou me observar mais!
obrigada e um beijão!

Filha do Rei disse...

A vida é livre,é autêntica.
Lindooo texto.
Tenha uma semana abençoada.Bjs

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

Sempre gostei muito da música Começar de Novo e foi esse o nome que dei ao meu blog. Penso que a vida é um constante começar de novo e que tudo muda; costumo dizer que a vida nos dá a cada segundo um novo começo que é preciso de novo começar. Beijinhos e obrigada pela partilha deste texto e do anterior. Adoro a Madre Teresa, considerada a santa de todas as religiões; para ela interessava o ser humano, o mais pobre de entre os pobres e a religião para ela não tinha a menor importância. Como santa do ghetos, como foi também chamada, ela pedia ajuda para os seus pobres a toda a gente fosse de que partido fosse, ou tivesse esta ou aquela religião; a quem tivesse dinheiro ela pedia contribuições. Um beijinho, amiga e até breve
Emília

Rô... disse...

oi minha amiga,

a repetição realmente não existe,
e prefiro mesmo as cores que a vida nos propõe...

beijinhos