Páginas

sábado, 12 de fevereiro de 2011

A CASA DO AMOR



O PORÃOPode ser um lugar bastante triste e seu ambiente sempre nos afeta.
Quando estamos no porão estamos profundamente infelizes. Achamos que o mundo está contra nós. Mesmo as pessoas mais próximas viram inimigas.
O objetivo da nossa permanência no porão é aprender a reconhecer as coisas que precisam ser curadas em nós e entender de que forma contribuímos para nossa própria infelicidade.
Enquanto estamos no porão não fazemos idéia de que precisamos curar alguma coisa, o problema é com os outros, não conosco.
No porão precisamos olhar os relacionamentos que estão à nossa volta como um reflexo de nós mesmos, para que possamos descobrir o lugar que queremos ocupar em qualquer relacionamento. A única maneira de fazer isso é dispondo-se a fazê-lo.
Temos que estar dispostos a liberar as coisas que não estão funcionando, abrindo-nos para escutar as verdades que não quisemos ouvir até agora.
Os dispositivos indispensáveis para sair do porão são: VONTADE E DISPOSIÇÃO.
O PRIMEIRO ANDARO primeiro andar da vida é o lugar onde moramos quando sabemos que precisamos nos curar, mas ainda não sabemos exatamente o quê há de errado. Durante essa fase admitimos que estivemos envolvidos em relacionamentos e situações que nos deixaram infelizes e, em vez de culpar outras pessoas, olhamos para nós mesmos.
Este pode ser um lugar assustador, porque é no primeiro andar que devemos admitir: “Sei que contribuí de alguma forma para minha própria infelicidade, mas não sei como e nem por quê”.
Começar o questionamento dá início ao processo de cura. Fazer perguntas significa abrir-se para respostas e estar em busca da verdade.
Os dispositivos para sair do primeiro andar são: VERDADE E RESPONSABILIDADE.
SEGUNDO ANDARO segundo andar da casa do amor é o mais importante de todos, pois nele se inicia um nível mais profundo de aprendizado. A primeira, última e única lição que você tem que aprender neste andar é: “Não existe nada errado comigo ou com as outras pessoas”.
Agora você entende que todas as experiências, todos os relacionamentos, todos os acontecimentos dolorosos ou constrangedores foram necessários para o seu crescimento. Irá descobrir que Deus sempre amou e irá amar você, não importa o que tenha feito ou o que possa fazer. E você descobre isso quando percebe que só o amor de Deus poderia ter retirado você do porão.
Renunciar é o detergente espiritual para o trabalho que você tem que fazer neste andar. A renúncia funciona melhor quando usada junto com o perdão. No segundo andar, você está realmente mudando do modelo passivo/agressivo para uma abordagem receptiva/ativa.
Tendo se livrado de grande parte das bugigangas mentais, pode agora ouvir seus próprios pensamentos e escutar outras pessoas.
Os dispositivos para sair do segundo andar são: RENÚNCIA E PERDÃO.
TERCEIRO ANDARAgora você está a caminho de descobrir a verdade sobre si mesmo. A esta altura saberá o que está errado e o que fazer a respeito. Isso por si só já é difícil, mas existe outro problema: ao subir do segundo andar para o terceiro, cada vez que aplicar o que sabe, irá surgir outra situação para testar sua confiança e paciência.
O que faz a experiência da passagem do segundo andar para o terceiro mais desafiadora, é o fato de cada degrau entre os dois andares estar coberto por suas experiências.
Você deve aprender que : “amar a si mesmo é a única coisa importante, porque quando nos amamos podemos amar a todos e a qualquer um”.
Nesta parte da viagem, a tentação de desistir aparecerá muitas vezes. Você vai querer reclamar, emburrar, voltar atrás...
Não desista, pois você já percorreu uma grande parte do caminho, tenha paciência e continue em frente. Nesses momentos seu equipamento parecerá precário, mas tenha certeza de que você chegará lá.
E um dia quando você menos esperar, verá a luz. Irá experimentar o esplendor de morar no terceiro andar da casa do Amor. Sentirá paixão por si mesmo e pela vida. Você conseguiu! Ainda que a cura não seja completa, sabe o que fazer, como fazer e por que é necessário manter o amor no centro de tudo.
Começará a ensinar as pessoas o que aprendeu, compartilhando suas histórias pessoais sem medo do que possam pensar de você. Perceberá que enquanto estava aprendendo, lembrando e recriando suas idéias a respeito do amor, o amor estava ao seu lado ouvindo-o, observando-o...
Vai descobrir que o seu papel na vida é servir ao próximo e, ao mesmo tempo gostar de si mesmo.
Muitas pessoas se tornam moradores permanentes do terceiro andar. Isso é perfeitamente aceitável. Você pode morar nesse lugar e nesse estado de consciência durante muito tempo e sentir total satisfação. Mas, um dia irá perceber que existe um andar acima e que a única coisa que precisará fazer para subir é uma ligeira mudança.
Terceiro andar: CONFIANÇA E PACIÊNCIA.
O SÓTÃOO sótão da casa do Amor é como a consciência das crianças, que vivem totalmente confiantes, aceitando a si mesmas e aos outros.
No sótão, nos comprometemos a mudar nossa consciência para um estado de amor, amor-próprio incondicional.
Neste nível de seu desenvolvimento, você limpou tão bem o seu subconsciente, que não importa o que você pense, o amor irá se manifestar.
Você estará em boa companhia, terá muito apoio e proteção. Este é o reino do “Espírito”. É a mais alta faculdade da sua mente. Quando você ultrapassa todas as suas questões humanas e chega a este nível de consciência está em companhia dos mestres, dos anjos, dos arcanjos.
Você se tornou a “luz do mundo”.
Por isso, eu peço calorosamente a você que faça tudo o que estiver ao seu alcance para deixar brilhar a sua luz!

Baseado no livro”Enquanto o amor não vem”.
Enviado por IsaMar do blog Vale do Sol Encantado

16 comentários:

ELIANA-Coisas Boas da Vida disse...

Amiga querida hoje estou literalmente me sentindo no porão e pior sem a mínima vontade de sair!!!
BEIJO

Cantinho She disse...

Oi minha querida, passei mesmo só pra te deixar um bjo, pois estou aqui cheia de dor, volto com mais calma depois... Bjo, bjo!
She

Silvia disse...

Oi, gostei muito da comparação com a casa. Muitas pessoas estão no porão, necessitando de que se abra uma porta para receberem luz e terem alegria.
Bom domingo!

alegria de viver disse...

Olá querida amiga

Gostei do título [casa do amor].
Ás vezes o porão é um mistério.


Com muito carinho BJS.

Bom fim de semana.

Sônia Silvino disse...

Maria querida!
Olá, tudo bem?
O blog está muito lindo!
Vim fazer uma visitinha
e ler as novidades!!!
"Eu te desejo
Não parar tão cedo
Pois toda idade tem
Prazer e medo...
E com os que erram
Feio e bastante
Que você consiga
Ser tolerante...
Quando você ficar triste
Que seja por um dia
E não o ano inteiro
E que você descubra
Que rir é bom
Mas que rir de tudo
É desespero...
Desejo!
Que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda, exista amor
Prá recomeçar
Prá recomeçar...
Eu te desejo muitos amigos
Mas que em um
Você possa confiar
E que tenha até
Inimigos
Prá você não deixar
De duvidar...
Quando você ficar triste
Que seja por um dia
E não o ano inteiro
E que você descubra
Que rir é bom
Mas que rir de tudo
É desespero...
Desejo!
Que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda, exista amor
Prá recomeçar
Prá recomeçar...
Eu desejo!
Que você ganhe dinheiro
Pois é preciso
Viver também
E que você diga a ele
Pelo menos uma vez
Quem é mesmo
O dono de quem...
Desejo!
Que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda, exista amor
Prá recomeçar...
Eu desejo!
Que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda, exista amor
Prá recomeçar" (Frejat)
______________________
Beijos, muitos!
Sônia Silvino

Bloguinho da Zizi disse...

Maria José
Tem dia que passamos por todos os comodos e vivenciamos tudo isso de uma só vez.
Muito bom esse post. Põe a gente pra pensar.

Hoje te convido pra ir ao Bloguinho pegar um bombom para juntas comemorarmos o aniversário de 2 anos.

Beijinhos

Adriana Alencar disse...

Texto excepcional, para ler e reler. Espero, algum dia, chegar ao terceiro andar!
Bj
Adri

Multiolhares disse...

que maneira maravilhosa de nos falar nos nossos niveis da mente da nossa evolução espiritual
bj

manuel marques disse...

Excelente texto.

"Escavando,
entro nas minhas entranhas
procuro algo gravado
no fogo da minha alma.
Não sinto dentro de mim,
o que me faz ser eu,
apenas escuridão.
Luz,
com o teu calor,faz derreter
a frieza, que envolve
meu coração.
Vai ao centro do labirinto
abraçar o vazio,
que lá bem no fundo,eu sinto
perdido ,
amedrontado
e frio."

Beijinhos meus.

Elaine Barnes disse...

Ainda tá difícil sair do porão rs...Beleza de post. Montão de bjs e abraços

Alma Aprendiz disse...

Nossa.........!!!!!!!!!
Que profundo!
E eu que nunca pensei estar no porão!
Vamos procurar ficar no melhor andar da casa,na casa do amor!
Grande abraço e muita PAZ!
Beijosssssssss

Fernando Santos (Chana) disse...

Excelente texto....
Cumprimentos

Lulú disse...

Olá Maria José.
Acho que entro no porão de vez em quando, mas saio logo. Chegar no sótão, precisa aceitar a vida que nos foi oferecida, plenamente.
Lição muito bonita ,esta sua postagem.
Beijo,
Maria Luiza (Lulú)

Whesley Fagliari disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Whesley Fagliari disse...

Olá querida!

Quero agradecer-te pelo carinho com Cora e o espaço que criei para ela, obrigado! Esse livro, Enquanto o Amor não Vem, é maravilhoso. Li quando ainda era adolescente e ele me salvou de algumas emboscadas existenciais... Amo esse livro! Obrigado por compartilhar. Luz e Paz!

MOMENTOBRASILCOM.blogspot.com disse...

MARIA JOSÉ: O grande desafio do homem, é saber sair do porão que normalmente se vive, e ter a humildade necessaria para aprender a galgar, um por um os andares superiores e ao atingir o sotão, possuir a inteligencia para continuar no alto e ajudar ao próximo a tb conseguir, amor de minha vida. Abrçs. Roy Lacerda.