Páginas

sábado, 1 de janeiro de 2011

A LIÇÃO DAS FOLHAS



Num dia luminoso e agradável eu caminhava pelo bosque. Comecei a juntar folhas coloridas que tinham caído das árvores ao meu redor. Vez após vez eu me abaixava, pegava uma folha que me houvesse chamado a atenção e, se fosse suficientemente perfeita, acrescentava-a e defeitos óbvios, como acontecia com mais freqüência, eu a jogava fora. Muitas folhas eram marrons e mortas e tinham sido pisoteadas.
Eu nem mesmo olhava para elas.
Então senti o Senhor falando ao meu coração.
"Por que você rejeita as imperfeitas? Não são criação Minha também? Elas servem a um propósito diferente do que só encher seus olhos de beleza. Eu criei todas."
Eu sabia, lógico, que o Senhor não estava falando das folhas. Entendi que muitas vezes lido com as pessoas da mesma maneira como estava lidando com folhas de outono menos bonitas.
Meu coração ficou apertado. Quantas vezes rejeitei uma potencial amiga por causa de alguma falha interior, real ou imaginária? Quantas vezes julguei alguém por não entender seu comportamento ou circunstâncias?
Quantas pessoas? Machucadas, pisadas a pés, mastigadas e cuspidas pela vida, como eu têm me procurado em busca de compreensão e amor, mas devido ao meu medo de chegar perto demais, deixo-as ali com a sua dor? Quantas pessoas tenho magoado através da minha rejeição? E quanto tenho sofrido eu mesma por não permitir que essas pessoas me enriqueçam a existência? Olhei para cima, para as árvores, depois para as folhas com as quais o chão do bosque se vestia. Lá no alto, as folhas formavam um dossel de cores.
Não havia duas exatamente da mesma tonalidade. Pintando uma tapeçaria de intrincada beleza. Embaixo, as folhas formavam um carpete que ia perdendo os tons vivos, transformando-se numa capa protetora que nutriria as próprias árvores que as haviam lançado para o chão. Notei uma folha cheia de manchas, da qual um inseto se havia alimentado. Curvei-me, peguei a folha e cuidadosamente a coloquei na minha coleção.
Pai, por favor, perdoa-me por ter praticado a rejeição. Ajuda-me a ser mais sensível às necessidades dos meus irmãos e irmãs. Quer façam parte da linda abóbada lá em cima, quer sejam parte do nutritivo carpete aqui embaixo.

14 comentários:

Malu disse...

E quantas vezes fazemos isso, Maria! Às vezes sem querer e n'outras propositadamente...
Um Ano Novo cheio de PAZ para ti!

analice disse...

é sabe, muitas vezes eu já percebo de imediato essa atitude... o mais dificil é se atntar para evitar de imediato tudo isso.... feliz ano novo!!!

Crista disse...

Buenasss...
Pensastes que te verias livre de mim em 2011,né?????
Mas credo,para isso acontecer,deverias deixar de ser a pessoa querida que és;poderias até ser meio ranzinza...que continuaria contigo...rsrsrsrs...adoro amaciar os sentimentos por mim...rsrsrsrsrs...
Ô...podes até deixar de me ver...não faz mal...quando isso acontece,só de pirraça,te visito e me delicio com o teu blog escondidinha,sem fazer me anunciar...achas que consigo ficar longe de ti????
NUNCA,NEVER,NIE,JAMAIS...
Ô...contigo aprendi a ser mais feliz,mais culta,mais carinhosa,mais tolerante,mais...mais...e porque não dizer...MAIS METIDA também...porque para onde eu vou, eu falo em BOM TOM(bem alto)...que eu só tenho blogueiros maravilhosos em minha vidinha...
O problema é que nem todos acreditam que tu possas me tolerar...huaschuaschuasch...mas não estou nem aí...
Beijo-te as palmas das tuas mãos,porque é com elas que tu me embalas para a vida...OBRIGADA!

Luís Coelho disse...

Uma bela meditação para mudarmos os nossos comportamentos quantas vezes incorrectos.

Isa Mar disse...

Oi amiga de alma, voltei!
Que bela reflexão, aceitar cada um com suas peculiaridades e aprender com elas, pois cada um tem algo a nos ensinar.
Vim lhe desejar um 2011 recheado de realizações e muita harmonia!
Beijos no coração!

Amara disse...

OI Maria José ,muito linda tua mensagem
Feliz ANO NOVO que o ano novo nos traga mais compreensão e amor
"A vida é uma dádiva e cada instante é uma benção de DEUS"
Bjsss
Amara

Eliane Gonçalves disse...

Maria José

Esse foi um dos meus maiores aprendizados em 2010...independente se somos folhas secas, ou bem verdinhas, somos todos filhos de Deus e Ele nos ama incondicionalmente...

Ame ao seu próximo como a si mesmo.

Que em 2011 você continue nos presenteando com mensagens tão belas e de grande aprendizado em seu blog.

Um 2011 de muita luz!

Bjos,

Eliane.

Juliana Carla disse...

✩✩✩ Feliz 2011 ✩✩✩

"Nós abriremos o livro. Suas páginas estão em branco. Nós vamos pôr palavras nele. O livro chama-se Oportunidade e seu primeiro capítulo é o Dia de ano novo." (Edith Lovejoy Pierce)

Ingredientes: prosperidade, felicidade, amor, sonhos, luta, vencer! Sabedoria para construir o que se espera de um novo amanhecer.

Obrigada por estar comigo em 2010! Que hoje e sempre não seja diferente. Vamos somar aprendizados.

Juliana Carla
brailledalma.blogspot.com

MOMENTOBRASILCOM.blogspot.com disse...

MARIA JOSÉ: Ao despontar de mais uma caminhada(ano), vc não poderia ter escolhido texto tão apropriado para que conceitos sejam revistos e mudanças íntimas iniciadas. Mais uma vez, meus parabéns, meu amor. Bjs. Roy Lacerda.

ValériaC disse...

Belíssima lição querida... todos tem seu valor, sejam como sejam... somos todos filhos do mesmo Pai e amados infinitamente por ele, que aceita a todos, que acredita no potencial de cada um...sigamos este divino exemplo...

Feliz 2011 e todos os seus dias amiga...beijinhos
Valéria

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Maria José, bela reflexão...Espectacular....
Feliz Ano Novo....
Cumprimentos

Maria Flor✿ܓ disse...

Uma ótima reflexão!
Um 2011 Feliz!

Beijos

Fênix disse...

Verdade!Todos estamos aqui para aprender,principalmente,com as diferenças.Bjos.Feliz ANO NOVO.

Suseli disse...

Bom dia!
Teu blogger é muito delicado!!! Vc deve ser uma pessoa muito especial.Parabéns!