Páginas

sexta-feira, 22 de julho de 2011

PASSE ISSO ADIANTE



Lá estava eu com minha família, em férias, num acampamento isolado e com o carro enguiçado.
Isso aconteceu há 5 anos, mas lembro-me como se fosse ontem. Tentei dar a partida no carro. Nada.
Caminhei para fora do acampamento e, felizmente, meus palavrões foram abafados pelo barulho do riacho.
Concluí que era vítima de uma bateria arriada.
Sem alternativa, decidi ir a pé até a vila mais próxima e procurar ajuda.
Depois de uma hora e um tornozelo torcido, cheguei, finalmente, a um posto de gasolina.
Ao me aproximar do posto, lembrei que era domingo e, é claro, o lugar estava fechado.
Por sorte havia um telefone público e uma lista telefônica já com as folhas em frangalhos.
Consegui ligar para a única companhia de socorro que encontrei na lista, localizada a cerca de 30 km dali.
Não tem problema, disse a pessoa do outro lado da linha. Normalmente não trabalho aos domingos, mas posso chegar aí em mais ou menos meia hora.
Fiquei aliviado, mas, ao mesmo tempo, consciente das implicações financeiras que essa oferta de ajuda me causaria.
Logo seguimos, eu e o Zé, no seu reluzente caminhão-guincho, em direção ao acampamento.
Quando saí do caminhão, observei, com espanto, o Zé descer com a ajuda de muletas para se locomover.
Santo Deus! Ele era paraplégico!!!
Enquanto ele se movimentava, comecei, novamente, minha ginástica mental de calcular o preço da sua ajuda.
- É só a bateria descarregada, uma pequena carga elétrica e vocês poderão seguir viagem, disse-me ele.
O homem era impressionante. Enquanto a bateria carregava, ele distraiu meu filho com truques de mágica e chegou a tirar uma moeda da orelha, presenteando-a ao garoto.
Enquanto ele colocava os cabos de volta no caminhão, perguntei quanto lhe devia.
- Oh! nada - respondeu ele, para minha surpresa.
- Tenho que lhe pagar alguma coisa, insisti.
- Não, reiterou ele. Há muitos anos atrás, alguém me ajudou a sair de uma situação muito pior. Foi quando perdi minhas pernas e a pessoa que me socorreu, simplesmente disse:
- Quando tiver uma oportunidade “passe isso adiante.”
- Eis a minha chance. Você não me deve nada! Apenas lembre-se: quando tiver uma oportunidade semelhante, faça o mesmo.
“Somos todos anjos de uma asa só, precisamos nos abraçar para alçar vôo.”
Enviado por Roy Lacerda do blog Momento Brasil e foi aqui postado por ser pertinente à proposta do Arca.

13 comentários:

Bloguinho da Zizi disse...

Só isso Maria José: LINDO.
Beijinhos e bom fim de semana

ELIANA-Coisas Boas da Vida disse...

Um bom exemplo para muita gente!
Tão bom quando nos fazem algum favor CHEGA A SER REALMENTE UMA SURPRESA!!RSRS
BOA NOITE MARIA JOSÉ!

MARILENE disse...

Uma atitude gratuíta levando ajuda a alguém só demonstra o quanto o ser humano poderia viver melhor.

Bjs.

Meire disse...

Maria querida, linda história. Enquanto as pessoas não entenderem que somos anjos de uma asa só ficaram dando voltas e mais voltas em vão.
Obrigada por trazer mensagens tão lindas para adoçar meus dias, bjokitas com carinho!

Cecilia disse...

O próprio homem com problemas ajudando o outro, que gesto admirável para todos nós que sempre reclamamos da vida! Belíssima lição de vida! Parabéns pelo texto escolhido e agradeço de coração pela retribuição e elogio a minha aquarela. Beijos.

netuno artes disse...

Essa mensagem é muito bonita, uma lição que deveríamos guardar e praticar sempre,
é bom vir aqui e aprender sempre,
bjs netunianos,

ps.: obrigado pelo incentivo de sempre

Gilmara Wolkartt disse...

Ei querida!
Sua postagem está linda!
Bom fim de semana.
Gd Beijo

cidinha disse...

Belo, exemplo de amor, solidariedade. O mundo deveria seguir seguir esse exemplo! Obrigada amiga, pelo seu carinho com tão belo texto!Bjs, tenha um lindo dia.

Maysa disse...

Bom dia Maria Jose
um bom final de semana
abraço
elisa

Misturação - Ana Karla disse...

Grande lição.
Gosto das reflexões que você posta Maria José.
Bom final de semana
Xeros

Pelos caminhos da vida. disse...

Linda essa mensagem amiga.

Muitas bençãos pra vc.

beijooo.

Imac by Artes disse...

Realmente ! "Somos anjos de uma asa só, precisamos nos abraçar para alçar vôo" Isso é muito lindo!
Abraços e um final de semana abençoado pra ti.

manuel marques disse...

"nós somos anjos, pássaros , ou aves. de uma asa só.Para voar-mos precisamos nos unir."


Beijo meu.