Páginas

sábado, 4 de setembro de 2010

FELICIDADE REALISTA


A princípio bastaria ter saúde, dinheiro e amor, o que já é um pacote louvável, mas nossos desejos são ainda mais complexos.
Não basta que a gente esteja sem febre: queremos, além de saúde, ser magérrimos, sarados, irresistíveis.
Dinheiro? Não basta termos para pagar o aluguel, a comida e o cinema: queremos a piscina olímpica e uma temporada num spa cinco estrelas.
E quanto ao amor? Ah, o amor... não basta termos alguém com quem podemos conversar, dividir uma pizza e fazer sexo de vez em quando. Isso é pensar pequeno: queremos AMOR, todinho maiúsculo.
Queremos estar visceralmente apaixonados, queremos ser surpreendidos por declarações e presentes inesperados, queremos jantar à luz de velas de segunda a domingo, queremos sexo selvagem e diário, queremos ser felizes assim e não de outro jeito. É o que dá ver tanta televisão.
Simplesmente esquecemos de tentar ser felizes de uma forma mais realista. Ter um parceiro constante pode ou não, ser sinônimo de felicidade. Você pode ser feliz solteiro, feliz com uns romances ocasionais, feliz com um parceiro, feliz sem nenhum.
Não existe amor minúsculo, principalmente quando se trata de amor-próprio.
Dinheiro é uma benção. Quem tem, precisa aproveitá-lo, gastá-lo, usufruí-lo.
Não perder tempo juntando, juntando, juntando. Apenas o suficiente para se sentir seguro, mas não aprisionado. E se a gente tem pouco, é com este pouco que vai tentar segurar a onda, buscando coisas que saiam de graça, como um pouco de humor, um pouco de fé e um pouco de criatividade.
Ser feliz de uma forma realista é fazer o possível e aceitar o improvável. Fazer exercícios sem almejar passarelas, trabalhar sem almejar o estrelato, amar sem almejar o eterno.
Olhe para o relógio: hora de acordar É importante pensar-se ao extremo, buscar lá dentro o que nos mobiliza, instiga e conduz, mas sem exigir-se desumanamente.
A vida não é um jogo onde só quem testa seus limites é que leva o prêmio. Não sejamos vítimas ingênuas desta tal competitividade.
Se a meta está alta demais, reduza-a. Se você não está de acordo com as regras, demita-se. Invente seu próprio jogo.
Faça o que for necessário para ser feliz. Mas não se esqueça que a felicidade é um sentimento simples, você pode encontrá-la e deixá-la ir embora por não perceber sua simplicidade.
Ela transmite paz e não sentimentos fortes, que nos atormenta e provoca inquietude no nosso coração. Isso pode ser alegria, paixão, entusiasmo, mas não felicidade.

11 comentários:

momentobrasilcom.com disse...

MARIA JOSÉ: Realmente a vida nao é um jogo para se testar limites. MAS É JUSTAMENTE O QUE A HUMANIDADE FAZ: TESTAR OS PRÓPRIOS LIMITES. Abrçs. Roy Lacerda.

Luís Coelho disse...

Tudo o que foi escrito é real e verdadeiro.
Está provado que o ser humano é insatisfeito e que está sempre numa busca desenfreada por mais e melhor.
Felizes quantos se aceitam como são e que sabem aproveitar as pequeninas coisas de cada dia.
Felizes quantos sabem crescer com o pouco de cada dia, mas que os torna simplesmente maravilhosos.

Marcia disse...

E o mais complicado é que complicamos tudo. Até a nossa felicidade, com as nossas eternas e injustificáveis insatisfacoes. Quando aprendermos a valorizarmos a saúde que temos, a família que temos, a casa que temos e as pequenas coisas, encontraremos a nossa tao almejada paz e a felicidade.
Um belo texto para a nossa reflexao, obrigada por compartilhá-lo.
Minha amiga que você tenha um abencoado e feliz final de semana!

Alma Aprendiz disse...

Realmente o ser humano nunca esta satisfeito com o que tem, se esquece que todos os dias quando acordamos, abrimos os olhos,caminhamos, falamos....enfim que somos perfeitos e que tudo isso é uma benção, que é o maior tesouro que temos,esquecemos de agradecer o criador e só queremos correr atrás de mais e mais.

abraços

tossan® disse...

Texto genial Maria José, mas agora eu me contento em viver um pouco mais. Que tal? Beijo

orvalho do ceu disse...

Olá, Maria Joseé
Que delícia de texto e que parâmetros vc nos coloca sobre a VERDADEIRA felicidade, hein?
PARABÉNS!!!
ME TOCOU PROFUNDAMENTE...
É tão SIMPLES que a gente pode perdê-la sem perceber...
Lindo demais!
Abraços fraternais e votos de um ótimo final de semana.

Florentino disse...

o ser humano é dificil de enteder oque é felicidade asvezes nos somos muito imediatos com a vida ..,., lindo texto adorei.

Rejane-Enajer disse...

É amiga, o bichinho homem é complicado mesmo!!a gente pode ter tudo que precisa para ser feliz, mas vêz por outra sabotamos a felicidade.É um tal de se... que não te fim -pior que só tomamos consciência disso quando já perdemos muito né mesmo?Bom finzinho de domingo amiga!!

Jorge disse...

Acredito que aqueles que querem tudo em exagero, acreditam que é isso que os farão felizes. Precisa-se deixar viver isso para descobrir o real caminho. Pois tudo que se conquista no mundo exterior, não traz felicidade real se a própria pessoa não estiver bem consigo mesma.
Cada um, assim, vê e sente a felicidade de acordo com sua maneira de ser. Certo ou não, na nossa maneira de ver, esta é a busca nossa.
E todos nós chegaremos lá!!!

Maria José, beijo muito doce no coração!
E uma excelente semana!!!

ValériaC disse...

É querida, é preciso que entendamos que a felicidade está nas pequenas coisas e que temos que olha-las sob o olhar do Amor, pois desta forma conseguiremos dar o devido valor em tudo o que temos... e somos...
Bom feriado amiga...beijos...
Valéria

REGINA GOULART SANTOS disse...

Minha querida amiga, Maria José.
Há muito já me foi dito que o ser humano possui necessidades de forma ilimitada.
Porém, entendo que o que se deve ter em mente é que para se alcançar algo almejado, temos antes que nos perguntar se o que se busca realmente será importante e se é indispensável para nossa felicidade, já que cada um possui seu conceito subjetivo formado sobre o amor e felicidade.
Antes de mais nada, devemos conhecer nosso próprio Eu, e a partir disso, descobrir nas pequenas coisas, o belo que a vida tem a nos proporcionar, e não esquecer que nada material, será capaz de trazer a felicidade plena, senão através do amor.
Um bom domingo, e ótimo feriado.

Beijos de luz

Regina Goulart