Páginas

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

O SUICIDA



O suicídio
não é algo pessoal
Todo suicida
nos leva
ao nosso funeral.

O suicida
não é só cruel consigo.
É cruel, como cruel
só sabe ser
- o melhor amigo.

O suicida
é aquele que pensa
matar seu corpo a sós
Mas o seu eu se enforca
num cordão de muitos nós.

O suicida
não se mata em nossas costas.
Mata-se em nossa frente
usando seu próprio corpo
dentro de nossa mente.

O suicida
não é o operário
É o próprio industrial, em greve.
É o patrão
que vai aonde
o operário não se atreve.

Todo homem é mortal.
Mas alguns, mais que outros,
fazem da morte
- um ritual.

O suicida, por exemplo,
é um vivo acidental.
É o general
que se equivocou de inimigo
e cravou sua espada
na raiz do próprio umbigo.
Mais que o espectador
que saiu no entreato,
o suicida
é um ator
que questionou o teatro.

O suicida
é um retratista
que às claras se revela.
Ao expor seu negativo,
queima o retrato
- e se vela.

O suicida, enfim,
é um poeta perverso
e original
que interrompeu seu poema
antes do ponto final.
Fonte: http://www.casadobruxo.com.br/poesia/a/affonso40.htm

Enviado por Elayne de Fátima Oliveira Gemignani do blog Curiosidade Feminal (http://curiosidadefeminal.blogspot.com/)

21 comentários:

José Gonçalves disse...

Olá Maria José Rezende,

Num primeiro impacto,

me pareceu sinistro este tema eleito.

Ninguém gosta de falar da Morte,

se bem que ela faça parte da Vida

e seja a nossa única certeza!

Suicídio!

Não é fácil, mesmo nada fácil,

tomar essa decisão de pôr um ponto final!

E não é sinal de fraqueza!

É necessária uma força quase sobrenatural

para que o pensamento passe à acção!

É precisa coragem para dizer, BASTA!

É um grito de revolta

embrenhado na ângustia

de não conseguir

dominar a sua própria Vida!

É um gesto não entendível

pela nossa Sociedade!

E quando praticado,

a Sociedade tenta "lavá-lo",

enquanto os mais próximos

tentam procurar

explicações que já não são!

Ficaria aqui algum tempo,

tentando explicar

o inexplicável!!!

Um abraço e até sempre,

José Gonçalves

Misturação - Ana Karla disse...

Boa Tarde Maria José!

Já não sei se o suicida é corajoso ou covarde.
Corajoso por tirar a própria vida e covarde por não enfrentar seus problemas.

Quem explica?

Xeros

MOMENTOBRASILCOM.blogspot.com disse...

MARIA JOSÉ:

"O suicida, enfim,
é um poeta perverso
e original
que interrompeu seu poema
antes do ponto final".

No texto, este foi o trecho que mais se assemelha, a explicação dada pela Doutrina Espírita, sobre o 'suicídio'. Considerando as licenças poéticas, o poeta(suicida), realmente interrompe a reencarnação antes do previsto. Qdo isso acontece, as consequencias são lamentaveis no refazimento. BJS. Roy Lacerda.

" ESSÊNCIA ESTELAR MAYA " disse...

Olá querida.
Um suicida é um Ser que ainda não se encontrou, sua Alma é vazia e não consegue se ver em nada.
Perdido no seu próprio Universo existencial.
É muito triste, porque ele não consegue enxergar como é preciosa uma existência e como pode crescer.
Crescer com a vida, com as oportunidades, com os encontros, com os desafios enfim com seu próprio despertar interior.
Um grande beijo em seu coração!
Lú.

TRIBUNA-BRASIL.COM (O Indignado) disse...

Maria Jose, para os leigos, sempre paira aquela dúvida: corajoso ou covarde? E pelo visto, ainda perdurará por longo tempo uma respposta convincente, com td respeito ao comentario do amigo Roy. Abraços.

JOSÉ ROBERTO BALESTRA disse...

Belíssimo poema! Mesmo que seja sobre um tema tão incontrolável, como é o suicídio.

Mas não tenho dúvidas de que essa infeliz e incontrolável atitude nada mais é que descer do ônibus antes do ponto. Depois de algum tempo se terá de retomar o mesmo ou outro ônibus, pra chegar ao Grande Destino, à Grande Casa, de onde todos saímos um dia e para lá teremos de Voltar quando o Pai nos chamar, porque Lá é o nosso lugar.

abs

MOISÉS POETA disse...

o suicida escolhe a hora , o local e a razão...!

seu blog tem leitura da boa , ficarei por aqui!

um beijo !

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Tema difícil de ser abordado,
mas o poema falou dele
de um modo claro.
Penso que para o suicida
a maior dor é a de saber
que a vida nunca termina...

Sua amizade é preciosa para mim.

Celina disse...

Oi Maria José,voltei para convidar vc para a brincadeira desafio dos 7 em meu blog.Espero que possa participar!Bjs,

Simone Bichara disse...

Uau...
Comecei a ler pensando em algo Augusto dos Anjos e me deparei com uma poesia sutil sobre algo complexo.
É sempre gostoso vir a sua Arca!
Bênçãos da Floresta,
Simone Bichara

Mafalda S. disse...

Pois para mim, o suicida é alguém que caiu no fundo e infelizmente, desconhecia que quase tudo em sua vida podia mudar para melhor, desde que a iniciativa partisse de si mesmo. Conseguimos mudar quase tudo, excepto a morte e foi justo isso que ele resolveu mudar. É um tema triste, mas não se pode fingir que não existe.
Bjs

Ives disse...

Suicidamos a nós ao deixar de amar, abraços

Isa mar disse...

Muito bom,esse é um verdadeiro retrato de suicida.
Amiga querida, estou precisando de sua opinião em minha postagem, o assunto é crise "blogal" e muitos estão passando por isso.
Beijos e lindo dia pra ti!

Carla disse...

Bom dia querida Maria José.
O poema muito bem escrito é o retrato mesmo do suicida.
A desitência da vida requer corajem, mas é covarde.
abraços

ValériaC disse...

Sempre lamentável alguem escolher dar um ponto final em sua vida...triste desatino...a vida é eterna e longo pode ser o caminho de sofrimento em função desta escolha.
Bom final de semana amiga...beijinhos...
Valéria

GEEL - Grupo Espírita Esperança e Luz disse...

Maria José este assunto é realmente muito difícil, principalmente pra quem já teve a experiencia com alguém próximo.
Fica uma lacuna, inexplicável, um vazio profundo.
Pena que a maioria dos suicidas não possuem conhecimento sobre o que significa abreviar sua existência.
Este é o nosso mundo, tantos lutando contra o CÂNCER, AIDS e outros seifando o que temos de melhor que é a oportunidade da evolução.

Beijos no coração.

Sonia.

Bloguinho da Zizi disse...

Maria José
como muitos aqui fiquei admirada com a postagem.
Mas... como ouvi uma vez de alguém...
a vida é feita de escolhas ....
e neste caso o suicídio também é uma escolha que o espírito vai ter que se responsabilizar
Tema difícil esse.

Beijinhos e um fim de semana repleto de paz.

Jorge (Nectan) disse...

Simplesmente doloroso o ato suicida.
Mas ao suicida não se deve apenas questionar seu ato final, mas porque chegou a isso. Muito passado corre na vida dele.

Anjo amiga, beijo de luz!!!

ONG ALERTA disse...

Querida Maria José é verdade tem pessosa que já se mataram em vida...infelizmente, beijo Lisette.

Lu Maria disse...

Quem de nós nunca se matou um pouco querendo viver? Quando a vida parece pesada demais, às vezes se confunde as estradas... não julgo nem condeno, apenas expresso meu sentimento de amor e compaixão por quem tanto quis viver plenamente e se perdeu no caminho...

Axé.
Lu Maria

Hamza disse...

nice your site thanks for sharing love you all teme good work keep it up
Facebook Password Hacking