Páginas

terça-feira, 5 de abril de 2011

AS PEDRINHAS MILAGROSAS


O jovem Jafar tinha adquirido certa prática em cuidar da fazenda, mas não conseguia entender porque as coisas iam tão mal desde que seu pai morrera. Estando próximo da bancarrota, foi pedir ajuda a uma velha amiga de seu pai. - Meu filho, disse Armani, você está sendo vítima de um encanto que fizeram para prejudicá-lo, e só há uma maneira de quebrá-lo. Jafar, descrente, quis desconversar, mas ela insistiu. - Vê estas quatro pedrinhas que tenho nas mãos? Elas são mágicas! E só elas poderão livrá-lo dessa situação. - Sei, sei... mas o que eu deveria fazer? Continuou ele, com ares distraídos. - É simples, disse Armani, mas não é fácil! Você deve levá-las aos quatro cantos limites da fazenda. Pela manhã, deixe-as exatamente nos cantos do terreno, sem que ninguém veja; depois quando o sol já tiver cruzado o meio do céu, volte e troque-as de posição; e à noite quando o luar cobrir os campos, você deve recolhê-las e colocá-las sob o seu travesseiro. Faça isso durante um mês e depois volte para conversarmos novamente. Jafar decepcionado com aquele tipo de ajuda voltou para a fazenda e largou as pedras em qualquer lugar. Os dias foram se passando e as coisas pioravam. O gado estava magro, a plantação quase seca e os empregados descontentes. Diante dessa situação desesperadora, Jafar decidiu fazer o que Armani lhe dissera. Nos primeiros dias não percebeu mudanças, mas depois de um mês, conforme o previsto, ele notava estranhamente, ao passar pelos mesmos lugares, uma certa melhora. O gado estava mais forte, a plantação mais fértil e os empregados mais sorridentes. Quando procurou Armani não a encontrou, ela havia se mudado para longe. Ele então continuou com a receita por muito tempo, tornando-se um próspero e rico fazendeiro. Depois de muitos anos, ao acaso, encontrou Armani. - Como eu poderia agradecer-lhe, disse ele, por tudo o que fez por mim, ao me dar aquelas maravilhosas pedras mágicas? - Não se preocupe, disse ela, eu tinha mesmo uma dívida com o seu velho pai. - Veja! Eu ainda as guardo comigo, acha que elas têm o mesmo poder de antes? - O que eu vejo, Jafar é que você ainda é uma doce criança! Respondeu Armani. O poder mágico das pedras nunca esteve nelas, mas em você. - Como assim? Quis saber Jafar. - Acontece, que sempre que você ia aos quatro cantos da fazenda, estava na verdade cuidando de perto daquilo que seu pai lhe deixara; e todos vendo o seu interesse e o seu esforço, passaram a respeitá-lo mais e a trabalhar com mais afinco. Esse foi o poder das pedras que tens nas mãos. Jafar, ao compreender as suas palavras, abraçou-a carinhosamente, agradecendo a Deus por ter encontrado em seu caminho pessoas sábias como Armani que lhe orientaram na vida. Jafar viveu ainda muitos anos e sempre levava as quatro pedrinhas consigo. E quando os dias finais se lhe aproximaram, ele deu-as a seu filho, mas não contou-lhe de onde provinham os seus poderes, pois sabia que no momento oportuno isto ser-lhe-ia revelado.

Você também tem suas quatro pedrinhas, faça uso delas em sua vida.... SEMPRE!!

7 comentários:

diariodumapsi disse...

Bela história! como dizem por aí é o olho do dono que engorda o boi.
gd beijo

Lulú disse...

Olá Maria José.
Seu texto mostra muito bem o que é cuidar do que é nosso.
O dono tem que ser o primeiro a cuidar, todos os dias, do que é seue e o último a sair, no final do expediente.
O negócio´só vai pra frente com o olho do dono, sem esquecer de ser gentil com seus empregados, e agradecer a Deus.

Beijos
Maria Luiza (Lulú)

Claúdia Luz disse...

Boa noite !!

Linda estória !!

beijos !!

MOMENTOBRASILCOM.blogspot.com disse...

MARIA JOSÉ; td na vida temos que fazer com seriedade e vontade de properar, não esquecendo de praticar a fraternidade, principalmente com possiveis subalternos. Somos 'centelhas divinas" e o próprio Jsesus afirmou: "SOIS DEUSES e PODEIS FAZER MT MAIS QUE EU", nao é amor. Bjos.

Senhor da Vida disse...

Em resumo: o olho do dono que engorda o gado, e é verdade,bjs!

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Maria José
Obrigado pela visita e pelo comentário.
Tenha uma linda quarta feira.
Bjux

Analice disse...

ola.

menina!!!

quanto tempo mesmo heim!???

mas sabemos que nossas vidas são bem corridas... mas sempre que puder darei uma espiada por aqui... e por lá...

estou na ausencia pois nunca tive e agora estou com um furunculo debaixo da axila... não me falta acontecer mais nada...

bjs