Páginas

terça-feira, 29 de novembro de 2011

O ENCONTRO DE DUAS ALMAS PREDESTINADAS



Duas almas são predestinadas quanto tem uma missão a cumprir juntas, e assim, por ter sido um encontro marcado lá do outro lado, onde pactuaram voltar, para se encontrarem e realizar determinada missão, sendo assim, quando as almas se encontram, tudo pode acontecer, podendo haver a explosão do amor não vivido em outras vidas.
Este amor chega sem ter dia marcado ou momento marcado para acontecer.
Simplesmente chega, e se instala, criando uma verdadeira orgia de sentimentos alegres, que modificam todos os propósitos e conceitos até então firmados.
O encontro de duas almas tem como foco principal, não a aparência física, mas a afinidade entre elas existente, e o que o destino a elas destinou, como o porquê e o quando tudo deve acontecer.
Existem momentos de tristeza, causada por uma dúvida que machuca, que gostaria de saber o porquê de não se terem encontrado antes, ainda mais quando o momento desse encontro acontece quando não é mais possível extravasar toda a plenitude do amor que trazem, quando não é mais possível viver a alegria de amar e querer compartilhar a vida com o outro. Enfim, como essas almas se sentem sem a possibilidade de realizar este amor em total plenitude, o que causa um inexplicável sentimento de saudade de algo que não foi vivido.
Uma saudade doída de algo vivido em outras vidas, saudade daquilo que poderia ter sido, mas que por alguma razão não o foi.
Reconhecem, porém, que não haverá retorno para suas pretensões, e mesmo estando distantes, entendem a alegria, a tristeza, o querer um do outro.
Estas almas falam além das palavras, e aliás, delas não precisam, pois se comunicam, se encontram, se amam pelo éter, pelo espaço sideral. São encontros etéricos.
Se o reencontro ocorrer no tempo certo, estas almas afins se entrelaçam e buscam a forma de juntas ficarem, num processo contínuo de reaproximação até a consumação do resgate daquilo que vieram cumprir.
De diferente for, se o reencontro ocorre num espaço de tempo diferente do que suas realidades possam permitir, ainda assim estas almas ficam marcadas, e nunca conseguirão se separar, mesmo que os corpos se separem, elas continuarão a se sentir, pois almas que assim se encontram não mais se sentirão sozinhas, pois reconhecerão a necessidade que têm uma da outra para toda a eternidade.
São almas que atravessam os tempos, as muitas passagens, buscando o resgate final de seu amor, até que em determinada passagem conseguem cumprir o resgate, tendo então seu descanso final, quando conseguem ter um lindo dia.

13 comentários:

MOMENTOBRASILCOM.COM disse...

MARIA JOSÉ:

Quase que a totalidade desse texto, me remete a uma história/acontecimento com um casal que conhecemos mt bem, nao? Bjs. Roy Lacerda.

She disse...

Minha Linda!
Me emocionei com este post...rs Lindo demais!
Beijo, beijo! ;)
She

Mery disse...

Me emocionei e queria acreditar no que diz;
# Penso: é por isso que eu sempre estou só, como se faltasse "alguém" que me espera em algum lugar**...
E tenho a impressão que nada dá certo pra mim, no que diz respeito ao amor*;
Mas entrego nas mãos de Deus*, o que tem que ser será;*))
Gostei de ler o post.Beijos.

Fernando Santos (Chana) disse...

Belo texto...Espectacular....
Cumprimentos

Loide disse...

Adorei o post..Seguindo esse entendimento do encontro de duas almas...como saberemos qual a missão que temos que cumprir?
:-)

AugustoCrowley disse...

Que lindo!

Graça Pereira disse...

Um texto lindo e curioso, como sempre tudo que encontro por aqui!
Mil beijos
Graça

Luna Sanchez disse...

Muito bonito, moça, emocionante.

Um beijo.

Cidinha disse...

Bom dia Maria. Belo post! è emocionante esse reencontro de almas! Que seja assim! Não hávera jamais falta de amor. Obrigada amiga por todo carinho! òtimo dia pra vc e todo amor sempre. bjos.

Rô... disse...

minha amiga,

aplausos a você...
texto cheio de sentimentos
e muita
sensibilidade...
a vida nos dá exemplos
através da vida de outras pessoas...

beijinhos

Giovanna disse...

Sensível.

Abraços e depois passa no meu blog e retira um selinho pra ti, com todo carinho da Giovanna

TRIBUNA-BRASIL.COM disse...

Maria Jose,

Concordo em gênero, número e gráu com o amigo Roy, guria!!!!!! Abraços. O INDIGNADO.

Liz - Como as Cerejas da Minha Janela... disse...

Que lindo este texto...emociona...