Páginas

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

ACEITAÇÃO



(O início da transformação)A primeira impressão que temos quando ouvimos ou pensamos em aceitar, seja uma pessoa, um fato ou uma circunstância é de que estaremos nos submetendo ou nos subjugando, desistindo de lutar, sendo fracos.
De verdade, se quisermos modificar qualquer aspecto da nossa vida e de nós mesmos, devemos começar aceitando. Nos aceitando.
A aceitação é detentora de um poder transformador que só quem já experimentou pode avaliar.
É difícil aceitar uma perda material ou afetiva; uma dificuldade financeira; uma doença; uma humilhação; uma traição.
Mas a aceitação é um ato de boa vontade, mente aberta, sabedoria e humildade, pois ao contrário de que muitos pensam, a vida em si, não está sob o nosso controle.
As pessoas são como são, dificilmente mudam.
Não podemos contar com isso. A única pessoa que podemos mudar, somos nós mesmos, portanto, se não houver aceitação, o que estaremos fazendo é insensato, é insano.
Ser resistente, brigar, revoltar-se, negar, deprimir, desesperar, indignar-se, culpar, culpar-se são reações emocionais carregadas de raiva. Raiva do outro, raiva de si mesmo, raiva da vida. E a raiva destrói, fere, desagrega.
A aceitação é uma força que desconhecemos porque somos condicionados a lutar, a esbravejar, a brigar e fazer barulhos. Aceitar é paz, entendimento, leveza.
Aceitar não é desistir, nem tão pouco resignar-se. Aceitar é estar lúcido do momento presente e se assim a vida se apresenta, assim deve ser.
Aceitação é colocar-se pronto para ver a dificuldade de outro ângulo, de outro prisma. Sem o peso que nós colocamos ou imaginamos ter.
No instante em que aceitamos, desmaterializamos situações que foram criadas por nós, soluções surgem naturalmente através da intuição ou fatos trazem as respostas e as saídas para o problema. Simples assim!
Tudo é movimento. Nada é permanente.
A nossa tendência “natural” é resistir, não aceitar, combater tudo o que nos contraria e o que nos gera sofrimento. Dessa forma prolongamos a situação. Resistir só nos mantém presos dentro da situação desconfortável, muitas vezes perpetuando e tornando tudo mais complicado e pesado.
Quando não aceitamos nos tornamos amargos, revoltados, aprisionados, frustrados, insatisfeitos, cheios de rancor e tristeza, e esses padrões mentais e emocionais criam mais dificuldades, nunca trazem solução.
E muitas vezes achamos que os outros ou as coisas são responsáveis pelos acontecimentos. E não são.
Aceitar é expandir a consciência e encontrar respostas, soluções, alívio. Aceitar é o que nos leva à Fé.
Aceitação é um passo concreto para deixar a vida mais leve, mais alegre e mais saudável.
É fundamental entender que aceitar não significa desistir e seguir adiante com otimismo.
Ter muitos propósitos a serem atingidos é nossa atitude saudável diante da vida.
Estar grato colabora e muito para aprender a aceitar.
Aceitar se refere ao momento presente, ao agora.
No instante que você aceita, você se entrega ao que a vida quer-lhe oferecer. Novas idéias surgem para prosseguir na direção desejada, saindo do sofrimento.
Como dizem; “A dor existe, mas sofrer é opcional, é uma escolha”.
Quer ser feliz?
Aceite!
Não se esqueça: Você só pode mudar você mesmo.
Só você é responsável por tudo que lhe ocorre e sente.
Enviado por Roy Lacerda do blog
MomentoBrasil e foi aqui postado, por ser pertinente à proposta do Arca.

14 comentários:

TRIBUNA-BRASIL.COM disse...

Maria Jose, O Roy sempre acerta nos textos, Parabens a VCs dois. Abraços. O INDIGNADO.

Micheli disse...

Ótima reflexão para acabar a semana!
Bjo

Dica para conhecer no fim de semana: http://www.bolsasbijusecia.com.br/

Maria Adeladia disse...

Minha querida amiga Maria José, este texto combina com situações que geralmente vivemos!

A aceitação tras-nos mais energia, força para suportar..., deixando-nos mais equilibrados.

Aceitação é sinônimo de valorizar a sim próprio. Não acomodar-se com as situações, porém crescer e modificar as coisas, ou seja, o que aflige, têm saída. Temos o poder nas mãos de sairmos do sofrimente, é só lutar em prol de nós mesmos, confiando em Deus e em nosso potencial.

Beijos, linda e bom fim semana.

Maria Adeladia disse...

Maria José, não consegui entrar no seu outro blog, o "mimo do arca".
Coloca o link dele!

Beijos.

Dilmar Gomes disse...

Amiga Maria José, muito bom o texto do do Roy.
Um abração. Tenhas um lindo fim de semana.

Amara Mourige disse...

Lindo texto uma ótima reflexão!

A vida é feita: MOMENTOS!
Momentos os quais temos que passar, sendo bons ou não, pro nosso próprio aprendizado. Por algum motivo...
Nunca esqueça do mais importante:
NADA É POR ACASO ! Absolutamente nada.
Por isso temos que nos preocupar em fazer a nossa parte da melhor forma possível."
Chico Xavier

Bjsss
Amara

josy disse...

Sempre que eu te leio fica vários pontos de interrogação.
Não sei se é a forma de entender as coisas ou falta ainda amadurecimento da minha parte.
Bj! e Bom final de semana!
Me acordei com uma vontade de te ler...Besteira o que a gente faz né ?de vez em quando!mais é loucura da minha parte,nunca vou saber o que se passa na verdade.

josenaide coelho disse...

As vezes agimos pela emoção e não pela razão aceitação.lindoooooooooo..

josenaide coelho disse...

Quer dizer que as pessoas são como são e não mudam.
Que não mudem! mais que haja como adultos e nem pra isso precisa mudar.
Para se importar com algo ou alguém,pelo menos um sinal de vida que eu acho que seja merecedor das partes envolvidas,não vai afetar e nem fazer mau pra ninguém tratar e atender bem as pessoas.
Se fosse pra não se envolver,pra que se abriram portas que nem eu sabia que existia.
E foi aparti daqui que tudo começou,foi por querer me mostrar que eu me viciei nisso aqui e aqui tá difícil de largar...
Porque se eu não soubesse quem escreveria eu não ia sair por aí,procurando agulha no palheiro não...
É PORQUE EU EI QUEM ESCREVE NOS BLOGS<È POR ISSO QUE EU LEIO..
Deixa de ser assim!!!cresce bb...

Astroterapia Junguiana disse...

Ótimo texto do Roy. Abraço Cynthia

SOL da Esteva disse...

Maria José

Óptima reflexão para cada um de nós.
Parabéns pela aceitação de tão belo texto.

beijos

SOL
http://acordarsonhando.blogspot.com/

TRIBUNA-BRASIL.COM disse...

Maria José,

Infelizmente tenho que voltar a comentar e por um grande motivo: Tua seguidora ou seguidor (nao sei, pq tenho grande duvida a respeito, foi bastante IMPRUDENTE em comentarios anteriores e hj aparece querendo DAR LIÇÃO de MORAL? Entendo como piada de humor negro. A que tipo de envolvimento, ela estará querendo se referir? Tomara que não seja MAIS UMA DAS CANTADAS, guria. Abraços dO INDIGNADO.

manuel marques disse...

"Aceitar as emoções é vital no sentido de controlar os seus efeitos. Aceitar a raiva, o ressentimento, a falta de protagonismo ou a solidão, por exemplo, ajuda a conhecermo-nos melhor e a não descarregar nos outros aquilo que nos deixa desconfortáveis a nós próprios."

Beijo.

Caroll disse...

Um boa reflexão e que deve ser seguida.
Bjs