Páginas

terça-feira, 12 de abril de 2011

OH, COMO EU A AMEI!



O padre estava terminando o serviço fúnebre na hora do sepultamento. De repente, o homem de 78 anos, cuja esposa de 70 anos acabara de morrer, começou a gritar: - "Oh, como eu a amei!" Seu lamento desolado interrompeu o silêncio da formalidade. Os outros familiares e amigos permaneceram de pé em torno da sepultura, parecendo chocados e embaraçados. Seus filhos, envergonhados, tentaram silenciar seu pai. Está certo, papai; nós entendemos. O velho homem olhava fixamente o caixão descer lentamente na sepultura. O padre continuou. Terminando, ele cumprimentou os familiares que, um a um, foram deixando o local. Todos, exceto o velho homem. - "Oh, como eu a amei!" Gemeu ruidosamente. Sua filha e dois filhos novamente tentaram contê-lo, mas ele continuou. - "Como eu a amei!" Aquele homem permaneceu olhando fixamente para o sepulcro. O padre o abordou dizendo: "eu sei como você deve se sentir, mas está na hora de irmos embora." Todos devemos ir e continuar nossa vida. "Oh, como eu a amei!" Disse novamente o velho homem ao padre. "Você não faz idéia..." "Eu quase disse isso a ela, uma vez..."


Incontável número de pessoas passa por uma situação semelhante a essa. São esposas e esposos, filhos, irmãos, tios, amigos, que passam uma vida inteira juntos e não têm coragem de declarar seus sentimentos. No momento em que o criador, pai amoroso e bom, vem requisitar nosso ente querido, e este viaja com destino ao mundo espiritual, muitas vezes fazemos como aquele esposo e gritamos com todas as forças que nós o amamos, mas é demasiadamente tarde... Para que você não fique com uma declaração de amor presa na garganta, diga hoje mesmo o que você sente pelos seus afetos. Diga ao seu filho o quanto você o ama. Fale para os irmãos que eles são importantes para você. Talvez a felicidade deles dependa dessa declaração. Confidencie aos seus pais que você os ama, se é que ainda não o fez. Isso lhes trará uma alegria inesperada. Não esconda dos seus amigos o que você sente por eles. Talvez eles desconheçam seus sentimentos de ternura. Abrace seus avós, se ainda os tem por perto. Um abraço de neto representa o maior dos tesouros. E, talvez, o melhor dos remédios. Confesse ao seu esposo ou a sua esposa o seu amor. Isso fará com que o relacionamento se torne mais agradável e os eventuais problemas se tornem mais fáceis de superar. Pense nisso e tome uma atitude agora. Conjugue o verbo amar no tempo presente. Pense nisso! Uma palavra de ternura, um gesto de carinho, uma declaração de amor, são imensa força positiva para a auto-estima de alguém que se sente só ou em depressão. Às vezes pensamos que as pessoas sabem o que sentimos por elas e por isso não dizemos, mas nem sempre elas adivinham. Na dúvida, não deixe de declarar seus sentimentos de afeto. Essa atitude trará bem-estar aos seus amores e também a você. Pense nisso!

7 comentários:

Claúdia Luz disse...

Boa noite !!

Verdade existem pessoas que tem medo de dizer o quanto amam. Medo de amar é uma das piores doenças .

Uma linda noite !! Mil beijos !!

Rô... disse...

oi Maria José,

como pode ter medo ou vergonha de dizer que ama e assumir esse sentimento tão completo e maravilhoso...
adorei o post,
adoro pessoas que amam e falam de amor...

muitos beijinhos

Evanir disse...

Eu li sua postagem e vou contar em poucas palavras uma que é realidade mesmo .
Um genro meu quase suplicava para mãe dizer que o amava.
E nunca ela disse essa palavra ..Eu Ti Amo Meu Filho.
Meu genro veio a falecer a 13 anos no velório a mãe ja de bastante idade dizia.
Meu filho não sabia que você ia antes de mim.
E eu sou uma mãe que nunca disse aquilo que você sempre queria ouvir.
E para piorar a situação dizia agora é tarde demais se eu falar você não vai ouvir.
Querida pode ter certeza estou contando algo real jamais visto por mim espero nunca mais ver isso na vida.
No decorrer da vida dele vi muitas vezes ele pedir para mãe dele dizer que o amava.
Eu nem que viver 100 anos ñ vou esquecer .
Minha filha ficou viuva com 26 anos esta fora da net no momento .
Uma excelente postagem a sua amiga.
te seguindo.
beijos meus,Evanir.
www.aviagem1.blogspot.com

Rejane-Enajer disse...

Fantásticooooooooooooo!! é verdade sim- eu diria que é uma pequena minoria que não tem essa dificuldade.Como profissional de psicologia você sabe disso.Bjão

Rejane-Enajer disse...

Esqueci de dizer : que fofa imagem!!(rsrs)

Maysa disse...

bom dia colega
meu Deus que importante esta sua postagem , quero dizer a vc Maria Jose o quanto me ajuda suas postagens e vc foi um presente para minha jornada ficar leve , obrigada colega por ter te conhecido
abraço
elisa

Anônimo disse...

Hi would you mind letting me know which hosting company you're using? I've
loaded your blog in 3 different browsers and I must say this blog loads a lot quicker then most.
Can you recommend a good internet hosting provider at a reasonable price?
Thank you, I appreciate it!

Also visit my webpage How to get rid of static hair