Páginas

terça-feira, 3 de maio de 2011

ALGUÉM PARA AMAR



O mundo está cheio de queixas. De pessoas que se dizem solitárias. Que desejariam ser amadas. Que vivem em busca de alguém que as ame, que as compreenda.
O mundo está cheio de carências. Carências afetivas. Carências materiais.
Possivelmente, observando o panorama do mundo onde vivia foi que Madre Teresa de Calcutá, certo dia, escreveu:
Senhor, quando eu tiver fome, dai-me alguém que necessite de comida. Quando tiver sede, dai-me alguém que precise de água. Quando sentir frio, dai-me alguém que necessite de calor.
Quando tiver um aborrecimento, dai-me alguém que necessite de consolo. Quando minha cruz parecer pesada, deixai-me compartilhar a cruz do outro.
Quando me achar pobre, ponde a meu lado alguém necessitado. Quando não tiver tempo, dai-me alguém que precise de alguns dos meus minutos. Quando sofrer humilhação, dai-me ocasião para elogiar alguém.
Quando estiver desanimada, dai-me alguém para lhe dar novo ânimo.
Quando sentir necessidade da compreensão dos outros, dai-me alguém que necessite da minha. Quando sentir necessidade de que cuidem de mim, dai-me alguém que eu tenha de atender.
Quando pensar em mim mesma, voltai minha atenção para outra pessoa.
Tornai-nos dignos, Senhor, de servir nossos irmãos que vivem e morrem pobres e com fome no mundo de hoje.
Dai-lhes, através de nossas mãos, o pão de cada dia, e dai-lhes, graças ao nosso amor compassivo, a paz e a alegria.
Madre Teresa verdadeiramente conjugou o verbo amar na prática diária. Sua preocupação era em primeiro lugar com os outros.
Todos representavam para ela o próprio Cristo. Em cada corpo enfermo, desnutrido e abandonado, ela via Jesus crucificado em um novo madeiro.
Amou de tal forma que estendeu a sua obra pelo mundo inteiro, abraçando homens de todas as nações e credos religiosos.
Honrada com o Prêmio Nobel da Paz, prosseguiu humilde, servindo aos seus irmãos da romagem terrestre. Tudo o que lhe importava eram os seus pobres. E os seus pobres eram os pobres do mundo inteiro.
Amou sem fronteiras e sem limites. Serviu a Jesus em plenitude. E nunca se ouviu de seus lábios uma queixa de solidão, amargura, cansaço ou desânimo.
Sua vida foi sempre um cântico de fidelidade a Deus, por meio dos compromissos com as lições deixadas por Jesus.
* * *O Cristo precisa de almas dispostas e decididas que não meçam obstáculos para servi-lO. Almas que se lancem ao trabalho, por mais exaustivo que seja, porém sempre reconfortante e luminoso, desde que possa ser útil de verdade.
Almas que não esperem nada do beneficiado, por suas mãos socorrido, a não ser a sua felicidade, sob as luzes do amigo Jesus.
Almas cujo único desejo seja o de amar intensamente, sem aguardar um único gesto de gratidão.
Almas que tenham entendido o que desejou dizer Francisco de Assis: É melhor amar do que ser amado.

14 comentários:

mentoresdeluz.blogspot.com disse...

Maria minha doce amiga vim fazer um convite que venhas fazer uma post de um texto seu umpoema mensagem ou prece ,no blog mentoresdeluz.blogspot.com
sevier seráuma honrra,ficarei muito feliz,emvie um hmail para mim com sua foto ou uma imagem que voce goste,,
aguardo resposta as post iniciaram hoje vou postar por ordem de chegada
durante o mes,bjs marlene

Zil Mar disse...

Oi...

seus textos são tão verdadeiros...tocam a alma...o coração...

obrigada ...tá?


meu carinho!

Zil

Maysa disse...

boa tarde Maria Jose nossa estou muito triste pois não estou conseguindo acessar os blogs agora por sorte consegui entrar no teu ,acho muita falta de ler suas postagens e também de te dar um alô
mais foi muito bom
abraço
elisa

Ronilda David disse...

E acredito Maria José,
que o fato de que eu ainda exista a caminhar por essa Terra de humanos.
É justamente por isso, tentar seguir a sabedoria da Irmã Tereza, a qual tenho aqui no meu âmago que foram fundamentados na definição do amor de St.Paul em uma de suas cartas ao povo de Coríntias.
Na maioria das vezes sempre ouço alguém próximo de mim, falar que eu deveria amar-me mais e o que respondo é que amando o outro que sinto amor por mim, creio na lei do reflexo e tento ao menos um pouquinho direcionar meus passos para esse preceito.
Aqui a paz reina absoluta, oxalá que os caminhantes solitários da netsfera tenham o feliz privilégio de aqui entrarem para afirmarem-se mais em suas emoções e aprenderem a exercer a segunda pessoa do verbo.
Leio sempre que tenho a oportunidade a literatura espírita já alguns anos, para isso tive que enfrentar muitos preconceitos a respeito, sempre que me viam com um livro assim nas mãos , diziam que a minha inteligência deveria estar em pane para andar lendo algo assim, mas eu sempre respondi que Deus tem o nome e a face da qual necessitamos e que Ele é o mesmo e que todos os caminhos levam na mesma direção e continuo a ler, por que é que ajuda-me sempre, sempre a passar pelos espinhos e vencer abismos.
Obrigado querida amiga (assim já a considero) por com esse teu coração de luz, aquecer corações como o meu com palavras de bom animo.


Um carinhoso abraço meu
que aprende a seguir você
um passo a mais.


Ronilda David

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Maria José
Servir ao próximo é a maior lição de amor que Jesus nos deixou.
Bjux

Vera Lúcia Duarte disse...

Maria José,
Você escolheu um expressivo texto de Madre Tereza. Ninguém melhor do que essa santa mulher para documentar o amor, já que o vivenciou por tooda a sua vida.
Abraço.

MOMENTOBRASILCOM.COM disse...

MARIA JOSE, permita-me amor, complementar o teu post, com as palavras do irmão FRANCISCO de ASSIS:
"Senhor, fazei-me um instrumento da VOSSA PAZ";
Fazei que procure MAIS CONSOLAR, que ser consolado;
COMPREENDER, que ser compreeendido;
AMAR, que ser amado".
Para essas práticas, fomos colocados para viver em sociedades. Bjs. Roy Lacerda.

ValériaC disse...

Lindo texto..uma mensagem de "ouro" da Madre...
Quando o ser humano aprender que se ele amar incondicionalmente ou seja doar-se, sem esperar nada em troca, fazer o bem, auxiliar sempre que possível, perceberá, que nunca se sentirá carente, sem amor ou sozinho... quem doa amor, com certeza colhe infinito amor...
Minha amiga, fica na paz e tenha uma doce noite...beijos
Valéria

Carlos Varoli disse...

Oi amiga.

Excelente matéria!

Madre Tereza exemplificou bem o significado de "fora da caridade não ha salvação", pois seremos atendidos pela providencia divina em nossas necessidades quando soubermos praticar a lei de amor.

Beijos,

Carlos espírita

cidinha disse...

Oi, Maria! belissimo texto que chega a ser um poema. de amor a toda umanidade, que riqueza de alma.uma lição de vida.nesses dias tão dificeis.é preciso conjulgar o verbo amar,tentar chegar próssimo ao que foi Madre teresa....obrigada por nos dar este presente.abraço grande cidinhablogstar.

Meire disse...

E esse texto caiu como uma luva para meu fim do dia de hj...gosto muito quando leio palavras que de alguma forma mexem comigo. É incrível quando não estamos bem e consiguimos ajudar realmente alguém que está pior que nós...nos dá uma sensação boa...lindo aqui, te achei lá no Amadeirado e to seguindo...parabéns pelo blog, beijos :)

Kiro Menezes disse...

Nossa!!! Lindo demais isso!!!

Irresistivel a mensagem da Madre.

Que bela postagem, flor ♥

*MARCIA E CARLOS* E LINDAS MENSAGENS disse...

visitei seu blog e gostei muito parabens belas postagens voltarei mais vezes bjos marcia

vanderlei aragao disse...

Parabens pelo lindo blog e pelos textos excelentes tb, realmente é dificil ter alguem para amar, crer em cara metade, mas tb não podemos desistir um dia seu par chega de onde menos se espera certo?, bjs no coração, venha me visitar ficarei feliz.
Meus blogs:
http://reflexoesmisticas.zip.net
http://fraternasreflexoes.blogspot.com