Páginas

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

A LIÇÃO DAS BRASAS


Um membro que freqüentava regularmente um determinado grupo de estudos, sem nenhum aviso, deixou de participar de suas atividades.
Após algumas semanas, outro membro do grupo decidiu visitá-lo.
Encontrou o homem em casa, sozinho, sentado diante da lareira, onde ardia um fogo brilhante e acolhedor.
Adivinhando a razão da visita, o homem deu as boas vindas ao amigo, conduziu-o a uma grande cadeira perto da lareira e ficou quieto, esperando.
No silêncio grave que se formara, apenas contemplavam a dança das chamas em torno das achas de lenha que ardiam.
Ao cabo de alguns minutos, o visitante examinou as brasas que se formavam e, cuidadosamente, selecionou uma delas, a mais incandescente de todas, empurrando-a para o lado.
Voltou então a sentar-se, permanecendo silencioso e imóvel.
O anfitrião prestava atenção a tudo, fascinado e quieto.
Aos poucos, a chama da brasa solitária diminuía, até que houve um brilho momentâneo e seu fogo apagou-se de vez.
Em pouco tempo, o que antes era uma festa de calor e luz, agora não passava de um frio e morto pedaço de carvão recoberto de uma espessa camada de cinzas.
Nenhuma palavra tinha sido dita, desde o protocolar cumprimento inicial entre os dois amigos.
O amigo, antes de se preparar para sair, manipulou novamente o carvão frio e aparentemente inútil, colocou-o novamente no meio do fogo.
Quase que imediatamente, ele tornou a incandescer, alimentado pelo calor das brasas ardentes em torno dele.
Quando o amigo alcançou a porta para partir, seu anfitrião disse:
- Obrigado por sua visita e pelo belíssimo sermão. Estou voltando ao convívio do grupo. Muito obrigado!


REFLEXÕESAos membros de um grupo, vale lembrar que: Fazemos parte da chama e que, longe do grupo, perdemos todo o brilho e nos tornamos mais vulneráveis aos ataques dos inimigos de nosso progresso espiritual.

Aos líderes, vale lembrar que: Eles são responsáveis por manter acesa a chama de cada um e por promover a união entre todos os membros, para que o fogo seja realmente forte, eficaz e duradouro.

“Quem se isola, furta-se de cooperar no rendimento da vida, e além disso, faz-se órfão de alegria na posição de tutelado constante do sofrimento”. (Bezerra de Menezes)

18 comentários:

Senhor da Vida disse...

Nossa, que lição eim!Realmente e importante estar inserido no grupo!

manuel marques disse...

A carne é cinza, a alma é chama .

Beijinhos meus.

marlene disse...

Óla amiga querida que bela mensagem
tão sabia e apropriada,para os dias
atuais em que as amizades são tão poucas,e as visitas se fazem escassas uma visita sienciosa pode aquecer nosso coração talqual as
brasas émuito linda sua posagem
obrigada pela oportunidade,bjs
Marlene

ELIANA-Coisas Boas da Vida disse...

ADOREI A LIÇÃO MUITO IMPORTANTE PARA MIM NESSE MOMENTO!
OBRIGADO!
BEIJO

Lulú disse...

Olá Maria José.
Eu andava meio isolada de tudo, até de uma caminhada.
Estou começando a voltar para vida.
Bela lição nesta sua postagem.
Maria Luiza (Lulú)

Luís Coelho disse...

Uma bela lição e que me parece ser para aproveitar porque juntos fazemos a diferença.

Myriam disse...

verdadeira lição! não devemos nos distanciar da vida, das pessoas, do mundo..participar sempre, mesmo que em pequenas gotas!Bjs

Entrevidas disse...

É poriço que estou aqui não desejo me despersar. Beijos

analice disse...

Ola... como sempre... seus textos cheios de muitos ensinamentos e brasas que tocam os nossos corações... nos auxilio na reflexão sobre nosso compromisso individual e social... obrigada !!!!

Edward de Souza disse...

Boa tarde, Maria José, confesso-lhe que não conhecia esse texto. Profundo e mostra que devemos ser unidos neste mundo, para conservarmos acessa a chama viva em nossos corações.

Na manhã desta sexta-feira hasteamos a bandeira da esperança. A semana finda. Deixa rastro de tragédia. E acúmulo de promessas que serão esquecidas. É preciso ser forte, prosseguir, lutar, agir. Novos tempos vão chegar, a alegria retorna. Em frente, aproveite, tenha um lindo final de semana.

Abçs

Edward de Souza

rui ricardo ramos disse...

Gostei da parábola e do seu blog.
Parabéns!
Voltarei sempre.

RUI RICARDO RAMOS.
URL: http://rrsomar-blogdorui.blogspot.com/

Simone Bichara disse...

Que lição!!! É sempre grandioso vir à Arca!

Obrigada por compartilhar!

Grande abraço e muitas bênçãos!

" ESSÊNCIA ESTELAR MAYA " disse...

Olá querida Maria José.

Nada mais forte do que aquela frase que sempre ouvimos.
"Somos todos um"...
Ligados pela mesma Luz Divina que irradia em todos os corações.
Precisamos compartilhar todas as Energias possíveis, para nossa própria evolução.
Um grande beijo em seu coração!

Kelly disse...

É a proximidade que nos faz sempre acesos. adorei beijos

MOMENTOBRASILCOM.blogspot.com disse...

MARIA JOSÉ: Após esse paragrafo:
"“Quem se isola, furta-se de cooperar no rendimento da vida, e além disso, faz-se órfão de alegria na posição de tutelado constante do sofrimento”. (Bezerra de Menezes)". Qq comentário que se possa efetuar, alem de desnecessario irá macular o texto, certo MEU AMOR? Bjs. Roy Lacerda.

Mariz disse...

Salvé Maria José

Não concordo muito com o ukltimo pensamento embora o post seja magnífico. Mas explico:
os monjes, e outras criaturas como alguns religiosos nos conventos também estão isolados e não me parece que sofram menos. Eu pro exemplo decidi deixar uma vida igual a de tantas outras pessoas e isolei-me - aliás o céu isolou-me, ou preservou-me mais, será melhor assim - e não é por isso que as situações vêm ter comigo e me deixam algumas com dor e outras como nesta blogosfera foi uma escola de não confiar e pensar que sãop todos boas pessoas e que aceitam o que se escreve como legado de um aprendizado e não como verdades absolutas.
Foi uma experiência e tanto como nos devemos distanciar das máscaas que quase todos se vestem!

Vim por isso despedir-me e agradecer o facto - embora não sendo muito assídua - sempre gostei do que aqui li e por isso comentei sempre com muito prazer e mais enriquecida fiquei.


Há no post de despedida uma notinha oara todos aqueles/as que conviveram comigo durante todo este tempo e que tiveram a n oção do que é o respeito e a dignidade entre relações, mesmo que virtuais.

Deixo um beijo terno
Até sempre...
Caso pretendas escrever o meu mail vem no verso do blog, que fica aberto.

Eternamente...
Mariz

Anônimo disse...

Heya just wanted to give you a brief heads up and let you know a few of the pictures aren't loading properly. I'm not sure why but I think its a linking issue.
I've tried it in two different web browsers and both show the same results.

Review my webpage - How To Remove Static From Clothes

Francisco Carlos Adriano disse...

Belissima lição.
vou utiliza-la para ilustrar uma palestra na CC Bezerra de Menezes do Bandeirante DF.
Parabés e Obrigado.

Adriano.