Páginas

sexta-feira, 13 de abril de 2012

AS MELHORES COISAS



Confira se as melhores coisas não são baratas ou grátis:
Café coado em coador de pano, cheiroso, adoçado com açúcar mascavo e mel, enquanto o sol levanta na janela.
Sanduíche de mortadela cortada fininha e pão fresquinho e crocante, com guaraná.
Caminhada no fim da tarde com belo poente, seguida de banho de chuveiro com aquela velha toalha.
Apreciar a tempestade se formando, desabando, ventando, serenando, acabando, o céu abrindo de novo.
Suspirar aliviado depois de grandes problemas que chegaram e como tempestades, também se foram.
Chegar em casa com tudo resolvido num dia cheio, aí sentar-se na cama e tirar os pés suados dos sapatos, e tirar as meias dos pés, e andar descalço pela casa.
Ligar a televisão e ver que está começando um bom filme. Cochilar no sofá e acordar com a pessoa amada te olhando com amor.
Ver abrir a primeira flor da planta que você plantou e já tinha até esquecido.
Receber uma carta carinhosa e alegre num dia frio e nublado.
O olhar de afeto e gratidão de um filho.
Esvaziar gavetas se enchendo de emoções diante de velhos papéis.
Dormir com chuva no telhado, acordar com céu azul.
O silêncio emocionado.
O barulho de crianças alegres.
Cheiro de florada de repente.
Canto de passarinho.
Cantar no chuveiro.
Tomar chá em silêncio e em paz.
Esquecer as preocupações depois de lembrar que se preocupar não adianta nem resolve.
Receber elogio por trabalho bem feito.
Elogiar trabalho bem feito.
Receber e dar um presente inesperado.
Olhar com atenção as pequenas coisas.
Apreciar o nascente ou o poente.
Sorrisos e carinhos.
Frutas e flores.
A frescura da brisa na pele suada.
Fazer o bem e sentir-se bem.
Desejar o bem, mesmo a quem te faz mal, e sentir-se melhor.
Perdoar, esquecer e renascer.
Enviado por Roy Lacerda do blog
MomentoBrasil e foi aqui postado, por ser pertinente à proposta do Arca.

7 comentários:

Dilmar Gomes disse...

Amiga Maria, parabéns a ti, ao Roy, pois este texto do Pelegrini é muito legal. Lembro que quando eu era jovem li um livro de contos muito legal do Domingos Pelegrini, "Os meninos"
Um abraço. Tenhas um lindo fim de semana.

Cris Tarcia disse...

Isso mesmo, as melhores coisas , que encantam nossa vida, da sentido mesmo, são coisas simples, como pra mim, colher na minha hortinhas, manjericão, hortelá, tomata e fazer aquela salada gostosa, isso uma coisa boba pra muitas pessoas , mas me deixa tão feliz, tudo fica mais gostoso, saboroso.

Beijos

AugustoCrowley disse...

Delicia de postagem, também concordo!

Amara Mourige disse...

Maria José, lindo esse texto! Realmente as coisas mais simples são as mais fascinantes, como sentar no chão e brincar... com o meu neto, ou comer pipoca assistindo o desenho favorito dele!!!
Bom demais!!
Beijos
Amara

Caroll disse...

São as melhores coisas mesmo...
Dão leveza a vida...
Bjs

Simone butterfly disse...

Oi Amiga pequenos detalhes na nossa vida que fazem toda a diferença! Aproveitar que hoje é o dia do beijo deixo não só um mas vários beijinhos para ti!

Cidinha disse...

Olá, Maria. Tudo isso do texto é perfeito. Plenitude! Para mim chama-se felicidade. Amei! Bjos.