Páginas

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

O RELÓGIO DO CORAÇÃO



"Tudo tem o seu tempo determinado e há tempo para todo propósito debaixo do céu: há tempo de nascer e tempo de morrer; tempo de chorar e tempo de rir; tempo de abraçar e tempo de afastar-se; tempo de amar e tempo de aborrecer; tempo de guerra e tempo de paz." (Eclesiastes)

Há tempos em nossa vida que contam de forma diferente.
Há semanas que duraram anos, como há anos que não contaram um dia.
Há paixões que foram eternas, como há amigos que passaram céleres, apesar do calendário nos mostrar que ficaram por anos em nossas agendas.
Há amores não realizados que deixaram olhares de meses, e beijos não dados que até hoje esperam o desfecho.
Há trabalhos que nos tomaram décadas de nosso tempo na Terra, mas que nossa memória insiste em contá-los como semanas.
E há casamentos que, ao olhar para trás, mal preenchem os feriados da folhinha.
Há tristezas que nos paralisaram por meses, mas que hoje, passados os dias difíceis, mal guardamos lembrança de horas.
Há eventos que marcaram, e que duram para sempre: o nascimento do filho, a morte da avó, a viagem inesquecível, o êxtase do sonho realizado.
Estes têm a duração que nos ensina o significado da palavra “eternidade”.
Já viajei para a mesma cidade uma centena de vezes, e na maioria das vezes o tempo transcorrido foi o mesmo.
Mas conforme meu espírito, houve viagem que não teve fim até hoje, como há percurso que nem me lembro de ter feito, tão feliz estava eu na ocasião.
O relógio do coração, hoje descubro, bate noutra freqüência daquele que carrego no pulso.
Marca um tempo diferente, de emoções que perduram e que mostram o verdadeiro tempo da gente.
Por este relógio, velhice é coisa de quem não conseguiu esticar o tempo que temos no mundo.
É olhar as rugas e não perceber a maturidade.
É pensar antes naquilo que não foi feito, ao invés de se alegrar e sorrir com as lembranças do que viveu.
Pense nisso. E consulte sempre o relógio do coração: ele lhe mostrará o verdadeiro tempo do mundo.

O tempo
A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando se vê, já é sexta-feira!
Quando se vê, já é natal...
Quando se vê, já terminou o ano...
Quando se vê perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê passaram 50 anos!
Agora é tarde demais para ser reprovado...
Se me fosse dado um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas...
Seguraria o amor que está a minha frente e diria que eu o amo...
E tem mais: não deixe de fazer algo de que gosta devido à falta de tempo.
Não deixe de ter pessoas ao seu lado por puro medo de ser feliz.
A única falta que terá será a desse tempo que, infelizmente, nunca mais voltará. (Mario Quintana)

"O presente é a sombra que se move separando o ontem do amanhã. Nele repousa a esperança." (Frank Lloyd Wright)

"O tempo foi algo que inventaram para que as coisas não acontecessem todas de uma vez."

Enviado por Roy Lacerda do blog MomentoBrasil (
http://momentobrasilcom.blogspot.com/)

15 comentários:

Jorge disse...

Maria José,

o tempo do coração é realmente a real no sentido da nossa evolução. Ficarmos dependentes do tempo terrestre ou ilusório é movermos o nosso eu de acordo com a vida esquecendo que a nossa estadia aqui na Terra é temporária.

Minha amiga, um beijo, com carinho!!

TRIBUNA-BRASIL.COM (O Indignado) disse...

Maria José, belo texto. Fostes de uma feliciade impar, ao aproveita-lo e o amigo Roy, pelo visto está com a bola 'toda'. Continuo na fila, guria!. Abraços.

ONG ALERTA disse...

Verdade pois para nós o tempo não tem muito significado, paz.
Beijo Lisette

Kelly disse...

Adorei a definição de tempo, nem sempre o compreendemos, mas é muito necessário. GRande beijo

Adriana disse...

Linda mensagem Maria José!

bjs e bom domingo

Cigana do Oriente disse...

Minha amiga do coração, a parte que diz que inventaram o tempo para que tudo não acontecesse de uma só vez é uma verdade.
O tempo não existe, nem passado nem presente e nem futuro, só na consciencia dos que vivem na terra, por isso ainda não tem o verdadeiro conhecimento das outras dimensões onde tudo já foi, é e será...
Beijos e um ótimo feriado pra você!

Sônia Silvino disse...

Vim matar as saudades antes que elas façam doer o meu coração.
Tenha um feriado maravilhoso.
Beijocas, muitas!
Sônia Silvino's Blogs
Vários temas & um só coração!

Marcia disse...

Um lindo bom dia!´
O tempo do nosso coracao se prolonga sempre nos bons momentos, aqueles que marcaram a nossa história, deixaram perfume na nossa aura. E passa mais rápido quando vivenciamos momentos amargos, dolorosos -, esses nao demoram muito no tempo do nosso coracao.
Estou aqui (vc sabe) mas desejo um feliz feriado a você e a todos os meus irmaos de Pátria!
Beijos.

manuel marques disse...

Quando gastamos mal o tempo somos sempre os prmeiros a queixar-mo-nos.

Beijo.

stutghost stut disse...

Olá,
Que feriadão tudo de bom!
Belo post!
Obrigada pelo comentário no blog. Realmente, estou nos preparativos e na expectativa da viagem...
Não canso de pensar e dizer que é um privilégio te conhecer e um privilégio maior ainda compartilhar sua amizade!
Bjs,

Vitor disse...

Tempo de inspiração,e muita!

Parabéns

Bj*

orvalho do ceu disse...

Olá,
Ao menos o meu não aguentaria tanta emoção!!!
Que post tão sensato!!!
Abraçoa fraternos com votos de paz interior.

Multiolhares disse...

Existe mesmo um tempo para tudo, somos nós que queremos apressar o tempo e acabamos muitas vezes foz fazer tudo errado
Bj

ValériaC disse...

Lindo texto amiga...eis claramente aí a relatividade do tempo...façamos nos, um bom uso dele...
Doce semana querida...beijos...
Valéria

♥.•:****-franciete-****:•.♥ disse...

Oi minha querida, passei para deixar em seu coração o meu beijinho de luz e paz.