Páginas

domingo, 16 de setembro de 2012

CHEGUEI AOS 60


Não sei porquê essa mania de conta redonda – 60. Como todo mundo, resolvi fazer uma reflexão aos 60 e não aos 59, 58 ou 57.
Estou feliz? Não. Ninguém quer fazer 60 anos. Dá uma sensação de que “ainda tenho tanta coisa a fazer”... Estou triste? Não. Sou feliz, mesmo aos 60 anos. Na verdade, estou perplexa. Passou tão rápido... Não me sinto com 60 anos.
Vejo a foto de minha avó materna, nessa idade, já uma velhinha, cabelos totalmente brancos, roupa preta, meias de seda, sapatos baixos e confortáveis , um camafeu no pescoço, rosto inteiramente lavado, unhas sem esmalte... Talvez o seu andar fosse lento e a voz rouca e cansada da idade. Que loucura!!! Definitivamente não me sinto com 60 anos de idade.
Não sei com que idade me sinto. Devo sentir-me com alguma idade??? O fato é que ainda vejo-me um pouco estudante, às vezes sabida, às vezes ingênua, ainda sonhadora, cheia de planos, guerreira, lutadora, que nunca se cansa de tentar e tentar e tentar. Ainda tenho “ataques” de filha e, se minha filha estivesse viva, nesse plano, ainda seria aquela mãe aflita e preocupada, como se ela fosse uma criancinha.
Não me recordo de ter passado por alguma crise de idade, dessas que todo mundo fala, “crise existencial”, “crise da meia idade”; “crise da menopausa”... Nada disso! Simplesmente fui vivendo um dia de cada vez, sorrindo, chorando, trabalhando, estudando, malhando, engordando e fazendo dieta, tentando acompanhar o mundo globalizado, as novidades da informática, o manuseio dos celulares, cada vez mais sofisticados.
Aprendi a usar o computador e a internet, e por meio de meu blog, conheci aos 57 anos meu marido.
Com 18 anos de idade eu me imaginava aos 60, idosa, rodeada de filhos e netos, sentada numa poltrona e contando historinhas para as crianças. Uma vida estável, feliz e completamente acomodada e previsível.
Nada disso aconteceu. Essa velhinha que eu esperava ser nessa idade não existe. Divorciei-me do primeiro marido; minha filha, que hoje estaria com 29 anos, passou para o Mundo Espiritual aos 23 e não tenho netos. Ainda trabalho em horário integral e não penso em aposentadoria. Ao contrário, estou sempre procurando novos desafios no trabalho, algo novo, que me faça ter vontade de acordar e ir para a empresa.
Existem marcas no corpo e na alma. Marcas do tempo, rugas, flacidez, cicatrizes... mas nada que se compare à marca da alma, quando Deus solicitou a presença de minha única filha em Seu reino. Isso dói... dói o peito, doem os olhos, dói o coração... É uma dor que não pára nunca. A dor da saudade, do contato, da presença. Mas aprendi que agarrar-me a essa dor não vai me beneficiar, e nem a ela. Aprendi que ser vítima dessa dor é maltratar-me, e a ela também. O melhor é aceitarmos o que Deus reservou-nos e continuarmos nossa existência, dia a dia, passo a passo, procurando sempre a evolução.
Esse é o grande desafio da minha vida: sentir o amor em sua plenitude; amar sem ver, sem tocar, apenas sentindo o amor supremo e absoluto, o amor de coração e alma.
Hoje, como espírita, tenho conhecimento desse processo de vida após vida e compreendi, depois de muito sofrer, que a morte não existe. A vida continua nos dois planos. “A morte é um parto, um renascimento, é uma transição entre dois atos do destino, dos quais um acaba, e o outro se prepara”.
Aprendi algumas coisas nessa vida, inclusive, a desaprender muitas coisas, e tudo leva-me a querer ser feliz, curtir a travessia.
Diminuí minhas manias de perfeição e limpeza excessivas e percebi que ninguém é perfeito, inclusive eu. Hoje eu me permito errar, não exijo tanta perfeição de mim mesma, nem dos outros; não mantenho mais minha vida sob rígido controle. Para que encontrar lógica em tudo? Para que medir, contabilizar? Para que sacrificar-me ao extremo, visando algo, talvez impossível? Para que correr e deixar tudo em ordem e perfeição? Para quem?
Aprendi que a vida é dura, mas eu sou mais que ela. Aprendi que a felicidade está dentro de nós e não adianta procurá-la fora. Aprendi que mais importante que chegar, é caminhar. Isso lembra-me sempre que a preparação de uma grande festa é muito melhor que a festa em si.
Aprendi que não devemos lamentar o dia de ontem, pois ele é passado e não mudará; somente eu posso mudar se for minha escolha. Não devemos, também, nos preocupar com o amanhã, pois ele estará sempre lá, nos esperando. Não podemos fazer o melhor pelo amanhã, sem primeiro fazer o melhor hoje. Aprendi que posso mudar o que quiser. O que não puder mudar, simplesmente deixarei passar.
Consegui assimilar os conceitos de que o passado se foi e que o futuro ainda não chegou, permitindo-me viver plenamente (ou quase) o presente. E finalmente, aprendi que cada dia é bênção nova, cada minuto é oportunidade de crescimento e não devemos perder as chances de resgate nessa vida reencarnada.
Apesar de todos os obstáculos que encontro pela minha vida, apesar dos contratempos que me deparo, apesar das portas fechadas que vejo, apesar das dificuldades que enfrento, ainda assim, tenho esperança... e cada empecilho é uma oportunidade de eu testar a minha capacidade de superação.
As adversidades existem para todo mundo e chegam sem anunciar. Aparecem em nossa vida, nos pegam de surpresa e muitas vezes nos deixam apáticos. Essas coisas não acontecem somente com os outros. Estamos debaixo do mesmo céu e sujeitos às mesmas ventanias. Somos tão vulneráveis quanto qualquer outra pessoa. Mas precisamos aprender a aceitar nossos fardos, não como castigos, mas como lições de vida, dessas que vamos descobrindo devagarzinho, que doem, mas que nos levam adiante.
Sou feliz? A verdade é que aprendi que felicidade são momentos fugazes e que não há nenhum momento melhor para ser feliz do que agora. Segundo Mário Quintana, “existe somente uma idade para a gente ser feliz... Essa idade tão fugaz na vida da gente chama-se presente e tem a duração do instante que passa.”
Apesar de tanta coisa que me aconteceu, o saldo ainda é positivo. Ainda tenho muito que aprender... ainda tenho muito o que viver, apesar de ter mais passado que futuro. Vou vivendo, um dia de cada vez, na minha nova condição de mulher muito sex...agenária! Que o diga meu marido!!!

37 comentários:

MOMENTOBRASILCOM.COM disse...

MARIA JOSÉ:
O Grande Arquiteto do Universo, é o único que sabe o que faz. Quanta gente não chega aos 6 anos? Quanta gente passa dos 60 e não se encontra na vida? Vive sem saber o que quer, vive vegetando e na sombra de outros; Vc desde a adolescência disse a que veio nesta vida; sempre impôs-se e mostrou a todos o seria e o que queria da vida. Foi mãe extremosa; filha cônscia; amiga verdadeira; profissional exemplar e, esposa impar!Que bom que chegou nessa idade e sempre acumulando experiências e grandes valores.Que bom que a tenho como estupenda companheira. Parabéns! amor. Bjs. Roy Lacerda.

Pintura em Tecido disse...

Olá,amiga, querida!!!
Talvez vc não perceba,mas te acompanho...talvez seja , pq às vezes leio e a vontade de refletir se imponha a tal ponto de não conseguir comentar...mas saiba que de longe te admiro , te quero bem , peço a Deus q te abençoe!
Mil felicidades...que o nosso Pai Maior encha seu coração de alegria , que proteja e ilumine a sua menina no céu...e q vc siga a cada dia mais feliz , pq o reencontro é certo! Feliz Aniversário...Feliz Eternidade!

Ivana disse...

Quando abrimos o coração, as palavras escritas chegam com emoção e intensidade indescritíveis. Que história de vida maravilhosa, tão bonita quanto você! Em vários momentos me vi na sua história, mesmo porque como você mesma disse, vivemos sob o mesmo céu. E finalizou de maneira brilhante; sex...agenária!rsss
Parabéns, felicidades, saúde e que venham outros desafios, aqueles que deseja viver.
Um abraço, um ótimo domingo!

Talita disse...

Olá Maria José

Sua postagem é linda, com palavras profundas que tocam o coração.
Quando refletimos sobre nossa vida e sobre todo o aprendizado através dela estamos evoluindo, crescendo, nos tornando pessoas melhores, cumprindo nossa missão...
Te agradeço por compartilhar conosco o que estava dentro do seu coração... E permitir que através da reflexão sobre suas palavras também nos tornemos pessoas melhores...

Paz

Talita Silveira

Bloguinho da Zizi disse...

Mnha querida Maria José
Já já te alcanço, rsrs
Tua vida é um exemplo onde busco muitas vezes conforto para aquilo que acho como "problemas".
Que te desejar neste momento senão PAZ.
E é isso que venho aqui te desejar.
Meu carinho, meu beijinho.
Queria falar com vc mas não te acho em nenhum dos fones que me deu. Ainda vou tentar, mas.... já fica aqui um abraço de coração a coração e a minha reverência.
Zizi

Malu disse...

Uma belíssima análise para quem chegou aos 60 plena de VIDA, FÉ e ESPERANÇAS!!!
Meu abraço e meu carinho, amiga!!!
Poucos conseguem ver o MUNDO assim - de uma forma simples, porém cheia de intensidades...

Pedro Luis López Pérez disse...

¡Que bien llevados esos 60 años!
Como alguien decía: "No importa los años de Vida, sino como ha sido la Vida de esos Años y los que quedan por vivir intensamente.
Precioso Post.
Un abrazo.

Cecilia sfalsin disse...

Ei Maria...

Amiga devo confessar, você é uma mulher linda, de colocar muitas de 30 no chinelinho e sair desfilando, tem amor próprio e embora tantas marcas e doloridas lembranças e saudades é digna de grande admiração por viver, sentir e amar a vida com seus 60 anos bem vividos e com grandes coisas p´ra se realizar ainda... Acho que a vida já não se conta mais pelos anos vividos e sim pelos momentos aproveitados e sentidos com delicadeza e intensidade e com certeza é algo que você sabe fazer muito bem...Um grande beijo em seu coração e curta tudo que lhe é de direito, não pela idade, pela vida...

Parabéns por esta conquista , por este dia e por esta linda e intensa postagem...

Felicidades miiiiiiiiiiilllllllllllllll

Paty Michele disse...

Nossa, que texto lindo!
Faz tempo que não venho aqui, mas fiquei encantada com esse seu relato. Minha mãe tbm fez 60 anos e tbm perdeu um filho jovem. Não sei se ela tem esse esclarecimento que vc, ,as se tivesse, com certeza estaria mto mais feliz e tranquila.

Um abraço, minha querida. Vc está linda, por dentro e por fora. Esquece a vovozinha. A sua seara é outra!

Cidinha disse...

Minha amiga querida, vc é uma mulher muito especial. Parabéns! muMuito me emocionei com suas palavras. Uma linda história de vida! Vc é linda mulher por dentro e por fora, tenho certeza mesmo a distância. Continue sempre assim! Felicidades!! Saudade sim: Tristeza não! Obrigada pelo seu carinho. Adoro vc! Beijos e linda tarde de domingo.

AugustoCrowley disse...

Quando se é evoluido, o tempo é memso um mistério, contar anos nossa, só o cronológico mesmo, porque você é muito mais em sabedoria mas muito menos em termos de fim de página, muito há para se reinventar, e muito para compartilhar. É ainda sim uma criança cheia de vigor.E que sejas sempre assim, grande beijo!

Mônica Bif disse...

Oi Maria! Primeiramente meus parabéns! Desejo-lhe muita saúde e muita paz no seu coração! Que Deus a abençoe grandemente! Bem forte tudo que escrevestes, para mim mesmo foi benção, por que pude aprender mais algumas coisas, afinal estive de niver ontem, fiz 27... Rss. A Palavra de Deus fala que nós aprendemos com os mais "velhos", Rss, pois nessa história de viver, são mais experientes que nós e eu sou uma que sempre gosto de ouvir pessoas mais experientes nesse sentido, do que eu. Muito legal tu mostrares o teu testemunho de vida, não sabia que só tinhas uma filha, bah deve ser difícil mesmo, só imagino, tb sou filha única. Muito legal te conhecer melhor, tinha uma intuição q tu era Psicóloga mesmo, bacana! Rss. Bjus no coração e que tenhas um FELIZ dia!!! ;)

Rejane de Fátima Pedrosa Ramos disse...

Quanta verdade visceral minha querida Maria José. Não te conheço pessoalmente ,mas não me surpreende a leitura de tu mesma-é assim que te imagino e acredito que sejas. Tuas dores , tua história de vida , te fez esta pessoa linda que és.
Saúde e paz !!Rejane

Simone Anjos disse...

Querida Maria José,
Linda e profunda reflexão. Você tem a idade de quem "vive a vida" e não deixa que ela (a vida) passe por você. Parabéns!!! Lhe admiro.
Beijos na sua iluminada alma,

Silvia disse...

Oi Maria José
que lindo texto!
Eu sempre me assustava em pensar quando chegasse aos 50 pois me lembrava das minha tias idosas nas festas dos seus 50 anos. E hoje, já com 52 tenho muita tranquilidade e até orgulho da idade que tenho. Creio que o importante é viver com alegria, intensidade e do passado aproveitar as boas experiências.
Abraço

Catia Bosso disse...

DONA ARCA!!!...(ta mais pra um baú cheinho de surpresas boas)rs

Um texto que li num folego só...
Que maravilha! ÉS um exemplo pra mim!

bjsssssss meusssssss

Parabens!!!

Catita

Lulú disse...


Olá Maria José.
Parabéns! que aos 60 anos você possa fazer uma reflexão tão bonita como essa. São poucas as pessoas com a capacidade de analisar a vida e com tantas esperanças.
Que Deus abençoe seu caminho, lhe der muita paz e felicidades.
Beijo
Maria Luiza (Lulú)

Lulú disse...


Olá Maria José.
Parabéns! que aos 60 anos você possa fazer uma reflexão tão bonita como essa. São poucas as pessoas com a capacidade de analisar a vida e com tantas esperanças.
Que Deus abençoe seu caminho, lhe der muita paz e felicidades.
Beijo
Maria Luiza (Lulú)

Maria Angélica disse...

Maria José
Li seu texto com muito interesse e me identificando um pouco com tudo que escreveu. Daqui a dois anos sou eu que estarei completando os sessenta e muitas vezes não me vejo com essa idade... como disse, passou tudo muito rápido. Mas quero deixar aqui o meu abraço carinhoso por esta data.
Que Deus seja seu guia e protetor todos os dias de sua vida.
Obrigada por compartilhar conosco seu lindo blog.Bjo!

TRIBUNA-BRASIL.COM disse...

Maria Jose, parabens guria! barbaridade! a tua simpatia está flagrante na foto, e que nos mostra que faz mt guria mas nova,tremer. Bah!Tu tas I-N-T-E-I-R-O-N-A! O Roy que se cuide. Abraço dO INDIGNADO.

Sandra Portugal disse...

Querida Maria José, receba meu abraço carinhoso repleto de emoção!
Com vivências diferentes das suas, e estando quase nos 54, compartilho muito dos sentimentos descritos por você. Olho no espelho e não reconheço a pessoa que vejo, pois me sinto com "outra idade", mas também não sei qual é essa idade, pois ela tem mais maturidade, mas menos "responsabilidade", sei lá, vontade de fazer muita coisa ainda nessa vida, e em todas as outras por vir..
Parabéns por seus 60 anos bem vividos!
bj Sandra
http://projetandopessoas.blogspot.com.br//

Paulo Sotter disse...

O interessante é termos a idade que temos realmente, vivermos a idade que temos e descobrirmos que rótulos são besteiras, porque em todas as idades somos a mesma pessoa, com mais experiência, mais maturidade, mas com o coração e os sonhos que sempre tivemos. Parabéns e felicidades. Um abraço

SoniaS Sciarretta disse...

Boa Noite Querida Maria Jose, Parabéns! Luz, Paz e Alegrias.
Existem inúmeras vezes que você arrancou-me da depressão, mas desta vez foi definitiva. Acredite! Deus move seus pensamentos para confortar outras pessoas (que ainda estão por aqui). Agradeço ao Criador Universal por tua vida neste momento. Pra mim tem feito a diferença em minha vida. (apesar de não conhece-la. Agradecida querida amiga.

Denise disse...

Talvez uma parcela muito pequena de nós, possa afirmar tanto crescimento, tanta evolução, e com serenidade!

Como vc, nunca tive crise em nenhuma fase, mas acredito que dificuldades, superações, momentos duros de provações, todos vivemos em algum grau - e isto acaba nos tornando resilientes...

Tuas avaliações são tocantes, admiráveis e cheias de ternura e grandeza de alma.
Parabéns por fazer da tua trajetória, um santuário de paz, na medida em que alcança mais e mais compreensão da vida, seus significantes e significados...meu carinho e respeito, e alegria por compartilhar tantos ensinamentos!

Parabéns pelos sessenta anos, chegou neles com uma aparência jovem e espírito lindo!
Beijos

Amara Mourige disse...

Olá Maria José, quanta sabedoria, quanta paz e tranquilidade! Amiga você me surpreende!Que pessoa iluminada você é menina!Parabéns pelo o niver e seja muito feliz!
Amei o texto!!!
Bjs
Amara

ONG ALERTA disse...

Querida amifga parabéns por esta mulher maravilhosa que és que esta data seja uma enorme conquista de aprendizados, sei que a vida as vezes nos coloca dificuldades e nos deixa enormes saudades no coração mas sei também que estes momentos fugazes nos fazem sortir para poder mos continuar.
O amor é tudo não importa a distância seu coração não mede ele sim lamente ama mesmo sem ver ou tocar.
Espero que estejas bem adorei que estas de volta ltda de beijo de quem te admira a distância....
Lisette.

Ani Cristal disse...

Parabéns querida que Deus continue abençoando sua vida e que você tenha muitos outros anos de vida, vividos com saúde e amor.

Beijos
Ani

pensandoemfamilia disse...

Que linda reflexão. Aho que a data do nosso nascimento nost raz sempre um novo ano e eu como vc virginiana, comletarei mais um ano de vida no dia 20, 64 anos, e me sinto inteira , cheia de vitalidade e alegrias de viver.
Parabéns, felicidades.

(בן ברוך) Ben Baruch disse...

Querida Maria José, paz!
Preferi te enviar um e-mail, dizendo tudo o que sinto e desejo a você nesse dia tão especial,mas não poderia deixar de te dar os parabéns por aqui.
Querida Maria José, Yom hulédet sameach, Mazal Tov v'Baruch HaShem!!!! (Feliz aniversário, Felicidades e que D'us a abençoe!!!).
Ben

Misturação - Ana Karla disse...

Viva, viva Maria José!
Cheia de vida e uma experiência a passar para muitos, e uma dessas sou eu.
Lindo seu depoimento de sex...agenária.
Seja feliz intensamente nesses momentos fugazes e que Deus te ilumine sempre.
Feliz novo ano e que seja próspero.
Xeros

Patricia Galis disse...

Emocionante, lindo, triste, sabio, encorajador é assim que vejo este relato da sua vida, não sei o que dizer mas confesso que te admiro por tudo que passou, aprendeu e esta transmitindo, Deus te abençoe.

ps: Pode estar com 60 mas esta linda.

Filha do Rei disse...

Parabéns e que continues trilhando um dia de cada vez. Bjsss

ELIANA-Coisas Boas da Vida disse...

Linda ,intensa,maravilhosa e plena de amor é assim que a vejo!!
Abraço e muita luz em sua vida!

Joa disse...

Parabéns!! quem diria 60 anos... não parece mesmo! e um grande exemplo e testemunho de vida! continua me inspirando mais e mais e a viver as pequenas grandes felicidades! Obrigada!

ValériaC disse...

Minha flor de amiga, Deus de abençoe infinitamente, viu? Lindas suas palavras. Que sua vida seja feliz sempre.
Também estive afastada dos blogs por alguns dias e espero que estejas bem, agora.
Beijinhos e melhoras plenas
Valéria

Anônimo disse...

Sempre visito seu blog. Gosto dos textos e suas mensagens positivas. Acompanhei a agonia da perda da sua filha registrada aqui. Mas você, Maria, é uma pessoa linda, maravilhosa, batalhadora e Deus irá sempre te recompensar por isso. Que Deus te abençoe por muitos e muitos anos. Torço para você, sempre! LU

Loide disse...

Bom dia Maria José!!! :-)

Você irradia paz e conforto através desta página que escreve. Não comento muito seus posts mas acompanho todos e sempre que leio um me sinto mais leve.

É verdade que nesta vida todos temos com um grau maior ou menor tristezas, perdas, e às vezes queremos correr sem destino, mas também temos nossos momentos de felicidades, encontramos pessoas geniais e assim prosseguimos. Você com suas palavras consegue ajudar muitas pessoas e talvez nem saiba o tanto..

Você esta ótima aos 60 anos e espero estar assim quando chegar a minha vez. Parabéns mais uma vez, fique sempre em Paz!! beijos e abraços! :-)