Páginas

domingo, 27 de maio de 2012

OS SUICIDAS




Há muitos anos, compadecido de um jovem que se jogara de um edifício devido a alguém que o deixara, iniciei um trabalho de preces pelos suicidas.
Para toda reunião mediúnica que eu dirigisse a partir daquele dia, o primeiro minuto seria para eles. A principio fiquei pensando o que dizer para alguém que, magoado, busca na morte a solução do seu problema e acorda enlouquecido de dor e de espanto com sua Indestrutibilidade.
Quais palavras seriam capazes de gerar esperança, amenizar a dor, minimizar a decepção, evitar a loucura total e o embrutecimento?
Intimamente perguntei ao meu guia espiritual sobre este minuto que se repetiria milhares de vezes na minha vida, posto que dirijo reuniões mediúnicas já fazem mais de quarenta anos.
Então ele fez soar em minha mente as palavras do salmo que, de tanto repetir, trago gravado na memória: o Senhor é meu Pastor. Nada me faltará. ...
Certa feita, no Natal, estava eu na reunião e preparava-me para a prece final quando uma jovem, utilizando-se da palavra de uma médium disse: Professor! Não se assuste com o meu gesto. Eu tenho permissão dos dirigentes da casa para agir.
Então a médium se levantou sob a influência da comunicante e beijou a mão de todos os componentes do grupo, dizendo a cada um: Deus lhe pague. Eu não tenho como.
Depois disso, ela contou que estivera internada em um hospital de amparo aos suicidas e que o seu nome estava escrito no livro, ali sobre a mesa, junto com outros sofredores.
Em seguida descreveu o que ocorre no hospital no minuto da prece: abre-se na parede um grande painel luminoso e nele surgem cenas e palavras do salmo, impregnadas de luz, que se desloca da parede encharcando o perispírito dos enfermos que esperavam ansiosos por aquele momento.
Disse-nos, também que muitos enfermos se recuperam e se alegram através daquele minuto e que alguns, sabendo que ela obtivera a permissão para nos visitar, lhe pediram que colocássemos seus nomes no referido livro.
Finalmente, agradeceu em nome de todos os desesperados, enfatizando: este minuto dedicado a nós é mais importante do que anos de conversa vã sobre o que fizemos.
E voltou, agora na condição de enfermeira, para junto dos seus irmãos internos, deixando-nos o agradecimento em nome e em louvor da Mãe dos Sofredores, Maria de Nazaré.
Aquilo, para nós, foi a confirmação do óbvio: o bem que fazemos hoje é nosso advogado em qualquer tempo ou lugar.

10 comentários:

josenaide coelho disse...

Vc pratica mesmo
o espiritismo
cardecista Maria
jose?

Cidinha disse...

Oi, Maria. Uma linda revelação espiritual... nos ensinando a prática do bém, da palavra do evangelho. Obrigada amiga pelo post! Muita luz sempre e uma semana de bençãos. Bjos!

MOMENTOBRASILCOM.COM disse...

MARIA JOSÉ:
Sabemos o qto 'padecerá' nos vales umbralinos, nosso irmãos suicidas. Que o PAI CELESTIAL, na tua infinita misericórdia, permita uma quitação amena.
OBS: Só msm alguem mt DESATENTO(A), p/ endereçar a pergunta do 1º comentário desse post. Bjs. Roy Lacerda.

Paty Michele disse...

Que lindo isso, Maria José. Já li a respeito do poder das preces, mas nunca ouvi um relato de um espírito.
Muito bom!

Um abraço e uma ótima semana pra vc.

Caroll disse...

Que lindo relato!
Obrigada por compartilhar, querida amiga!
Bjs

Verinha disse...

A PRECE É MUITO IMPORTANTE,TENHO UM CASO AQUI DE UMA CONHECIDA E ESTOU ORANDO POR ELA E PELA FAMÍLIA E QUE A ESPIRITUALIDADE NOS AJUDE.BEIJOS DE LUZ.

Liz - Como as Cerejas da Minha Janela... disse...

Depoimento emocionante...
Que O Universo Sagrado abençoe muito o trabalho caridoso desses médiuns que dedicam a sua vida a salvar a dos outros... me emocionam...
Beijos e um lindo dia...

Mari Rehermann disse...

Maravilhoso depoimento!!
Sou médium de psicofonia e vejo o quanto pequenos gestos fazem muita diferença para aqueles que sofrem...recebemos muitos irmãos suicidas, sofredores durante o trabalho mediúnico. Nada se perde. Todo o bem que se possa fazer, é aproveitado por alguém, em algum lugar. O sentimento de dever cumprido, de saber que alguém está um pouco melhor, não tem preço!

Tenha uma semana repleta de luz e paz!!
Beijos!♥

ONG ALERTA disse...

Sem dúvida nenhuma...
Beijo Lisette.

miketyso disse...

Muitas pessoas estão fascinadas pela ideia da reencarnação,
incluindo-se aquelas que seguem religiões orientais, como o
hinduísmo, e outras que aceitaram a filosofia da “Nova Era” ou os
ensinamentos do Espiritismo. A doutrina da reencarnação é que
nossa alma voltará, possivelmente centenas de vezes, para viver
novamente e para ser aperfeiçoada em consecutivas vidas. A
Bíblia não diz nada para provar esta ideia. Em contraste, a Bíblia
ensina que morreremos só uma vez. Hebreus 9:27-28 diz:“E,
assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez,
vindo, depois disto, o juízo, assim também Cristo, tendo-se
oferecido uma vez para sempre para tirar os pecados de muitos,
aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o aguardam para a
salvação.”Pense no significado desta afirmação. Se uma pessoa
precisa morrer muitas vezes, qual é o valor do sacrifício de Jesus?
Teria ele também que morrer muitas vezes?